O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder © Amazon Prime Video

Os Anéis do Poder | A relação entre Elfos e Anões

No último episódio de “O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder” tivemos um vislumbre sobre a complexa relação entre Elfos e Anões. Mas sabes a história da relação?

Na trilogia de Peter Jackson vimos um início de relação atribulada, entre Legolas e Gimli. Ambos desconfiavam-se mutuamente, sendo que os problemas entre ambos os povos era antigo. Contudo, entre as inúmeras aventuras em que a dupla participa, começou a nascer uma amizade e companheirismo entre o elfo e o anão. Agora, com a série da Prime Video, “O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder”, a relação entre Elfos e Anões voltou a ser mencionada, com dois novos protagonistas, Elrond e Durin IV. Parece que a desconfiança pode voltar, mas até termos mais desenvolvimentos, vamos recordar a história dos dois povos da Terra Média.

Lê Também:
Os Anéis do Poder | Teorias sobre a origem do Estranho

Nos primórdios do tempo, Aulë, o Ferreiro, responsável pela criação das matérias que Arda é feita, não estava satisfeito pela demora das Crianças de Ilúvatar (Elfos e Homens), por isso decidiu criar os Anões, ansioso por ensinar o seu ofício. Contudo, não competia a Aulë criar vida, algo que Eru Ilúvatar censurou. No entanto, quando Aulë ia destruir os Anões, Ilúvatar voltou atrás, e acolheu os Anões como seus filhos. Apesar disso, regalou-os a “dormirem” no subsolo, até à chegada dos Elfos.

Na Primeira Era, os Anões e Elfos criaram diversas alianças, beneficiando de trocas constantes para o crescimento dos povos. Além disso, combateram juntos, ao lado dos Homens, em diversas batalhas. Numa dessas trocas, Thingol, o primeiro Rei dos Doriath, levou uma Silmaril, uma jóia feita por Fëanor e que continha a essência das Árvores de Valinor, para os Anões de Nogrod criarem um colar a partir da jóia. Mas o desejo nocivo por materiais valiosos levaram os Anões a assassinarem Thingol. Assim, começava a rivalidade entre Elfos e Anões, com a vingança dos Elfos de Doriath.

Lê Também:
Os Anéis do Poder | A História da Terra Média

A relação entre os dois povos melhorou na Segunda Era, com o povo de Durin em destaque nas Minas de Moria, ou Khazad-dûm. Ao lado da Cidade Debaixo da Montanha, estavam os elfos de Eregion, que realizaram várias trocas com os Anões. Entre os materiais e objetos trocados, destacava-se o mithril, o metal que Durin IV mostrou a Elrond no último episódio. A Segunda Era terminou com a Batalha da Última Aliança, que unia Elfos e Homens contra as forças de Sauron. No entanto, pelo meio, batalharam alguns anões do povo de Durin. Apesar das diversas trocas e batalhas travadas em conjunto, foi na Terceira Era que os dois povos fizeram as “pazes”, através das intervenções contra o Mal, que vemos nas trilogias de “O Hobbit” e “O Senhor dos Anéis”.

Dentro da linha temporal da série, deveremos descobrir mais sobre o que vai acontecer a seguir na relação, depois do Rei Debaixo da Montanha ordenar o seu filho Durin IV a reunir informações sobre os planos dos Elfos de Eregion. Além disso, Galadriel deverá iniciar o seu regresso à Terra Média, com a ajuda dos Númenor.

TRAILER | O ESTADO DA RELAÇÃO ENTRE ELFOS E ANÕES EM O SENHOR DOS ANÉIS: OS ANÉIS DO PODER

O que achas da rivalidade entre Elfos e Anões? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.