Stan Lee

Stan Lee deixou uma última mensagem para os fãs

Esta semana perdemos uma das mentes mais geniais já existentes. Stan Lee, o criador dos super-heróis, aquele que nos fez sonhar, deixou-nos aos 95 anos.

Nos últimos dias, Stan Lee não era muito visto em público. A saúde do escritor tinha vindo a piorar, por isso, Lee decidiu manter-se longe dos holofotes. Contudo, ainda assim, Stan Lee continuou a filmar pequenos vídeos com a sua equipa, numa tentativa de se manter próximo dos fãs da Marvel.

O lendário criador de super-heróis sempre fez questão de estar junto daqueles que idolatravam o seu trabalho. Lee insistia em falar com os fãs, tirar fotografias com eles, ouvir as suas histórias e sentir o seu carinho. De facto, Lee adorava aqueles que o adoravam. O escritor sabia que o seu sucesso não seria possível se os fãs não o acarinhassem e era-lhes grato por isso.

Lê Também:
Stan Lee, o herói dos super-heróis, faleceu aos 95 anos

Assim, num dos últimos vídeos que publicou, Stan Lee falou sobre a importância que os fãs tinham para si. No vídeo, Lee afirma que é incrível ver pessoas que nunca o conheceram e que, provalmente, nunca o conhecerão, se preocuparem tanto com ele. Para além de admirar os seus fãs, Stan também os adorava. Stanley começa o vídeo admitindo “Eu não te consigo dizer o quanto eu adoro os meus fãs”.

Stan Lee adorava os fãs e os fãs adoravam Stan Lee. Agora o coração da Marvel deixou de bater e, certamente, a Marvel não será a mesma sem o sentido de humor e genialidade de Lee. Ainda que continuemos a ver os super-herói, o verdadeiro herói viajou até outra dimensão. O mundo não será o mesmo sem ele. Excelsior!

VÍDEO | AS ÚLTIMAS PALAVRAS DE STAN LEE PARA OS FÃS

Uma vez Stan disse que a Marvel só lhe dava alguns segundos de cameos porque tinham medo que ele ofuscasse o protagonista. De facto, isso poderia acontecer. Também eras fã dos seus cameos?

Catarina Novais

Eternamente apaixonada pelo mundo do cinema e por tudo o que está ligado à sétima arte. Seriófila nos tempos livres. A escrita e música também são dois vícios permanentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *