Que filmes podiam originar boas séries?

Pode fazer sentido recuperar conceitos que desperdiçaram enorme potencial e ampliar universos. Séries como Westworld, Fargo, Hannibal e Bates Motel são a prova viva disso.

1 de 25

A falta de ideias originais e revolucionárias tem levado o meio televisivo a adaptar vários filmes ao pequeno ecrã. Nos últimos anos temos visto esta tendência crescer: a HBO reinventou Westworld, Noah Hawley tornou Fargo um êxito quando pegar em algo tão peculiar e difícil de replicar parecia um erro, sem esquecer Bates MotelHannibal ou Ash vs. Evil Dead. Algumas adaptações não têm sabido fazer jus ao passado (Snatch12 Monkeys) ou amplificar o conceito (Limitless). Mas a tendência será esta prática continuar. O criador de Mr. Robot, Sam Esmail, está a adaptar Metropolis, o clássico de 1927, e o autor de The LeftoversLost, Damon Lindelof, foi recentemente associado a uma adaptação dos Watchmen para a HBO.

Diferentes motivos podem levar a que um filme possa resultar numa série de qualidade. Há histórias que se contam numa hora e meia, e outras que merecem várias temporadas, e encontrar o formato indicado pode ser a linha que separa a aclamação da banalidade. Depois, há filmes que hoje teriam outros meios e outra produção ao seu dispor; há universos de personagens que podem ser amplificados; e conceitos cheios de potencial que foram mal executados. E muito pode mudar com um POV ou formatos diferentes.

1 de 25

Miguel Pontares

Licenciado em Comunicação Empresarial, estudou ainda Escrita de Argumento para Cinema e Televisão. É um dos autores do blog Barba Por Fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *