©2024 Netflix, Inc.

Porque razão Baby Reindeer acaba de chegar à Netflix e é já uma das mais vistas de sempre?

Em Abril deste ano, a Netflix lançou “Baby Reindeer” que se tornou um verdadeiro fenómeno. Meses depois, a minissérie já está no Top das mais vistas de sempre.

Sumário:

  • A 11 de abril, a Netflix estreou a minissérie de 7 episódios “Baby Reindeer” que se tornou um fenómeno imediato;
  • Agora, “Baby Reindeer” é a 10º série falada em inglês mais vista da história da Netflix, sendo também um sucesso de crítica.
  • O motivo do sucesso é a forma envolvente como conta uma história perturbadora baseada em factos reais que conquistou até Stephen King.

Inspirada na premiada peça solo que arrebatou o Festival Fringe em Edimburgo, “Baby Reindeer” segue o dedicado humorista Donny Dunn (interpretado por Richard Gadd) na sua relação distorcida com uma stalker e o impacto que esta ligação tem sobre ele ao acabar por obrigá-lo a enfrentar um trauma reprimido. Esta história verídica envolvente e repleta de humor negro conta também com Jessica Gunning como Martha, Nava Mau como Teri e Tom Goodman-Hill como Darrien.

Lê Também:   De Bridgerton a House of the Dragon, os grandes regressos à Netflix, Max, Disney+ e Prime Video ainda este ano
Baby Reindeer netflix
Ed Miller / © 2022 Netflix, Inc.

Desde a sua estreia que “Baby Reindeer” tem dado muito que falar, tornando-se instantaneamente a série mais vista durante várias semanas. Com 84,500,000 de minutos assistidos, a minissérie recentemente estreada já ocupa o 10ºlugar no topo das séries faladas em inglês mais vistas da história da Netflix e o certo é que não fique por aqui.

Lê Também:   O Problema dos 3 Corpos | Há finalmente novidades sobre o futuro da série do ano da Netflix

No topo do ranking, está “Wednesday” com Jenna Ortega. À frente de “Baby Reindeer”, estão produções como a minissérie “A Grande Ilusão” (7º), a terceira temporada de “Stranger Things” (8º) e a segunda temporada de “Bridgerton”.


Os motivos do sucesso de Baby Reindeer

Baby Reindeer netflix
©2024 Netflix, Inc.

Parte do entusiasmo veio do facto de ser uma “true story”, o que fez com que os fãs quisessem descobrir quem era quem na vida real. Oriundo disso, a minissérie também conquistou algumas polémicas, principalmente com a figura de Martha. Fiona Harvey, a mulher que alega ser a inspiração da personagem, está a processar a Netflix pois acredita que a série conta “a maior mentira da história da televisão”.

Para além disso, “Baby Reindeer” conquistou o público por ser “original, convincente e inesquecível” (The  Guardian). O Collider destaca que “A série agarra o nosso interesse e recusa-se a largá-lo até ao fim. Depois de assistir, senti-me física e mentalmente esgotado, mas fiquei sem dúvida admirado com a obra-prima de Gadd”.

Lê Também:   As 5 melhores séries e filmes para ver na Netflix, Disney+ e Max (10 a 16 Junho)

Para além da crítica, “Baby Reindeer” conquistou também a indústria e Stephen King, mestre do terror, foi um dos seus fãs mais vocais. Para King, a chave do sucesso é que “Ao contrário da maioria dos episódios das séries de streaming, que podem parecer inchados aos 50 minutos – ou até mais – os episódios de “Baby Reindeer”, cada um com cerca de 30 minutos, são como golpes curtos e rápidos administrados por uma faca muito afiada”.

No Rotten Tomatoes, a série conta com 98% de aprovação da crítica e 81% do público. No Metacritic, a média é de 88%. Os sete episódios da minissérie “Baby Reindeer” estão disponíveis na Netflix.

E tu, também te rendeste a “Baby Reindeer” na Netflix?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *