O elenco de "Ted Lasso", encabeçado por Jason Sudeikis |© Apple TV+

Ted Lasso, primeira temporada em análise

“Ted Lasso” é atualmente o grande trunfo da Apple TV+, um serviço de streaming que começou a produzir conteúdo próprio no final de 2019 mas que apenas agora chega à primeira liga do campeonato com Jason Sudeikis como um improvável mas incontestável herói. 

Lê Também:
Emmys 2021 | Lista completa de Nomeados

A primeira temporada de “Ted Lasso” arrancou em agosto de 2020 com a sua emissão. Assinalava uma invulgar temporada, marcada pelo verão mais atípico de todas as nossas vidas – a primeira estação quente passada no seio da pandemia de COVID-19.

Esta comédia futebolística, se assim sequer lhe podemos chamar, emitiu entre agosto e outubro um conjunto de 10 episódios deliciosos que mais tarde viriam a ser gracejados com diversas nomeações para os Globos de Ouro. Destes, Jason Sudeikis, na altura em Londres a gravar a segunda temporada da série, saiu vitorioso com o Globo de Melhor Ator de Comédia. Foi apenas o princípio…

TED LASSO – UMA COMÉDIA NOVATA RECORDISTA

Episode 2 Biscuits ted lasso
T01E02 – “Buiscuts” |©Appletv+

Bem espremidos os números para a 73ª edição dos Primetime Emmy Awards, os principais prémios de televisão, que acontecem já a 20 de setembro de 2021, “Ted Lasso” foi sem dúvida o grande destaque e ameaça poder fazer um “sweep”, tal como aconteceu no último ano com “Schitt’s Creek” nesta mesma categoria de comédia. Com 20 estrondosas nomeações debaixo do braço, eis que “Ted Lasso” se destaca agora como a série de comédia novata mais nomeada de sempre aos prémios, suplantando por uma indicação a estreia do fenómeno de “Glee”.

Pois bem, não poderíamos deixar de tecer alguns comentários relativamente à primeira temporada desta série de sucesso, agora a mais vista da AppleTV+. Recordamos também que a T2 está já em exibição na plataforma de streaming da Apple, com novos episódios todas as sextas-feiras. Fica a dica: se ainda não estás a ver “Ted Lasso”, está mais do que na hora para um boost de felicidade vindo do mais improvável dos lugares.

QUAL É A TEMÁTICA DA SÉRIE? 

Apple TV Plus Emmys 2021
Jason Sudeikis e Brett Goldstein em “Ted Lasso” |©Apple TV+

A inspiração para a criação de conteúdo de entretenimento provém, nos dias de hoje, das mais variadas e inesperadas fontes. Das típicas adaptações literárias ou de peças, passando pela tradução de videojogos para o grande ecrã ou ainda pela adaptação de contos ou outros formatos, eis que “Ted Lasso” vem do mais estranho dos sítios: a tocante comédia baseia-se, nada mais nada menos, do que num popular sketch da NBC Sports “An American Coach in London”, lançado em 2013 e o qual conta com mais de 16 milhões de visualizações no Youtube: 

 

Eis que o (quase) impensável aconteceu. Sudeikis pegou neste conceito, literalmente reaproveitou a grande maioria das piadas deste curto clipe e expandiu a ideia para uma série com pés, cabeça e acima de tudo muito coração.

Jason Sudeikis, este ano nomeado a três prémios Emmy, pela sua interpretação como Ted Lasso, mas também pela escrita dos hilariantes argumentos da série, está em altas e aqui apresenta-se, sem dúvida, em estado de graça. Dilui-se inteiramente em Ted, um treinador de futebol americano, da liga juvenil, natural de Kansas que, contra todas as expectativas e racionalidade, é contratado para se tornar treinador de uma equipa profissional e de primeira liga em Inglaterra.

Lê Também:
Emmys 2021 | A lista dos nomeados pela primeira vez

Ted não tem sequer conhecimento das mais básicas (e muitas) regras que separam o futebol europeu do futebol americano. Contudo, o que não lhe falta é vontade, bom astral e muita hospitalidade sulista. Contra tudo o que possamos esperar, o facto de Ted Lasso corresponder ao estereótipo de um sulista e a maioria dos ingleses corresponderem ao cliché das criaturas frias e impenetráveis, tudo isto não é impeditivo da qualidade dos diálogos e da nítida profundidade de um conjunto de personagens para lá de bem exploradas. Todas elas, das mais centrais às mais secundárias, sofrem uma evolução positiva, humana e luminosa.

DOSE PURA DE HUMANIDADE E BOM HUMOR NA PRIMEIRA TEMPORADA

Hannah Waddingham and Juno Temple
Hannah Waddingham e Juno Temple interpretam duas personagem secundárias fulcrais |©Apple Tv+

 

Há que reconhecer: “Ted Lasso” é, desde o primeiro minuto, um abraço em formato de comédia televisiva. Sem dúvida o conteúdo esperançoso de que todos precisávamos em época de confinamento. Ted é um raio de luz mas nunca se torna maçador, repetitivo, previsível ou excessivo. É uma personagem magistralmente bem construída e invulgar: um tipo porreiro, não problemático e ainda assim falível – como qualquer um de nós. Sem dúvida brilhante, marcante, inesquecível, assim é o tão afável Jason Sudeikis nesta série que ele próprio produz.

Não precisamos de gostar de futebol, seja ele inglês ou americano, ou de qualquer outra espécie de evento desportivo. Aqui torcemos pelas personagens, o grande ponto alto desta criação humorística, que nunca sacrifica a comédia e consegue, ainda assim, proporcionar momentos fortes de emotividade e conexão pessoal. “Ted Lasso” faz-nos crer (e querer) neste mundo, onde o auto-melhoramento é sempre possível e onde um espírito positivo é meio caminho andado: talvez não para a vitória, mas de certo para a felicidade.

É difícil sequer apontar defeitos a uma produção televisiva que não nos tem trazido senão felicidade. Quiçá o aspecto futebolístico possa estar excessivamente relegado para segundo plano, isto da perspectiva de adeptos desportivos. Contudo, quem conseguirá queixar-se depois de se sentir confortado por mais um capítulo da série?

Lê Também:
Emmy Awards 2021 | 73ª edição em números

E para já, caso estejam a acompanhar a emissão da segunda temporada, não deixem de espreitar o delicioso episódio de natal  – o qual inclusive contou com música exclusiva por parte do vocalista da banda Mumford & Sons. Até agora, e levantando um pouco o véu, a série parece apenas ter melhorado e aprofundado as suas temáticas se considerarmos os episódios já emitidos. Curiosos?

“Ted Lasso” é a comédia mais nomeada aos Prémios Emmy em 2021. Irá confirmar o  favoritismo? Quantas estatuetas levará entre as suas 20 indicações? Por aí, já conhecem a série mais popular da Apple TV+

Ted Lasso, primeira temporada em análise

Name: Ted Lasso

Description: "Um treinador de futebol americano é contratado para treinar uma equipa da primeira liga britânica. O que lhe falta em experiência e conhecimento sobra-lhe em otimismo, força e...bolachas".

Author: Maggie Silva

[ More ]

  • Maggie Silva - 90
90

CONCLUSÃO

“Ted Lasso” é afeto puro na forma de uma deliciosa comédia televisiva desprovida de pretensão. Bravo!

O MELHOR: Sem entrar em demasiada pieguice, “Ted Lasso” é a mais empática das companhias e uma maravilhosa prenda em tempos inóspitos de isolamento social.

Todos os intérpretes não são menos do que brilhantes e Jason Sudeikis é um protagonista com inegável magnetismo.

Sem maldade ou violência gratuita, com todos os arcos a evoluírem de forma positiva, “Ted Lasso” consegue manter-se interessante sem precisar de antagonismos fortes. Impressionante!

A simplicidade do enredo joga a seu favor, o que é também incomum no complexo e competitivo mundo da televisão na era do streaming.

O PIOR: Os passarinhos dizem que o futebol é tragicamente mau. Não sei confirmar ou negar, mas suponho que seja verdade e intencional. Um mal menor, diga-se de passagem.

Sending
User Review
0 (0 votes)
Comments Rating 0 (0 reviews)

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Maggie Silva has 344 posts and counting. See all posts by Maggie Silva

Leave a Reply

Sending