© MHD (foto de Maggie Silva)

Comic Con Portugal | Todd Stashwick é um geek genuíno que adora vilões

Estivemos na conferência de imprensa, na Comic Con Portugal, no painel e tivemos ainda oportunidade de falar em privado com o Todd Stashwick durante uns minutinhos. O ator camaleónico esteve presente nos dias 12 e 13 de setembro na maior conferência de cultura pop de Portugal. 

Todd Stashwick é um nerd de banda desenhada, apaixonado por cultura pop e por merchadise, pops e toda a parafernália que vem associada. Isto de acordo com as suas próprias palavras, proferidas na conferência de imprensa. A conversa passou pelo tópico Comic Cons, e falou-se da sua experiência em San Diego. Descreveu a presença na San Diogo Comic Con, a Comic Con “original”, como uma experiência maravilhosa, onde é possível ver Arya Stark a confraternizar com o Harry Potter. Um lugar mágico. Brincou ainda com esta noção, dizendo que caso uma bomba explodisse naquele local, não existiria mais cultura pop.

Quanto à nossa jovem versão de uma Comic Con, diz apreciar particularmente este conceito, que o recorda de uma feira popular. Avançou ainda que já tinha andado a comprar “brinquedos”, tendo visto todo o recinto do evento.

© MHD (foto de Maggie Silva)

Quando questionado sobre as suas melhores experiências profissionais, e particularmente sobre “Gotham”, o ator destaca a sua paixão pela DC, e uma clara preferência quando comparado ao universo da Marvel. Já quanto a sonhos, se pudesse participar em qualquer série de animação, desempenhar qualquer papel, Todd gostaria muito de fazer parte do universo da nova Sabrina, pois parece “super divertido”. Brincou com a formulação da pergunta, e disse, que não quereria fazer parte da série antiga, pois “está farto de viagens no tempo”. Uma alusão à série de ficção-científica 12 Monkeys, onde desempenha um papel regular.

Na televisão, gostaria ainda de participar num episódio de “The Walking Dead”, e na comédia da Amazon “The Marvelous Mrs. Maisel“. Se tivesse que escolher um papel da Marvel, mais especificamente um vilão, gostaria de estar em Doctor Strange, pois “já tem o look”. O Sandman seria também um personagem que adoraria interpretar.

Sempre bem disposto e descontraído, falou ainda sobre a banda desenhada que escreve há mais de 10 anos, sobre o demónio, um demónio que foge do inferno. Uma criação, que segundo o ator, é um reflexão sobre bem e mal.

Quando falámos com Todd Stashwick, decidi perguntar-lhe como foi interpretar Dr. Drakken numa versão em imagem real de “Kim Possible”, reforçando que este gigante ícone cultural da geração millenial teve um enorme peso no início do século. Com um filho com 21 anos, Todd sabe bem o que “a casa gasta”, tendo um filho de 21 anos, e por isso viu muitos episódios da série de animação ao longo do ano. Por outro lado, quando ficou com o papel, recebeu uma resposta muito forte por parte dos fãs, que destacaram o quão importante o papel era. Assim, Todd destaca o quão importante é honrar o papel.

© MHD (foto de Maggie Silva)

Todd trabalhou em inúmeros outros projectos relacionados com animação, tais como uma versão de Tom and Jerry ou diversos episódios de Phineas and Ferb. O ator é apaixonado por animação, tendo inclusive crescido a querer ser um cartoonista, pois adora desenhar. O seu filho está a estudar para ser animador, seguindo esta paixão familiar.

Quanto ao seu papel favorito, Todd destaca Deacon em “12 Monkeys”, uma das suas maiores e mais marcantes interpretações. Sobre interpretar um padre na série “The Originals”, destaca o quão interessante foi esta experiência, especialmente pois ninguém esperaria que o ator interpretasse uma personagem tão casta, sendo especialmente associado a vilões. Contudo, o ator avança que está muito mais próximo desta personagem do que da maioria que interpretou no passado. Kieran é uma espécie de bússola moral, alguém que procura a virtude e equilibrar valores com um mundo repleto de demónios e vampiros. Ainda falando de “The Originals”, o ator considera que uma vantagem entrar num universo já estabelecido. Existe um seguimento, e os fãs de “The Vampire Diaries” crescem com a série, correspondendo a um processo de maturação.

Lê Também:
Comic Con Portugal 2019 | Os destaques da 6ª edição

A conversa passou ainda por “Heroes”, uma série onde o ator interpretou o personagem “Eli”. Questionado sobre que outro personagem gostaria de interpretar, Todd respondeu Silas, um personagem magnífico, na sua opinião. Aliás, o ator mencionou ainda que teve uma audição para este papel, que acabou por ficar para Zachary Quinto.

Todd Stashwick trabalhou em cinema e televisão em géneros tão distintos como drama, ficção científica, animação. Para o intérprete, o processo de escolher um papel é sempre diferente, dinâmico e tem em consideração, acima de tudo, as exigências daquele papel em particular. Todd falou ainda, no Golden Theather, sobre como é interpretar frequentemente vilões numa conversa descontraída com o nosso enviado oficial em L.A., Joe Reitman.

Um ótimo convidado, com uma energia contagiante, que esperamos voltar a rever numa edição futura da Comic Con Portugal!

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *