© Lucasfilm Ltd. All Rights Reserved

Star Wars: The Bad Batch | Segundo episódio em análise

Depois da estreia repleta de ação (e traições), voltamos para este universo numa galáxia muito, muito distante para acompanhar o segundo episódio de “Star Wars: The Bad Batch”.

Ok, já podemos falar do elefante na sala: Crosshair! Como te atreves? Eu bem sabia que havia algo que não estava certo. Apesar do ar sempre desconfiado, de que já estávamos habituados desde que o Bad Batch apareceu no 1º episódio da 7ª temporada de “Star Wars: The Clone Wars”, a verdade é que nunca pensei que realmente, para ele, as regras fossem mais importantes do que a lealdade do grupo. Não podemos atribuir-lhe todas as culpas, pelo menos isso. Mas esta traição foi para mim, o ponto de viragem para tornar a trama ainda mais interessante.

SUBSCREVE JÁ A DISNEY+

O que restou da República, agora completamente dividida, começa a perder a sua força e os que se recusaram a juntar-se ao Império Galáctico, foram vistos como rebeldes e deixados à sua sorte. Camuflados e encontrados pelo esquadrão de clones pouco ortodoxos, foi também com grande surpresa que é revelado Saw Guerrera, líder desta nova força que se começa a erguer contra as ordens de Palpatine.

Lê Também:
Star Wars: The Bad Batch | Primeiro episódio em análise

Agora, depois dos Bad Batch terem conseguido escapar do ataque inesperado, o que é que vão fazer? Como é que vão conseguir lidar com esta nova realidade, longe de Crosshair e agora com um novo elemento a bordo, a Omega, que também é geneticamente modificada como os restantes? Provavelmente o mais inteligente é procurar aliados e é isso mesmo que vemos acontecer, numa velocidade mais lenta em termos de ação mas mais focada em aprofundar a história das personagens, que agora começam a ganhar destaque. É interessante como Hunter aparece mais fragilizado, num lado quase paternal que nunca tínhamos visto. A ligação entre ele e a Omega é evidente, isso é certo, quase como a relação entre o Mandalorian e o Grogu. Aliás, atrevo-me a dizer que existem alguns padrões bastante semelhantes entre estas duas duplas, o que faz com que a essência de Star Wars fique mais fincada nesta animação.

Star Wars The Bad Batch
©2021 Lucasfilm Ltd. & TM. All Rights Reserved.

Estão reunidos assim os ingredientes para um segundo episódio recheado de novos temas por explorar. Tal como os olhos da Omega, curiosos e espantados com tudo aquilo que descobre que existe na galáxia, fora de Kamino, o nosso olhar explora também cada canto, cada nova paisagem e cada cidade, meticulosamente recriada pela Lucasfilm Animation. As naves militares continuam a sobrevoar, mesmo com a guerra terminada, numa paz podre que sabemos, irá revelar mais cedo ou mais tarde a verdade por trás das intenções do Primeiro Império Galáctico. A linha é ténue e mais uma vez os Bad Batch se metem em sarilhos e envolvem-se em problemas. Desta vez vemos brilhar Eco e Tech, numa missão cheia de suspense e que nos deixa sem fôlego até ao último minuto. A furtividade é um dos pontos mais altos, com algumas caras bem familiares a ajudar o esquadrão a repor a ordem na força e a fazer o que é correto.

Neste episódio, Omega é a grande surpresa e ganha maior destaque. Uma menina aparentemente frágil mas com um espírito indomável e uma determinação fora do normal. Ela prova a tudo e todos que é mais forte do que aparenta, no meio do caos instalado e cheio de falsas boas intenções.

TRAILER | “STAR WARS: THE BAD BATCH” ESTÁ DISPONÍVEL, SÓ NA DISNEY+!

Podes acompanhar “The Bad Batch” e muito mais deste universo na casa da franquia Star Wars, a Disney+!

Filipa Carvalho

Metade humana, metade geek, tudo culpa do meu avô que todas as semanas, à segunda-feira, me levava ao cinema à sessão da tarde no Fonte Nova. Depois vieram os vizinhos com as NES e as DreamCasts e o bichinho continuou. Adoro uma boa série de comédia que me faça rir, um filme de terror que me deixe assombrada para o resto do dia e um jogo que me tire o sono. Também faço Gameplays no YT e desabafo no Twitter onde... bem.... o que dizer? Vocês conhecem como funciona o Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *