Berta Gilpin em The Hunt | © Blumhouse / Universal Pictures

The Hunt | Estúdio adia a estreia mundial

“The Hunt”, o filme da Universal Pictures com Hilary Swank, parece ter sido cancelado abruptamente. Na origem, estão os polémicos tweets de Trump e os mais recentes tiroteios.

A Universal Pictures prepara-se para cancelar a sua estreia mundial, à luz dos recentes tiroteios em El Paso (Texas), Dayton (Ohio) e Gilroy (Califórnia). O estúdio já tinha colocado algumas reservas à promoção do filme, devido ao seu trailer onde 12 americanos eram retratados como presas, não se poupando a cenas de violência e à demonstração do uso de armas de fogo.

O filme, realizado por Craig Zobel, é uma adaptação da história de 1924, “The Most Dangerous Game”, de Richard Connell. Doze americanos são largados numa clareira, sem saberem que são o objecto de uma caça de elitistas, que correspondem a um por cento da população. Num jogo de caça, eles são as presas, numa vertente que desafia a mente humana, especialmente tendo em conta a história actual que se vive nos Estados Unidos da América. A obra conta com o argumento de Damon Lindelof (“The Leftovers“) e Nick Cuse, e com a presença de Emma Roberts, Justin Hartley (“This Is Us“), Glenn Howerton, Betty Gilpin (“Glow”) e Hilary Swank no elenco.

Lê Também:
Grandes filmes que nunca chegaram aos cinemas portugueses

Num comunicado à imprensa, a Universal afirma que esta não é a altura ideal para o lançamento de “The Hunt”:

“Enquanto a Universal Pictures já parou a campanha de marketing de “The Hunt”, após uma profunda reflexão, o estúdio decidiu cancelar os planos para o lançamento do filme. Mantemo-nos ao lado dos nossos realizadores e iremos continuar a fazer filmes em parceria com criadores visionários, como os que estão associados a este thriller de sátira social, mas entendemos que agora não é a altura certa para lançar o filme [“The Hunt”]”.

A decisão e o comunicado da Universal Pictures surgem após alguns controversos tweets que o presidente dos EUA, Donald Trump, lançou, fazendo referência a Hollywood. Na sua opinião, o lançamento do filme tinha como grande propósito semear e causar o caos, ao criar violência para depois atribuir a culpa a terceiros.

TWITTER | DONALD TRUMP OPÕE-SE A “THE HUNT”

Esta é uma situação complexa e uma decisão que certamente não foi fácil para o estúdio americano.

Marta Kong Nunes

Arquitecta (com um c!) de formação. Coordenadora de profissão. Fanática de cinema e séries por pura paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *