© Haze Gray Productions

Netflix | Nova série co-produzida pela RTP, junta Stephanie Vogt ao elenco

A primeira co-produção entre a Netflix e a RTP, “Glória”, conta já com um extenso elenco, ao qual se junta, agora, Stephanie Vogt

Um esforço conjunto entre Pedro Lopes, na escrita e Tiago Guedes, na realização, “Glória”, será o próximo grande projecto da RTP, que se junta à Netflix naquela que é a primeira produção do serviço de streaming de uma série original portuguesa. A história levar-nos-á até à pequena vila de Glória do Ribatejo nos anos 60, onde se situa um centro de transmissão de propaganda americano. A narrativa centra-se no personagem, João Vidal, um engenheiro com ligações familiares ao estado novo, que, recrutado pelo KGB, se lançará num conjunto de missões de espionagem que podem vir a ter implicações graves não só no decorrer da história nacional, como também na história do mundo.

Do elenco da série, fazem parte nomes portugueses como, Miguel Nunes, Carolina Amaral, Victoria Guerra, Afonso Pimentel , Adriano Luz, Joana Ribeiro, Marcelo Urgeghe, Sandra Faleiro, Carloto Cotta, Maria João Pinho, Inês Castelo-Branco, Rafael Morais e Leonor Silveira, juntando-se agora a actriz Stephanie Vogt, que interpreta o papel de Anne, uma jovem de boas famílias, licenciada em Harvard que é recrutada pela CIA.

Lê Também:
A glória do Cinema Português no século XXI

Stephanie Vogt, participou, ao longo da sua carreira, em alguns filmes e episódios soltos, mas teve um papel recorrente na série de sucesso da HBO, “A Vedeta”, onde interpretou a personagem de Liz. Mais recentemente, teve uma pequena participação no filme, “Velocidade Furiosa: Hobbs e Shaw”.

Pedro Lopes, argumentista de “Glória”, construiu a sua carreira, escrevendo para algumas novelas e para algumas séries significativas como foi o caso de “Morangos com Açúcar”, em 2008, “Lua Vermelha”, em 2010, “Conta-me Como Foi”, em 2019 e “Auga Seca”, em 2020. Já habituado ao cargo de realizador, Tiago Guedes agarra aqui as rédeas do projecto, depois de ter obtido um grande sucesso com o seu filme, “A Herdade”, em 2019. O realizador conta já com uma longa carreira no cinema e na televisão, tendo realizado projectos como, a mini-série, “Odisseia”, em 2013 e os filmes, “Coisa Ruim”, de 2006 e “Tristeza e Alegria na Vida das Girafas”, em 2019. “Glória”, não tem ainda uma data de estreia definida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.