As 10 séries canceladas cedo demais

Há séries que duram mais temporadas do que deviam, mas há outras que nos deixaram muito antes do seu prazo de validade. Recuperamos dez casos de séries canceladas demasiado cedo e que tinham muito mais para dar.

Identificar e respeitar o tempo certo para contar uma história é mais difícil do que parece. Quantos não são os casos de séries (muitas ainda em vigor) em que o chamado “fazer render o peixe” teve como consequência a depreciação da série? O equilíbrio perfeito entre não esticar demasiado a narrativa e deixar os arcos das personagens coerente e bem rematado é um desafio, por várias ocasiões hipotecado pela ganância ou cegueira coletiva de colocar os cifrões à frente da qualidade.

Mas então que séries é que nos deixaram muito antes do que seria ideal?

AS 10 SÉRIES CANCELADAS CEDO DEMAIS

Anterior1 de 10

10. FlashForward

FlashForward

Nº Temporadas: 1

Ok, não fujam. Hoje, passados sete anos, uma série como “FlashForward” dificilmente agarria alguém, dado o extraordinário desenvolvimento qualitativo do meio. No entanto, em 2009-2010 o cancelamento por parte da ABC deixou muitos fãs frustrados, e de facto a série tinha mais para dar. “FlashForward” é o clássico exemplo de um conceito desperdiçado na sua execução. Uma boa ideia, intrigante, que não soube escolher a melhor perspetiva e acabou com um final cosido à pressa e preocupado em deixar uma janela aberta para um eventual ressuscitar.

Nasceu com o propósito de ser a série que substituiria “Lost”, mas acabou destruído quando a ABC entendeu que os fãs de “Lost” prefeririam ter “V” na grelha, uma série que guardava um rosto dos perdidos, Elizabeth Mitchell.

Anterior1 de 10



Sobre Miguel Pontares

Licenciado em Comunicação Empresarial, estudou ainda Escrita de Argumento para Cinema e Televisão.
É um dos autores do blog Barba Por Fazer.