Somewhere in Berlin © Deutsche Film (DEFA)

DocLisboa 2019 | Revelada Programação Completa

De 17 a 27 de Outubro, o mundo inteiro cabe em Lisboa com mais uma incrível edição do DocLisboa 2019.

O DocLisboa 2019 está quase a chegar à cidade de Lisboa apresentando-se como um “olhar sobre vastos territórios, através das mais variadas vozes artísticas, nos mais diversos tempos da História e do Cinema”. Esta é a base de um festival que chega à sua 17ª edição com a apresentação de 303 filmes, 39 estreias mundiais e ainda 45 estreias internacionais.

A programação do DocLisboa para este ano foi apresentada na Culturgest com a presença de figuras reconhecidas deste que é um dos principais festivais de cinema de Lisboa. À diretora do DocLisboa Cíntia Gil juntaram-se José Ramalho (do Conselho Diretivo da Culturgest), Manuel Veiga (Diretor Municipal de Cultura da Câmara Municipal de Lisboa) e José Manuel Costa (o Diretor da Cinemateca Portuguesa). A 17ª edição do DocLisboa contará, desde já, com as seguintes secções competitivas e não-competitivas.

Lê Também:
Óscares 2020 | O que o Festival de Toronto pode significar na corrida

Secções do DocLisboa 2019

doclisboa
DocLisboa Cartaz © DocLisboa

Na Competição Internacional, contam-se 14 filmes de 11 territórios distintos que procuram transmitir um olhar particular sobre o nosso mundo. Lisa Reboulleau, Camille Degeye, Madeleine Hunt-Ehrlich, Sofia brito, Manel Raga-Raga, Camila Rodrigues Triana, Jo Sefarty, Frank Beauvais, Christophe Bisson, Welket Bungué, Thunska Pansittivorakul, Wook Steven Heo, Christian Haardt e Daniil Zinchenko são os nomes que compõem esta programação.

O DocLisboa 2019 tem também tempo para celebrar as cinematografias portuguesas, com 44 filmes de realizadores nacionais. Em Competição Nacional estão 11 filmes realizados por Tiago Siopa, Pedro Filipe Marques, Saguenail, José Filipe Costa, Diana Vidrascu, Leonor Noivo, Atsushi Kuwayama, Inês Gil, Miguel de Jesus, Nevena Desivojevic e por Luís Brás. Neles são celebrados o cósmico, a poesia, a revolução e o amor. Além disso, “Danses macabres, squelettes et autres fantaisies”, dos cineastas Rita Azevedo Gomes e Pierre Léon é um dos filmes em estreia nacional a não perder.

De destacar igualmente a secção Riscos do DocLisboa 2019 que procura abordar as distâncias e as fronteiras de diferentes épocas. Os realizadores convidados da secção são Ghassan Salhab e Sofia Bohdanowicz. Já as principais novidades do DocLisboa prendem-se aos prémios atribuídos aos filmes vencedores: na Competição Portuguesa, o novo Prémio Fernando Lopes do DocLisboa, para Melhor Primeiro Filme Português (atribuído Midas Filmes e Doclisboa) e, na secção Verdes Anos, o novo Prémio Pedro Fortes para Melhor Realização Verdes Anos.

O Prémio Fernando Lopes para Melhor Primeiro Filme Português, atribuído pela Midas Filmes e pelo Doclisboa, tem como mote de inspiração o espírito do realizador Fernando Lopes, um dos grandes nomes do cinema português dos anos 60, a sua forte ligação com o mundo do cinema documental. Quanto ao Prémio Pedro Fortes para Melhor Realização Verdes Anos (atribuição de uma Bolsa de Participação no Seminário Doc’s Kingdom), foi criado enquanto uma forma de homenagem a este colega do festival, falecido em 2018.

Por fim, e para a comemoração dos 30 anos da queda do Muro de Berlim, o DocLisboa apresenta filmes produzidos na Alemanha de Leste entre 1946 e 1991 pelo estúdio estatal DEFA. Entre eles encontramos “Irgendwo in Berlin” (Gerhard Lamprecht, 1946), com exibição no dia 17 de outubro na Cinemateca Portuguesa. No geral, a programação desta secção destaca nomes de artistas e cinematografias de um país ferido e traumatizado pela guerra e pelos horrores do seu passado. São documentários e algumas obras de ficção redescobertos e reavaliados pelo público dos dias de hoje.

O Doclisboa 2019 decorre na Culturgest, Cinema São Jorge, Cinemateca Portuguesa, Cinemateca Júnior e Cinema Ideal. A programação do festival já está disponível no site oficial, e as bilheteiras estão oficialmente abertas.

A Magazine.HD promete acompanhar o melhor do DocLisboa este ano. Fica a par dos nossos artigos, especiais e novidades sobre o mesmo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *