©Aparte Film/ Minds Meet/ Sacrebleu Productions

MONSTRA ’21 | A Fantástica Viagem de Marona, em análise

A MONSTRA – Festival de Animação de Lisboa fechou as suas exibições a 1 de agosto. No cinema São Jorge e a 28 de julho colocámos em dia o filme vencedor da competição de Longas em 2020, assistindo a uma sessão retrospetiva de “A Fantástica Viagem de Marona”. 

Lê Também:
MONSTRA ’21 | Competição Curtas 1, em análise

“A Fantástica Viagem de Marona”, da romena Anca Damian, foi Grande Prémio MONSTRA em 2020 e levou também para casa a distinção de Melhor Banda Sonora para Anca Damian e Pablo Pico. Esta co-produção entre Roménia, França e Bélgica é um festim de cor e música notável – emotivo, contemplativo, verdadeiramente belo.

Esta sessão ao final da tarde contou com a presença da realizadora Anca Damian, presente em Lisboa para a Masterclass “O processo criativo de A Fantástica Viagem de Marona”. A realizadora enquadrou esta sua notável obra, a qual é narrada do ponto de vista de uma cadela que nos apresenta a sua vida, e os seus múltiplos “mestres”, na hora da morte por atropelamento.

L'extraordinaire voyage de Marona (2019)
©Aparte Film/Minds Meet/Sacrebleu Productions

Anca Damian enquadrou “A Fantástica Viagem de Marona” como um filme capaz de proporcionar diversas leituras. Leituras para adultos e para os mais novos, as quais equacionam significações distintas. Aproveitou para acrescentar a sua preferência por audiências mais crescidas, as quais são capazes de apreender todas as temáticas desta obra para lá de comovente.

É verdade, Marona é uma viagem avassaladora, deslumbrante do ponto de vista estético e que partindo de um ponto de vista bastante díspar, a perspetiva de uma cadelinha de rua, traça uma reflexão sentida acerca da natureza fugaz da felicidade.

Anca Damian parece querer dizer-nos, com todas as letras, que o ser humano recusa o seu próprio contentamento ao procurar, de forma incessante, evoluir e superar o seu estado atual, através dos seus ditos “sonhos”. Mas serão os momentos de beleza do quotidiano o êxtase máximo atingível? Seremos incapazes de reconhecer esses instantes?

Lê Também:
MONSTRA ’21 | Josep, em análise

A cadelinha Marona sente de uma forma diferente, e esse é um dos grandes trunfos de “A Fantástica Viagem de Marona”. Muitas obras de animação atribuem características extremamente antropomórficas aos seus heróis, enquanto esta longa-metragem se foca muito mais na natureza inabalável da lealdade canina. O mundo vê-se mais simples, mais belo, menos disputado por competitividade, ciúmes ou outras estruturas da Humanidade.

Não fosse o filme baseado na experiência verídica de uma cadelinha castanha chamada Marona, a qual a realizadora ajudou na vida real e que até merece o seu próprio reconhecimento e fotografia nos créditos. Não fosse a obra enternecedora o suficiente por si mesma.

A Fantástica Viagem de Marona MONSTRA
©Aparte Film/Minds Meet/Sacrebleu Productions

Tal como Anca Damian mencionou na sua apresentação, a autora defende a criação artística como algo que deve ser inerentemente belo. Consegue atingir esse seu objetivo largamente, ao criar uma obra de animação colorida que combina, por vezes no mesmo frame, múltiplos estilos de animação distintos. A criação de Damian, na frente visual, é original e criativa e diferente de qualquer outra.

De recortes a animação a lápis, do 2D tradicional a modelos 3D, o desenho de “A Fantástica Viagem de Marona” é totalmente dispare de momento para momento. Contudo, e contra todas as expectativas, nunca a aglomeração de estilos é dissonante ou desagradável. Permanece coesa, ao serviço da narrativa e harmoniosa, como poucos outros conseguirão alcançar.

Marona vence então pela sua constante emotividade não melodramática e análise perspicaz da incessante natureza auto-destrutiva do comportamento humano, pela criatividade visual dominante e colorida, bem como através da sua capacidade de criar cenários de sonho que se imiscuem com a mais verosímil das realidades. Um pedaço do nosso coração ficou nesta sessão, que tanto nos deu que pensar recorrendo à mais simples das metáforas.

TRAILER |  A FANTÁSTICA VIAGEM DE MARONA (2019) 

 

A MONSTRA decorreu, em 2021, entre 21 de julho e 1 de agosto. Para o ano regressa ao seu período habitual e acontece entre 16 e 27 de março. 

Quanto a este deslumbrante “A Fantástica Viagem de Marona”, tiveram oportunidade de descobrir o vencedor do ano passado? 

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *