Monstra

MONSTRA regressa para 18ª edição em março

A MONSTRA, que enaltece o cinema de animação, já está preparada para a 18ª edição e o cartaz está bem recheado. Conhece o programa que conta com mais de 500 filmes.

O festival anual de cinema de animação de todo o mundo está de regresso a Lisboa para a sua 18ª edição e é já este mês. A Monstra – Festival de Animação de Lisboa, realiza-se de 20 a 31 de março de 2019 e nesta edição serão apresentados mais de 550 filmes (longas, curtas e curtíssimas) que nos vão chegar de 50 países, dos 5 continentes.

Este ano o país homenageado será o Canadá pelo que 15 sessões do festival serão dedicadas exclusivamente a obras oriundas do país. Começando por uma retrospectiva ao National Film Board of Canada, produtora de cinema independente canadiana que chega aos 80 anos em 2019, o festival irá proporcionar uma retrospectiva também no trabalho de alguns realizadores, como Norman Mclaren, Frédéric Back e Caroline Leaf.

À semelhança das edições anteriores, a MONSTRA terá várias secções competitivas em aberto, das quais se destacam as categorias de Curtas-metragens, filmes de Estudantes, Curtíssimas (filmes até 2 minutos) e Monstrinha, uma secção dedicada ao público mais novo.

Lê Também:
MONSTRA '19 | MONSTRINHA para Pais e Filhos

Uma das categorias com mais destaque no entanto é a de longas-metragens onde estarão em competição cerca de 7 títulos, 6 dos quais irão estrear pela primeira vez em território nacional.

  • “MIRAI”, do japonês Mamoru Hosoda

Estreia nacional na MONSTRA. Conta a história de um menino que encontra um jardim mágico que lhe permite viajar no tempo para conhecer os seus antepassados. O filme esteve nomeado para os Óscares 2019 na categoria de Melhor Filme de Animação, tendo tido a sua estreia no Festival de Cannes.

“Mirai”, é uma das estreias mais antecipadas do MONSTRA ’19, depois de ter sido nomeado para um Óscar
  • “FUNAN”, de Denis Do

Uma história de luta e sobrevivência de uma mãe forçosamente separada do filho durante a revolução do Khemer Vermelho no Cambodja. Esta longa-metragem já ganhou o Grande Prémio de Longas no Festival de Annecy, e dois Emille Awards (Melhor Argumento e Melhor Sound Design).

NOTA: O compositor e sound designer desta obra farão a apresentação da longa-metragem no MONSTRA.

  • “THIS MAGNIFICENT CAKE!”, de Marc James Roels e Emma De Swaef

Uma narrativa com a África colonial do final do século XIX como pano de fundo e que conta as histórias de cinco personagens (marionetas) diferentes. O filme também participou no Festival de Annecy (ganhou o Prémio da Crítica) e nos Emille Awards arrecadou o prémio de Melhor Realização.

  • “TITO E OS PÁSSAROS”, de Gustavo Steinberg, André Catoto e Gabriel Bitar

Oriundo do Brasil, “Tito e os Pássaros” é sobre um menino que salva o mundo de uma epidemia contraída pelo medo.

“Tito e os Pássaros”, que recorre a técnica de pintura digital e 2D
  • “DILILI A PARIS”, de Michel Ocelot 

O realizador francês irá marcar presença no festival para apresentar o filme. A jovem kanak Dilili, durante a Belle Epoque m Paris, investiga com um amigo estafeta os misteriosos raptos de meninas que andam a assombrar a cidade. As pistas a que terá acesso serão dadas por extraordinárias personagens que encontra pelo caminho.

  • “CAPTAIN MORTEN AND THE SPIDER QUEEN”, de Kaspar Jancis 

Esta longa-metragem já tinha sido apresentada (apenas 25 minutos) na edição de 2018, na sua fase de pós-produção, mas será este ano em 2019 que Jancis irá apresentar o resultado final do seu trabalho.

  • “THE TOWER”, de Mats Grorud

Mats Grorud, realizador da longa-metragem e Rui Tenreiro, o diretor de arte, estarão presentes na MONSTRA para apresentarem o seu filme. A história foca-se numa jovem que vive num campo de refugiados na Palestina e que, através de relatos contados por três gerações anteriores de refugiados, aprende mais sobre a história da sua própria família.

Lê Também:
MONSTRA '18 | Lista de Vencedores e Balanço Final

Confere abaixo quais as retrospectivas e homenagens que terão lugar nesta 18ª edição de um dos maiores festivais de cinema de animação.

  • SATOSHI KON – Filmografia completa

Numa retrospectiva dedicada ao cinema de animação japonês, haverá uma homenagem ao realizador Satoshi Kon através da exibição de 4 longas-metragens suas, produzidas entre 1997 e 2006.

  • BD no Cinema de Animação

Exibição de cinco longas-metragens inspiradas nas histórias de Corto Maltese, o marinheiro. Tintim, outra célebre personagem da animação e da BD, também irá marcar presença com “Tintim e os Prisioneiros do Sol”, que data de 1969 e chega este ano aos 50º aniversário de estreia.

  • Música, cinema de animação e poesia

Haverá lugar a vários eventos dedicados à música, sempre aliada à animação dentro do possível. Um concerto de Pierre Kwenders acompanhado de animação ao vivo pelo ilustrador António Jorge Gonçalves, um evento que irá juntar a Escola Superior de Música de Lisboa com uma equipa de alunos das universidades de animação de Tóquio e ainda um concerto com o colectivo Lisbon Poetry Orchestra que terá filmes exclusivos dos alunos da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha – apenas para nomear parte do programa.

  • Secções Especiais

A MONSTRA apresenta ainda filmes nas secções Históricos, Cinema Experimental, DokAnim ( documentários de animação, representados por duas longas e uma retrospectiva do Festival DokLeipzig), TerrorAnim (filmes de animação de terror), Monstra Triple X (uma seleção de filmes sensuais para maiores de 18 anos) e muitas homenagens.

Lê Também:
MONSTRA 2018 | Entrevista ao animador Emanuel Nevado
  • MONSTRINHA

A secção especial para o público mais novo onde irá haver espaço para uma programação especial ao fim-de-semana para Pais e Filhos. Este “sub-festival” vai apresentar, em ante-estreia, o filme “The Queen’s Corgi”, com o apoio do próprio realizador Ben Stassen e irá contar com várias homenagens a diferentes personagens como o Mickey Mouse ou o próprio Leonardo Da Vinci.

A exposição “A Magia dos Estúdios Aardman” já abriu ao público a 14 de fevereiro e é parte integrante do programa MONSTRA 2019. Aardman é o estúdio britânico responsável por filmes e séries de tv como “Wallace e Gromit”, “Creature Comforts”, “Timmy Time”, “A Fuga das Galinhas”, “Morph” e  “A Ovelha Choné” e “A Idade da Pedra” e um dos co-fundadores, Peter Lord, irá passar por Lisboa no final do mês de março.

Emanuel Nevado
“A Idade da Pedra”, foi um dos filmes da Aardman que participou no MONSTRA ’18

Na Sociedade Nacional de Belas Artes vão ser exibidas 5 exposições: os 25 anos de trabalho conjunto dos realizadores Regina Pessoa e Abi Feijó; os objetos do projeto “4 Estados de Matéria” de Miguel Pires de Matos; uma homenagem ao realizador canadiano Norman McLaren com quatro instalações de autores contemporâneos; e Scratch (triptyque-3) realizado por Pierre Hébert.

Poderás conferir o programa do MONSTRA com maior detalhe aqui.

O Festival Monstra apresenta sessões no Cinema São Jorge, Cinema City Alvalade, Cinema Ideal e Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema e sessões Monstrinha para escolas em mais de 100 escolas dos concelhos de Lisboa, Almada, Sintra, Barreiro, Salvaterra de Magos, Ferreira do Alentejo, entre outros.

 

Marta Kong Nunes

Fanática de cinema e séries por pura paixão, sou da geração Disney mas também das Tartarugas Ninjas, Motoratos e afins. Já passei pela obsessão de vários géneros de cinema e apesar de me considerar eclética, nada me tira o gozo de um bom filme de acção (por muito irrealista que seja). Séries também se devoram por cá, mas a magia de um filme, será sempre a magia de um filme!

Marta Kong Nunes has 2584 posts and counting. See all posts by Marta Kong Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.