John Oliver | © Television Academy / ABImages

Emmys 2019 | Os melhores e piores momentos

No rescaldo da cerimónia dos Emmys 2019, decidimos juntar aqueles que considerámos terem sido os melhores e os piores momentos da noite. Será que concordas?

Numa noite sem um apresentador oficial, a organização da 71ª gala dos Primetime Emmys Awards foi organizada com recurso a várias presenças no palco – desde actores galardoados, a adorados comediantes e aos apresentadores dos talk shows nocturnos da televisão norte-americana.

E como em qualquer cerimónia de prémios, alguns momentos deixaram a sua marca positiva, a par de outros que nos fizeram questionar o processo criativo por trás da organização. Nós juntámos os piores e os melhores, excluindo a passadeira vermelha desta análise, e queremos saber se concordas connosco! Vai percorrendo a galeria para saberes do que falamos.

1 de 10

PIOR: FOX, FOX, FOX

Emmys 2019 FOX
A FOX apostou na auto-promoção durante todo o evento, principalmente em reação a “The Masked Singer” | © Television Academy / Vince Bucci

Uma nota muito importante: não temos nada contra a FOX! Mas, se estamos numa cerimónia de prémios da televisão, não deveria a mesma ser ajustada à grande oferta que temos actualmente? Afinal de contas, houve nomeados da Amazon, da HBO, da Netflix, BBC, entre outros. É certo que a FOX esteve por trás da emissão dos prémios mas parece-nos que a organização levou o tema demasiado a peito quando vários momentos se tornaram uma promoção a todo o custo das séries do canal.

Lê Também:
Emmys 2019 | E os grandes vencedores são...

Com um início de cerimónia onde um sketch de Homer Simpson foi o destaque, passando por uma cena com Peter Griffin de “Family Guy”, ainda houve a promoção descarada de “The Masked Singer”, o programa de competição mais recente do canal. Com máscaras no palco, na carpete vermelha ou mesmo na montagem do melhor do ano, foi claro que a FOX enalteceu em grande os seus trabalhos. Um em particular que nos saltou à vista foi realmente na montagem das séries que foram canceladas, ou chegaram ao fim, este ano, onde o destaque foi para “Gotham” e nem “Orange is the New Black” chegou à montagem final.

1 de 10

Marta Kong Nunes

Arquitecta (com um c!) de formação. Coordenadora de profissão. Fanática de cinema e séries por pura paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *