"Piratas das Caraíbas - A Maldição do Pérola Negra" | © Walt Disney Pictures

20 filmes para celebrar o aniversário de Johnny Depp

Considerado um dos atores mais versáteis de Hollywood, Johnny Depp celebra hoje o seu 59º aniversário e a MHD reuniu 20 filmes para celebrar a sua carreira.

Ser ator é muito mais do que decorar umas falas e dizê-las à frente das câmaras. A arte de representar exige que a pessoa que interpreta uma personagem se funda no seu ser, deixando de ser o ator que conhecemos para passar a dar vida a um ser cheio de novas vivências. Um bom ator é aquele que nos faz abstrair da realidade e nos faz acreditar que ele é uma outra pessoa. No que toca a esta arte do fingimento, Johnny Depp é, sem dúvida, um dos melhores. Quantas vezes não demos por nós a questionar se quem se esconde por detrás das perucas e próteses faciais será mesmo Depp? Quantos de nós não ficamos de queixo caído com a facilidade com que Johnny se entrega a um papel, dando-lhe uma vida tão verdadeira que nos faz esquecer que aquela personagem é irreal?

Lê Também:
50 atores irreconhecíveis em filmes do século XXI

Com uma carreira que conta com quase quatro décadas dedicadas ao cinema, tudo começou quando a sua ex-namorada, Lori Ann Allison, o apresentou a Nicolas Cage que, mais tarde, o forçou a participar num casting para o primeiro filme da saga “Pesadelo em Elm Street”. A partir desse momento, a sucessão de papéis de sucesso interpretados por Johnny Depp tornaram-no conhecido a nível mundial. A facilidade com que o ator se ‘esconde’ numa personagem, faz com que este seja considerado ‘o verdadeiro camaleão de Hollywood’. Apesar de todo o reconhecimento, Depp continua a ser altamente subvalorizado pela Academia, não tendo ainda ganho qualquer Óscar, apesar das muitas nomeações.

Em ocasião do aniversário do ator, a MHD preparou, através de uma breve galeria, um portfólio de 20 filmes para celebrar o aniversário de Johnny Depp. Convidamos-te a conhecer alguns dos seus trabalhos mais marcantes, para que possas estar a par da sua carreira. Parabéns Johnny Ddepp!

MONSTROS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD (2018)

johnny depp grindelwald
© 2018 WARNER BROS. ENTERTAINMENT INC.

Em 2016, Johnny Depp havia sido escolhido para dar vida a Gellert Grindelwald, em “Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los“. Porém, o seu nome não havia sido anunciado até ao lançamento do filme, fazendo com que muitos se questionassem sobre o ator que estaria a interpretar o bruxo. Através de uma transformação bastante realista, Johnny Depp ficou bastante irreconhecível, deixando os fãs bastante espantados. Dois anos depois, o ator voltou a vestir a pele de Grindelwald, em “Monstros Fantásticos: Os Crimes de Grindelwanld“.




BLACK MASS: JOGO SUJO (2015)

HBO Portugal
© 2015 – Warner Bros. Pictures

Habituado a fazer de herói nos filmes em que participa, Johnny Depp não desperdiçou a oportunidade de se entregar com toda a alma a um vilão da vida real. Em 2015, o ator interpretou Whitey Bulger, um criminoso que foi considerado a segunda pessoa mais procurada pelo FBI (a seguir a Bin Laden), em “Black Mass: Jogo Sujo“. Na longa-metragem, o ator surge totalmente irreconhecível, mas a sua performance revela-se ainda mais sinistra e arrepiante. A crítica chegou mesmo a considerar este um dos melhores desempenhos de Depp.




CAMINHOS DA FLORESTA (2014)

Caminhos da Floresta (2014)
©Disney

A personagem do ‘Lobo Mau’ faz parte da cultura popular. Todos conhecemos os feitos matreiros que este animal provoca à Capuchinho Vermelho. O que ninguém tinha ainda visto é o lado musical do Lobo e foi exatamente essa nova versão que Johnny Depp trouxe para o grande ecrã. Em “Caminhos da Floresta”, o ator deu vida a um Lobo Mau que anda pela floresta a cantarolar enquanto prepara uma armadilha para a inocente Capuchinho.




O MASCARILHA (2013)

Mascarilha

Em 2013, a Disney tentou trazer ao grande ecrã uma personagem adaptada de Jack Sparrow, da saga “Piratas das Caraíbas”. No drama, Johnny Depp dá vida ao índio Tonto, que salva John Reid de uma emboscada, antes de este se tornar no lendário Cavaleiro Solitário. Apesar de ter recebido algumas críticas, o desempenho do ator permitiu a sua introdução na lista de ‘Lendas da Disney’.




SOMBRAS DA ESCURIDÃO (2012)

Dark Shadows
© HBO Portugal

Quando deu vida a Barnabas Collins, em “Sombras da Escuridão“, Johnny Depp era já considerado um dos maiores atores da sua geração, sendo também um dos mais bem pagos de Hollywood. Nessa longa-metragem de Tim Burton, o ator voltou a surgir irreconhecível no grande ecrã, como é hábito seu desde que entrou para a indústria cinematográfica. Depp interpretou um vampiro do século XVII que acorda da sua maldição nos anos 70, tentando-se adaptar à modernidade, o que proporciona momentos de grande humor.




ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS (2010)

Alice no País das Maravilhas
Photo by Film Frames – © Disney Enterprises, Inc. All Rights Reserved.

Em 1865, Lewis Carroll trazia ao mundo Alice no País das Maravilhas, uma obra que se viria a tornar numa das mais apreciadas pelos mais novos, bem como por Hollywood, que desenvolveu vários remakes da história. Em 2010, Johnny Depp deu vida a uma das personagens mais caricatas do livro de Carrell, O Chapeleiro Maluco. A personagem em si já é algo irrisória, mas a excentricidade de Depp conferiu-lhe um tom muito mais enérgico que tornou o seu desempenho irrepreensível.




O TURISTA (2010)

O Turista
© AXN Portugal

“O Turista” foi duramente críticado pelo seu enredo sem sentido. Porém, Johnny Depp já revelou várias vezes o seu dom nato para salvar filmes aparentemente ‘perdidos’, e este não foi exceção. Ao lado de Angelina Jolie, Depp dá vida a um professor de universitário que é seduzido por uma atraente mulher enquanto viajam de comboio. A reviravolta dá-se quando este se vê envolvido em um jogo perigoso. Apesar das reprovações, o trabalho de Johnny valeu-lhe uma nomeação ao Globo de Ouro.




INIMIGOS PÚBLICOS (2009)

Inimigos Públicos (2009)
©Universal Pictures

Pela primeira vez, em “Inimigos Públicos”, Johnny Depp não baseou a sua personagem em filmes do passado. Interpretando John Dillinger, o assaltante de bancos mais procurado dos EUA, o ator surgiu sob a capa de um homem frio e duro, o que suscitou críticas bastante positivas. Depp conseguiu transpor a personalidade de Dillinger, que fazia com que fosse amado pelo povo, ao mesmo tempo que era odiado pela polícia.




SWEENEY TODD: O TERRÍVEL BARBEIRO DE FLEET STREET (2007)

Sweeney Todd
© HBO Portugal

Em 2007, Johnny Depp trouxe ao grande ecrã Sweeney Todd, uma personagem que nos fazia recordar da sua interpretação em “Eduardo Mãos de Tesoura”. Pela primeira vez na sua carreira, Depp viu-se obrigado a cantar num filme, o que suscitou a dúvida de quantos mais talentos caberão dentro de Johnny. Ao dar vida a um diabólico barbeiro, o ator conquistou uma nomeação ao Óscar de Melhor Ator e venceu um Globo de Ouro.




CHARLIE E A FÁBRICA DE CHOCOLATE (2005)

Charlie e a Fábrica de Chocolate

Em 1971, Gene Wilder levava às telas de cinema a personagem de Willy Wonka, um extravagante dono de uma fábrica de chocolate. Mais de 30 anos depois, Johnny Depp deu vida à mesma personagem, conferindo-lhe um ar muito mais hilariante e, ao mesmo tempo, sombrio. A sua interpretação faz parte do imaginário popular, deixando ainda muita gente na expectativa de receber o seu ‘golden ticket‘. Com a sua atuação, também o ator recebeu um bilhete dourado através da nomeação para um Globo de Ouro.




À PROCURA DA TERRA DO NUNCA (2004)

Finding Neverland
© 2004 – Walt Disney Productions

Mais de uma centena de anos após ter sido publicado, “Peter Pan” continua a ser uma das histórias infantis mais acarinhadas pelos países do ocidente. Esse feito deve-se a J. M. Barrie, autor da obra The Little White Bird, o livro onde surgiu pela primeira vez a personagem que se recusa a crescer. Em 2004, Johnny Depp deu vida ao escritor em “À Procura da Terra do Nunca”. O seu desempenho valeu-lhe a segunda nomeação ao Óscar de Melhor Ator.




PIRATAS DAS CARAÍBAS: A MALDIÇÃO DO PÉROLA NEGRA (2003)

© 2003 – Buena Vista Pictures

Apesar do seu sucesso nos anos 50, os filmes de piratas tenderam a entrar em declínio décadas mais tarde. Em Hollywood já se falava numa ‘maldição do filme pirata’, uma vez que esta temática trazia grandes prejuízos para as produtoras. Porém, em 2003, “Piratas das Caraíbas: A Maldição do Pérola Negra” vem quebrar esse infortúnio, tornando-se um sucesso de bilheteira. Apesar dos efeitos visuais sublimes e a banda sonora adequadíssima, foi a prestação de Johnny Depp que conferiu à longa-metragem o devido sucesso. Muitas sequelas se seguiram, mas, uma vez mais, apenas o desempenho de Depp se revelou brilhante. Afinal de contas, foi este o filme que conferiu ao ator a sua primeira nomeação a um Prémio da Academia.




ERA UMA VEZ NO MÉXICO (2003)

Era Uma Vez no México
© 2003 Columbia Pictures. All Rights Reserved

Robert Rodriguez é conhecido pelos seus filmes que envolvem caricatos tiroteios. Em 2003, o realizador envolveu Johnny Depp no elenco de “Era Uma Vez no México”, fazendo com que a sua personagem perdesse um olho. A patetice com que o ator deu vida a Sands,  um agente corrupto da CIA, acabou por dominar por completo o filme, transformando-o num sucesso.




A LENDA DO CAVALEIRO SEM CABEÇA (1999)

FOX A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça
© Paramount Pictures

Se Tim Burton merece todo o reconhecimento pelos efeitos visuais aplicados em “A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça”, Johnny Depp deve ser laureado pela sua interpretação de Ichabod Crane. No filme, o ator dá vida a um anti-herói do século XVIII, que tenta salvar a cidade de Sleepy Hollow. Inspirando-se em Angela Lansbury, Roddy McDowall e Basil Rathbone, Depp fez com que a longa-metragem se tornasse num sucesso comercial.




DON JUAN DEMARCO (1995)

Johnny Depp Don Juan
© AXN

O destaque de Johnny Depp aumenta quando este leva para o grande ecrã personagens peculiares. Talvez por isso, o ator tenha conseguido salvar “Don Juan DeMarco” através da sua performance sensual. Na longa-metragem, Depp deu vida a John Arnold DeMarco, que acreditava ser Don Juan, o grande libertino espanhol. O seu desempenho sublime transformou o filme num sucesso de bilheteiras.




ED WOOD (1994)

Ed Wood
© Touchstone Pictures

Considerado um dos piores cineastas de todos os tempos, Ed Wood é conhecido pelos seus filmes de terror com efeitos especiais de qualidade duvidosa. No entanto, em 1994, quando Tim Burton propôs a Johnny Depp dar vida a Wood, este encarou a personagem com a sua devida excentricidade. O seu desempenho chegou mesmo a valer-lhe a sua terceira nomeação para um Globo de Ouro.




BENNY E JOON (1993)

Benny e Joon
© 1993 Metro-Goldwyn-Mayer Studios Inc. All Rights Reserved

Desde sempre, Johnny Depp tem mostrado a sua capacidade para dar vida a personagens que vivem à margem da sociedade. Em “Benny e Joon”, o camaleão de Hollywood dá vida a Sam, um jovem excêntrico que passa a vida a imitar Charlie Chaplin e Buster Keaton. Sam é analfabeto e acaba por se apaixonar por Joon, uma adolescente que sofre de uma deficiência mental. As limitações de cada um dão origem a uma emocionante história de amor.




GILBERT GRAPE (1993)

Gilbert Grape
© 1993 – Paramount Pictures

Em 1993, Johnny Depp participou em “Gilbert Grape”, onde deu vida a um jovem que trabalha num supermercado, ao mesmo tempo que cuida do seu irmão mais novo, que tem uma deficiência intelectual, e da sua mãe que é obesa. Apesar de o grande destaque deste filme ter sido a interpretação de Leonardo DiCaprio, que se tornou o sétimo ator mais jovem a ser nomeado para um Óscar, Johnny Depp recebeu críticas bastante positivas pelo seu desempenho.




EDUARDO MÃOS DE TESOURA (1990)

Eduardo Mãos de Tesoura
© Twentieth Century Fox

Nos anos 90, com “Eduardo Mãos de Tesoura“, Johnny Depp faz a sua primeira colaboração com Tim Burton, dando origem a uma das duplas mais infalíveis de Hollywood. Conhecido pelo seu estilo de terror gótico, Tim Burton tem criado personagens que acentuam a versatilidade de Depp. Com um diálogo inferior a duas centenas de falas, o ator conseguiu comunicar apenas através das suas expressões faciais, tocando o coração de todos os espectadores. Para tal, Johnny confessou ter-se inspirado no trabalho de Charlie Chaplin. O seu desempenho valeu-lhe a sua primeira nomeação para o Globo de Ouro de Melhor Ator.




PESADELO EM ELM STREET (1984)

Elm Street
Photo by Zade Rosenthal – © 1984 – New Line Cinema Entertainment, Inc.

Curiosamente, o primeiro papel cinematográfico da carreira de Johnny Depp, foi também o primeiro filme da saga “Pesadelo em Elm Street”, de Wes Craven. Lori Ann Allison, a primeira esposa do ator, apresentou-o a Nicholas Cage, que decidiu levá-lo a uma audição para o filme de terror. Depp caíu nas boas graças da filha de Craven e acabou por conseguir um lugar na saga que trouxe aos nossos pesadelos a personagem de Freddy Krueger.

3 thoughts on “20 filmes para celebrar o aniversário de Johnny Depp

  • O Professor, Minimata
    Porque é que em Portugal não passam os Filmes de Johnny Depp. Temos que comprar? Acho inadmissível o que têm sido feito. Passem os Filmes todos.

  • Fantastic Beasts

  • Mil bjs para o meu ídolo mais lindo do mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.