Chris Nee

Netflix garante exclusividade de Chris Nee

A Netflix continua a apostar nos conteúdos originais e exclusivos e na batalha com a futura Disney+, garante agora um nome de peso para a equipa criativa.

A Disney+, a próxima grande plataforma de conteúdos online, está a preparar-se para chegar em grande ao mundo do streaming e a gigante atual, a Netflix, está a ripostar da melhor maneira que pode: melhorar os conteúdos e a equipa criativa envolvida.

Com uma aparente batalha em cima da mesa, e com a Disney a apresentar novidades do que está a alcançar, a Netflix está a procurar chegar a todo o lado de modo a conquistar um público maior e mais diversificado.

O último avanço da Netflix nesse sentido é nada mais nada menos que o anúncio de um acordo de parceria, em exclusivo, com Chris Nee, uma argumentista e produtora de televisão infantil que já foi vencedora de diversos prémios como Peabody, Humanitas e Emmy.

Lê Também:
Ralph vs Internet, em análise

Nee, que ficou conhecida por criar a série de animação “Dra. Brinquedos”, arrecadou diversas nomeações para os Daytime Emmy pela série infantil, assim como Prémios Peabody e NAACP. A série, para o público em pré-idade escolar, inovou por apresentar uma protagonista afro-americana com pais LGBTQ – um claro avanço e distanciamento da “normalidade” que todas as séries infantis apresentavam até então.

O seu trabalho mais recente, que tem alcançado destaque em Portugal pelo canal Disney Junior, é a série “Vampirina“, que já conseguiu uma nomeação para um Emmy.

Vampirina
Vampirina

O acordo entre Nee e a Netflix, que apenas se sabe que será por vários anos, incide em criar novas séries animadas e live actions para idade pré-escolar numa primeira fase. Mais tarde, prevê-se que a Netflix terá preferência de escolha em adquirir qualquer projeto de filmes de longa-metragem que tenham origem em Chris Nee e Laughing Wild, a sua produtora.

Para Melissa Cobb, vice-presidente do departamento Kids&Family da Netflix,

“Chris é mestre não só na criação de personagens com as quais as crianças querem passar tempo, como no contar de histórias que são representativas dos diferentes tipos de famílias e comunidades. Ela está entre os melhores artistas que trabalham, nos dias de hoje conteúdo infantil e estamos muito honrados que a Chris tenha escolhido a Netflix como o seu lar criativo”

Já Chris, que conta no seu currículo com séries como “Little Bill”, “American Dragon: Jake Long“, “Higglytown Heroes”, “O Jardim dos Amigos e Olivia” e “Johnny and the Sprites”, começou a sua carreira como produtora na Sesame Street International. Em relação ao acordo que acaba de fazer com a Netflix, pensa que será sinónimo de boas mudanças para o seu futuro.

“O encanto da Netflix é que não me define pelo que fiz no passado, mas pelo o que pensa que eu possa vir a ser no futuro. Adoro que incentivem os criadores a sonhar alto e sem barreiras. A minha missão é gerar trabalho que reflita o mundo em que vivemos e dar voz aos contadores de histórias que nem sempre tiveram acesso ao mesmo. Mal posso esperar para começar.”

VÍDEO | DRA. BRINQUEDOS, O SUCESSO DE CHRIS NEE

O que pensas da aposta da Netflix em produzir cada vez mais conteúdos originais e exclusivos?

Marta Kong Nunes

Arquitecta (com um c!) de formação. Coordenadora de profissão. Fanática de cinema e séries por pura paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *