© 2021 Warner Bros. Entertainment Inc. All Rights Reserved.

The Batman | 10 Curiosidades sobre o novo filme

“The Batman” chegou às salas de cinema nacionais no dia 3 de março de 2022, contando com Robert Pattinson no papel central do vigilante de Gotham. Preparamos a experiência cinematográfica deste novo filme com uma lista de 10 curiosidades sobre o processo desta nova adaptação! 

Lê Também:   Batman | Como ver as principais adaptações cinematográficas?

A Warner Bros. Pictures apresenta o novo filme do Batman, o qual conta com a realização de Matt Reeves e com Pattinson na pele do multimilionário Bruce Wayne. Esta interpretação é uma versão “jovem” do Batman, que apenas há dois anos serve como justiceiro da cidade de Gotham, uma versão mais negra de New York City. A ajudá-lo temos dois aliados de confiança essenciais, Alfred Pennyworth (Andy Serkis), e o tenente James Gordon (Jeffrey Wright), os quais o ajudam a cumprir o seu papel de vigilante.

Todavia, “The Batman” vai revelar uma rede de corrupção muito mais vasta do que Bruce Wayne alguma vez conseguiu imaginar, quando um assassino em série perturbado, de nome The Riddler (Paul Dano) começa a atormentar Gotham e a matar importantes figuras que se movem nos bastidores da cena política e policial da cidade. A ajuda será também encontrada em sítios menos prováveis, com a sempre provocadora Cat Woman personificada por Zoë Kravitz. Quanto aos restantes vilões, são interpretados com mestria por Colin Farrell (Penguin) e por John Turturro (Falcone).

O riddler de Paul Dano
O Riddler de Paul Dano |© 2021 Warner Bros. Entertainment Inc. All Rights Reserved.

Ao longo deste filme que se assemelha mais a um noir de detetives do que a um filme de super-heróis, devido à sua atmosfera negra e à quantidade reduzida de efeitos especiais, Batman terá de forjar novas relações, desmascarar o culpado, e trazer justiça ao abuso de poder e à corrupção que há muito assolam a Cidade de Gotham.

Lê Também:   The Batman, em análise

Reeves (da saga “O Planeta dos Macacos”), realizou o filme a partir de um guião de Reeves e Pete Craig, baseado em personagens da DC originalmente criadas por Bob Kane e Bill Finger. Quanto à equipa criativa da obra, esta inclui o diretor de fotografia Greig Fraser (“Dune – Duna”, “Lion”),  o designer de produção de “Planeta dos Macacos” , da autoria do mesmo realizador ou a Jacqueline Durran, figurinista vencedora do Óscar (“1917”, “Mulherzinhas”, “Anna Karenina”), Já a música original é do também vencedor de um Óscar Michael Giacchino  (“Homem-Aranha”, “Gerra das Estrelas”, “Mundo Jurássico”).

1. O realizador escreveu o argumento com Robert Pattinson em mente 

The Batman Robert Pattinson
The Batman © 2021 Warner Bros. Entertainment Inc. All Rights Reserved.

O realizador Matt Reeves escreveu “The Batman” com Pattinson em mente, ainda sem saber se o ator seria escolhido ou estaria disponível, depois de ter visto a sua performance no filme “Good Time” dos irmãos Safdie. Para Reeves, Bruce Wayne é um solitário recluso que vive numa mansão em ruínas e o realizador conseguia imaginar Robert Pattinson a encarnar esta pele na perfeição.

Sem saber se Pattinson estaria interessado no papel, Matt Reeves reconheceu, em contexto de entrevista, que teria “sido um desastre” se Rob não quisesse o papel. Curiosamente, Pattinson ficou fixado na ideia de desempenhar este papel sem sequer saber em que estado se encontrava o projeto. Foi em 2018 que o ator se encontrou com o produtor Dylan Clark para discutir uma possível colaboração mas, nessa altura, Batman ainda não era o projeto em mente. Oito meses depois, Reeves terminou o argumento e reuniu com Robert Pattinson, que continuava a não saber que Reeves tinha escrito o papel tendo-o em mente.

2. Robert Pattinson tentou mentir a Christopher Nolan acerca da sua audiência para “The Batman”

Tenet
Robert Pattison e John David Washington em “Tenet” | ©NOS Audiovisuais

 

Robert Pattinson estava a meio das audiências para “The Batman” quando se encontrava a gravar “Tenet”, de Christopher Nolan. Aliás, Pattison estava nos ensaios de “Tenet”, em maio de 2019, quando precisou de se ausentar durante algumas horas para fazer o seu screentest. O ator decidiu dizer que tinha um problema familiar que exigir a sua atenção imediata mas Nolan, um super conhecedor do mundo de Gotham, percebeu tudo e perguntou-lhe se ia fazer a audição para Batman. Aliás, Nolan congratulou o ator por ter conseguido o papel antes mesmo de Pattinson ter contado a boa notícia a seja quem for.

3. A maquilhagem do cavaleiro das trevas nesta nova versão 

the batman
© 2021 Warner Bros. Entertainment Inc. All Rights Reserved.

Quando veste a pele de Batman, Bruce Wayne utiliza maquilhagem preta à volta dos olhos mas esta é a primeira versão da história que efetivamente mostra a maquilhagem depois de Bruce tirar a máscara, em todas as outras o preto à volta dos olhos limitava-se a desaparecer. Matt Reeves defendeu, em entrevista, que adora a ideia do Batman tirar a máscara e por baixo tudo estar repleto de suor e borrado, de forma a exibir quão teatral é a criação desta persona de super-herói.

4. As muitas influências de Matt Reeves

Colin Farrell Oz penguin
Colin Farrell irreconhecível como o Penguin| © 2021 Warner Bros. Entertainment Inc. All Rights Reserved.

O realizador reconhece que a sua interpretação do Riddler é, em grande parte, inspirada pelo Assassino do Zodíaco, homicida em série que “operou” na Califórnia do final dos anos 1960. Outras influências compreendem o próprio legado Batman dos comics, nomeadamente histórias como “Batman: Ego”, “Batman: Year One” e “Batman: The Long Halloween”.

Quanto ao Batmobile, trata-se de um “muscle car” personalizado, termo que nos remete para carros potentes e de elevada performance, fabricados nos EUA entre os anos 1960 e 1970. Este carro inspira-se, mais precisamente, no desenho dos comics dos anos 70, criado por Neal Adams, numa interpretação em que o Batmobile era um carro com um ar bastante comum e não com a sua habitual aparência quase extraterrestre.

A mistura de inspirações vai além do próprio universo Batman e DC, com os atores a retirarem inspiração de performances icónicas. Por exemplo, de acordo com o realizador, a criação da personagem Penguin, orquestrada com Colin Farrell, bebeu muito do famoso Fredo de “O Padrinho” (1972). De acordo com Farrell, o ator foi a um Starbucks para testar a sua máscara de Penguin e ninguém o reconheceu apesar de ter conseguido atrair as atenções com a sua maquilhagem e próteses.

5. A nova trilogia que aqui se inicia

O final de “The Batman”, sem indicar quaisquer spoilers, remete-nos um pouco para uma lógica de renovação. Por isso, não é surpreendente pensar neste filme como um inicio. Já está confirmado que Robert Pattinson assinou, com a Warner, um contrato para três filmes. Portanto, esta será a segunda trilogia Batman de sempre, depois dos filmes do Cavaleiro das Trevas de Nolan.

Já antes de ser oficializado o nome do filme, o título provisório desta longa-metragem foi “Vengeance” ( Vingança).

6. Robert Pattinson empolgado com o Batsuit

The Batman batsuit
The Batman © 2021 Warner Bros. Entertainment Inc. All Rights Reserved.

 

Na sua audição, Robert Pattinson utilizou o fato original de Val Kimer para o filme “Batman Forever”, de 1995. Mas como a cabeça de Pattinson não coube na parte de cima do fato se Kilmer, acabou por usar a máscara de Clooney, utilizada em “Batman & Robin”, o mais divisivo dos filmes Batman.

Pattinson estava deveras empolgado por utilizar este fato para as suas audições e confessou, durante a tour promocional , que tirou uma selfie a usar o batsuitpara o caso de não resultar”. 

7. O Batman de Pattinson é inspirado em Kurt Cobain 

Batman Robert Pattinson
The Batman | © 2020 – Matt Reeves/Warner Bros.

De acordo com Robert Pattison, o seu Batman/Bruce Wayne é largamente inspirado na figura de Kurt Cobain. Segundo consta, Matt Reeves estava a ouvir Nirvana quando escreveu o primeiro ato do filme e decidiu que, em vez de apresentar a típica versão de playboy de Wayne, deveria antes apresentar um Bruce marcado pela tragédia e que se tornou um solitário. Em declarações na press tour, o realizador Matt Reeves confirmou esta ideia dizendo que:

“Kurt Cobain não tinha como intenção ser famoso. Ele adorava música, mas a fama era uma faca de dois gumes para ele. E tal fez-me pensar no Rob Pattinson, pois o Rob é uma pessoa muito privada que não gosta necessariamente de ser reconhecimento em todo o lado como ator”. 

8. Em tempos, esta seria a trilogia de Ben Affleck

batman super-homem liga da justiça
Ben Affleck e Henry Cavill em “Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça” | ©2016 Warner Bros. Entertainment Inc. and Ratpac-Dune Entertainment Inc.

Ben Affleck interpreta o Batman nos filmes da “Liga da Justiça ” e também em “Batman V Super-Homem” e, em tempos, esta nova trilogia deveria ter sido realizada e protagonizada por ele. O vilão principal também seria outro, Joe Manganiello (“True Blood”, “Magic Mike”) como o vilão Deathstroke. Em termos de argumento, uma maior percentagem da ação aconteceria no Asilo de Arkham. Matt Reeves revelou que gostava do argumento original em que Affleck estava a trabalhar, comparando-o a um filme da saga Bond. Todavia, acabou por decidir não o utilizar pois queria criar uma história mais noir e centrava na lógica dos detetives.

9. Robert Pattinson e Zoë Kravitz, o duo natural

batman Robert Pattinson e Zoë Kravitz
Robert Pattinson e Zoë Kravitz em “The Batman” (2022) © Warner Bros. Pictures & © DC Comics

 

Robert Pattinson e Zoë Kravitz já se conheciam e eram amigos há mais de uma década quando foram escolhidos, respetivamente, para os papéis de Bruce Wayne e Selina Kyle. Segundo o realizador, os dois partilhavam já muita química e uma ligação natural desde o início das rodagens. Aliás, Reeves defende que os via aos dois nos papéis enquanto estava a escrever.

Quanto à preparação para os papéis, os dois atores trabalharam nas coreografias de lutas durante vários meses antes e durante as filmagens.

10. Uma longa interpretação da história do justiceiro de Gotham 

Na marca dos 175 minutos, “The Batman” é o filme deste universo mais longo de sempre, Aliás, é a terceira adaptação de bandas-desenhadas mais longa da história do cinema, apenas ficando atrás de “Avengers: Endgame” (181 minutos) e de “Zack Snyder’s Justice League” (242 minutos).

 

Já viste o novo “The Batman”? 

Sobre o Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *