"Chama-me pelo Teu Nome" (2017) lançou a carreira de Timothée Chalamet| ©Memento Films

30 abaixo de 30 | As grandes promessas da representação em Hollywood

[tps_header]

30 abaixo de 30, uma lista que não nos é estranha, seja pela mão da Forbes, ou outra publicação norte-americana. Contudo, uma boa enumeração de jovens talentos está sempre em voga, nem que seja porque está sempre a sofrer metamorfoses. Todos os anos, surgem novos pequenos prodígios que se instalam no tecido da indústria. Vamos descobrir agora, com algum grau de subjectividade, quem anda nas bocas do mundo. 

Em primeiro lugar, há que estabelecer algumas regras. Elegíveis são todos os grandes nomes da representação nascidos nos anos 90 e já no século XXI. Pequenas regras de exclusão: procura-se não incluir quem já tenha mostrado inequivocamente ser uma força em Hollywood, já tendo vencido Óscars ou figurando em primeiro lugar na lista de atores mais bem pagos. Assim, deixo a ressalva de que decidi excluir uma única estrela desta lista. Talvez porque teria que ficar sempre no topo da lista, mas acima de tudo porque não é já uma promessa, é alguém que já chegou ao topo da carreira. Falo, obviamente, de Jennifer Lawrence, que aos 28 anos, será excluída desta lista, pois promessa parece um termo algo falhado para descrever o seu imenso sucesso na casa dos 20.

Nesta lista, não teremos propriamente lugares e um pódio, embora se siga uma certa lógica de crescendo, escolhendo 30 entre os muitos jovens talentosos que esta indústria tem a oferecer.

Aqui vamos nós, entre os 9 e os 29 anos, descobrir quem é a jovem Hollywood em 2019 !

[/tps_header]

 TOM HOLLAND

Tom holland
Tom Holland | © Gake Skidmore

Com Tom Holland, tivemos direito, pela primeira vez, a ver Spider Man a ser interpretado por um verdadeiro adolescente, ou perto disso. Holland, de 23 anos, é o Homem-Aranha millennial que tanto procurámos, e , por isso, o melhor que nos foi presenteado até agora. O jovem ator teve a sua grande estreia no cinema em 2012, quando interpretou o filho de Naomi Watts em “O Impossível”.

Lê Também:   Spider-Man: Far From Home, tudo o que se sabe sobre o filme

Como derradeira prova do seu valor enquanto jovem promessa de Hollywood, Holland venceu em 2017 o prémio de EE Rising Star nos BAFTA, uma estatueta que tem servido como barómetro eficaz para medir o potencial de uma jovem carreira.  Ao percorrermos a página de IMDB do ator confirmamos a tendência. Holland tem não um, não dois, mas oito filmes na calha entre pré, pós-produções e filmagens. Entre eles, três vozes em filmes de animação, mas ainda um filme baseado no jogo “Uncharted”, onde partilhará, supostamente, o ecrã com Bryan Cranston,  e ainda um drama de guerra onde contracenará com Robert Pattinson e Bill Skarsgård, ou  “Cherry”, um drama realizado pelos irmãos Russo, responsáveis pelos capítulos “Vingadores: Guerra do Infinito” e “Endgame”, entre outros capítulos do universo da Marvel.




MILLICENT SIMMONDS

Millicent Simmonds
Millicent Simmonds em “Wonderstruck: O Museu das Maravilhas” (2017)| ©Amazon Studios

Millicent Simmonds é uma jovem atriz de 16 anos. É talvez o nome mais arriscado desta lista, pois embora tenha sido bastante marcante no trabalho que desempenhou até agora, a verdade é que Millicent terá, ao longo da carreira, de combater as limitações que se lhe vão impor. A jovem é totalmente surda e, por isso, os papéis que desempenhou até agora foram moldados em torno desta característica.

O seu primeiro papel numa longa-metragem foi em “Wonderstruck: O Museu das Maravilhas” (2017), de Todd Haynes, onde se destacou no papel de Rose. Contudo, o seu momento de maior notoriedade chegou com a participação em “Um Lugar Silencioso”(2018), de John Krasinski. Simmonds estará de regresso a este papel para a sequela, que é lançada já em 2020.




LETITIA WRIGHT

Letitia Wright
Letitia Wright em “Black Panther” (2018) | ©Marvel Studios

Letitia Wright, nascida em 1993, é conhecida como a miúda que roubou a cena ao interpretar Shuri em “Black Panther” (2018).  Nomeada em 2018 para o Emmy por uma participação em “Black Mirror”, e em 2019 ao EE Rising Star Award dos BAFTA, Wright está a traçar um inequívoco trajeto de sucesso na indústria de Hollywood.

Em breve, poderemos vê-la em “Death on the Nile”, o novo filme do ator e realizador Keneth Branagh. O filme contará ainda com estrelas como Gal Gadot e Armie Hammer.




NICK ROBINSON

NICK ROBINSON
Nick Robinson em “Everything, Everything” (2017)| ©Warner Bros. Entertainment

Aos 24 anos, Nick Robinson parece estar no topo do mundo, numa viagem rumo ao estrelato. Ainda credível no papel de adolescente, Robinson deu vida a Simon no filme de 2018 “Com Amor, Simon”, um filme adolescente bastante importante, por normalizar a experiência do jovem LGBT+, cuja experiência é agora exposta de forma franca e sem grandes antagonismos. O primeiro grande filme de estúdio onde um adolescente protagonista é abertamente gay é, sem dúvida, motivo para celebração

Lê Também:   Com Amor, Simon, em análise

O que se pode destacar nesta jovem carreira é não apenas muitos papéis, mas acima de tudo muitos papéis de protagonista. Em “Amor Acima de Tudo” (2017) foi Olly, em “Os Reis do Verão”(2013) foi Joe. O seu primeiro grande papel de estúdio foi Zach, em “Mundo Jurássico” (2015).

Atualmente, a sua filmografia promete, com cinco projetos em pré-produção e dois filmes a serem lançados este ano. É uma das estrelas do filme da HBO “Native Son”, estreado em abril, e, em setembro, poderá ser visto no thriller “Strange But True”.




FLORENCE PUGH

Florence Pugh
Florence Pugh em “Lady MacBeth” (2016)| ©Protagonist Pictures

Atriz britânica de gema, nascida em 1996 em Oxford, Florence Pugh estreou-se na indústria em 2014 com o filme “The Falling”(2014), onde partilha o ecrã com Maisie Williams. Foi com “Lady MacBeth” (2016) que se destacou verdadeiramente, começando a traçar o seu rumo ao estrelato. 

A sua fase de ascensão está mesmo agora a arrancar, sendo a estrela do novo filme de Ari Aster ( “Hereditário”) – “Midsommar, o Ritual” (2019). Esta obra estreou nos Estados Unidos da América no início de julho, com enorme sucesso crítico e junto do público. Em Portugal, poderemos ver a sua interpretação em setembro. Outros projectos incluem um papel central em “Black Widow”, um filme da Marvel que se centrará na história da Viúva Negra dos Avengers.




KAYA SCODELARIO

Rastejantes
Kaya Scodelario, “Rastejantes” | © 2019 Paramount Pictures Corporation. All rights reserved.

No caso de Kaya, talvez seja difícil aferir se a sua carreira está em fase de ascensão ou se já atingiu o seu pico. Ainda assim, a sua é uma presença difícil de ignorar. A adolescência de Kaya Scodelario, de 26 anos, foi a adolescência de muitos outros jovens na casa dos 20. A nossa eterna Effy Stonem foi-nos apresentada ao mundo em 2007, e, desde aí, Kaya não abandonou mais o grande e o pequeno ecrã.

Terminadas as suas temporadas de “Skins” (2007), a atriz lançou-se ao mercado norte-americano. Foi uma das protagonistas da saga distópica infando-juvenil “Maze Runner” e entrou ainda num filme do franchise “Os Piratas das Caraíbas”. Em 2019, protagoniza a série de temática desportiva “Spinning Out” e pode ser vista no filme “Rastejantes” (na imagem), de momento ainda em exibição em Portugal. No próximo ano, participará no filme de fantasia The King’s Daughter”.




JACOB TREMBLAY 

melhores interpretações de crianças
Jacob Tremblay  em “Quarto” (2015) | © George Kraychyk, A24

Jacob Tremblay é um jovem ator canadiano de 13 anos. Apesar de tamanha tenra idade, Tremblay é uma força da natureza que conta já com 30 créditos (30 !!) na sua filmografia. Apesar de longe de ter sido a sua primeira experiência de representação, “Quarto”, em 2015, foi o filme que o tornou uma verdadeira estrela. Quem sabe, em parte o Oscar que Brie Larson arrecadou por interpretar a sua mãe é tanto dela quanto da jovem criança com quem contracenou.

Apesar de não ter chegado à nomeação ao Oscar, Tremblay foi bastante elogiado e nomeado com este papel. Destaque para a nomeação ao Screen Actor Guild Award, ao Saturn e a um sem fim de prémios de associações de críticos. O seu sucesso não parou com papeis em filmes como “Before I Wake” (2016), de Mike Flanagan, “O Predador” (2018), “Wonder- Encantador” (2017) ou “The Book of Henry” (2017).

Lê Também:   LEFFEST'15 | Room, em análise

A enorme pequena estrela entra agora na adolescência, e é com muita curiosidade que aguardamos qual será o seu trajeto na indústria. Em tempos, atores como Haley Joel Osment, Dakota Fanning ou Macaulay Culkin pareciam marcados para o absoluto estrelato, enquanto crianças no cinema. Por vezes, essa trajectória não se concretiza. Será esse também o caso de Jacob Tremblay? Esperemos que não. Em breve, dará a voz a diversos projetos, entre eles Flouder na nova “A Pequena Sereia”.

A 22 de agosto, podemos vê-lo no filme “Tudo Bons Meninos”, uma espécie de comédia à la“Superbad” mas com miúdos como protagonistas.




ELSIE FISHER

Elsie Fisher Em “Eighth Grade” (2018) | ©A24/ Sundance Institute

Elsie Fisher (2003) é uma nova estrela em ascensão que começou a sua carreira em 2009, aos 6 anos, com um papel na série “Medium”. Foi em 2018 que teve o seu primeiro grande papel  – protagonista de “Eight Grade”, um filme adolescente imensamente popular no circuito indie norte-americano, que nunca viu distribuição em sala em portugal. O filme valeu, inclusive, a Fisher, uma nomeação ao Globo de Ouro. Em breve, empresta a voz para o filme de animação da Família Addams e protagoniza “The Shaggs”, uma obra musical em pré-produção.




ANYA TAYLOR-JOY 

ANYA TAYLOR-JOY
Anya Taylor-Joy em “Fragmentado” (2016) |©Universal Pictures

Anya Taylor-Joy tem apenas 23 anos, mas uma carreira repleta de créditos e detentora de alguns bastante memoráveis. Salta à vista, por exemplo, “A Bruxa” (2015), um filme de terror bastante badalado e premiado. Já ao interpretar Casey Cooke em “Fragmentado (2016)” e “Glass”(2019), de M. Night Shyamalan, reforçou uma popularidade notória. Como barómetro perfeito, recuperamos a nomeação ao EE Rising Star nos BAFTA, em 2017.

De momento, tem oito projetos em fase de pré-produção, filmagem ou pós-produção. Entre eles, duas séries de televisão e o muito antecipado “Os Novos Mutantes” (2020), a nova revitalização do franchise X-Men.




SOPHIE TURNER

Dark Phoenix
Sophie Turner em “X-Men: Fénix Negra” (2019) | ©Big Picture Films

Falando em X-Men, Sophie Turner tem estado nas bocas do mundo, tendo recebido recentemente a sua primeira nomeação ao Emmy. A atriz de 23 anos interpretou Sansa Stark durante oito anos em “Game of Thrones” (2011), e durante este longo período, no qual cresceu frente à câmara, teve ainda oportunidade para participar em alguns projetos paralelos. Destaque para o papel de Jean Grey, que lhe deu bastante protagonismo nos dois filmes que encerraram este período da saga, que verá de novo um novo elenco e novas histórias.

Lê Também:   X-Men: Fénix Negra | Guia de personagens

Sophie está num momento alto da sua carreira. Em breve, protagonizará um thriller chamado “Heavy” e o drama “Broken Soldier”.




LILI REINHART

Lili Reinhart
Lili Reinhart em “Riverdale” (2017 )| ©The CW

Lili tem apenas 22 anos, mas conta já com uma longa carreira, e com créditos de representação desde 2010. Depois de alguns papéis em filmes indie, nomeadamente “Miss Stevens” (2016) onde contracena com Lilly Rabe e Timothée Chalamet,  Lili Reinhart chegou à fama ao interpretar Betty Cooper na série da CW – “Riverdale”. O acordo entre a The CW e a Netflix tornou alguns dos conteúdos pertencentes ao canal jovem da CBS duplamente populares. “Riverdale”,  uma série adolescente noir, baseada nos famosos Archie Comics, foi um destes conteúdos.

Em 2019, poderemos ver Reinhart em “Hustlers” e em 2020 protagonizará “Chemical Hearts”, um drama adolescente sobre o qual ainda pouco se sabe.




MAISIE WILLIAMS

Arya Stark
Maisie Williams em “Game of Thrones” (2011) | ©SYFY Portugal

Enquanto Sophie Turner integrou os últimos capítulos do segundo elenco de X-Men, Maisie Williams, a sua irmã Arya em “Game of Thrones”, protagonizará em 2020 “Os Novos Mutantes”, uma nova interpretação do grupo de super-heróis, desta vez uma direcionada para a adolescência.

Maisie cresceu também ela no set de “Game of Thrones”, interpretando Arya Stark, papel pelo qual recebeu duas nomeações aos Primetime Emmy. Com 22 primaveras há pouco completadas, a atriz tem um “networth”, um valor aproximado de bens de 6 milhões de dólares. Em 2020, protagonizará o filme britânico “The Owners” e a série de comédia “Two Weeks to Live”, sendo que ainda pouco que sabe sobre ambos os projetos, apenas que há vida depois de “Game of Thrones”. 




ANSEL ELGORT 

Ansel Elgort
Ansel Elgort em “Baby Driver – Alta Velocidade” (2017) | ©TriStar Pictures

Ansel Elgort, nascido em 1994, tem um trajecto algo semelhante ao de Shailene Woodley., alguém que constará também desta lista, com seria expectável.  Foi o seu irmão em Divergente (2014) e o seu apaixonado em “A Culpa é das Estrelas”, do mesmo ano. Assim, com dois grandes blockbusters no mesmo ano, esta parelha lançou-se de forma indiscutível. As suas carreiras divergiram desde então, mas foram igualmente bem sucedidas. Elgort deu vida ao condutor de “Baby Driver”, de Edgar Wright, papel que lhe mereceu muitos louvores e inclusive uma nomeação ao Globo de Ouro na categoria de Comédia/ Musical.

Lê Também:   Baby Driver - Alta Velocidade, em análise

Ainda em 2019, será o protagonista de “O Pintassilgo”, um filme repleto de estrelas, onde contracenará com Nicole Kidman. Em 2020, terá um papelão de peso. Será Tony, na adaptação de Steven Spielberg da peça “West Side Story”. Será ainda o protagonista da série “Tokyo Vice”.




CHARLIE HEATON

Charlie Heaton
Charlie Heaton em “Stranger Things” (2016) |©Netflix

Charlie Heaton será o primeiro nome de “Stranger Things” a constar nesta lista, mas claramente não o único. O ator britânico, responsável por dar vida a Jonathan Byers, nasceu em 1994. Desde  a sua estreia da série da Netflix, em 2016, Heaton tem-se envolvido em diversos projetos. Entre eles, o filme de terror “O Segredo de Marrowbone” (2017), co-protagonizado por Anya Taylor-Joy.

Em 2016, tinha já participado no drama adolescente “As You Are”, não distribuído em Portugal, e no filme de terror “Shut In – Reféns do Medo” onde contracena com Naomi Watts e Jacob Tremblay. Em 2020, é um dos protagonistas de “Os Novos Mutantes”, em conjunto com outros nomes nesta lista já mencionados, como Anya Taylor-Joy e Maisie Williams.




JAEDEN MARTELL 

Jaeden Martell
Jaeden Martell em “The Book of Henry” (2017) |©Focus Features LLC.

Jaeden Martell trabalha na indústria desde 21013, e teve inclusive  um arco de personagem de 11 episódios em “Masters of Sex” (2013) . Em 2017, protagonizou “ The Book of Henry”, em conjunto com Jacob Tremblay e Naomi Watts. Participara anteriormente em outros filmes com algum destaque como “Um Santo Vizinho” (2014), também com Naomi Watts e Aloha (2015) de Cameron Crowe.

Foi em 2017 que o ator, agora com 16 anos, recebeu o seu verdadeiro impulso rumo à fama, encarnando Bill Denbrough, o líder do “The Loser’s Club”, o grupo de miúdos em “It”, a adaptação do romance de Stephen King.

Lê Também:   Casting de sonho para IT: Capítulo Dois

Desde então, os seus créditos de representação multiplicaram-se, com cinco filmes a estrear em 2019, inclusive a sequela de “It”, onde os miúdos se tornaram graúdos, mas onde continua a haver espaço na narrativa para momentos em que regressamos ao passado, e a Jaeden e ao seu grupo. De momento, o ator está em gravações da série “Defending Jacob”, onde contracenará com Chris Evans.




TYE SHERIDAN 

Tye Sheridan
Tye Sheridan em “Ready Player One: Jogador 1” (2018) | © Warner Bros. Entertainment Inc.

Tye Sheridan fez muito em muito pouco tempo. Aos 22 anos, nascido em 1996, como aliás muitos dos intérpretes desta lista, Tye tem créditos impressionantes que incluem papéis marcantes como em  “Mud” (2012) ou  “Joe” (2013).

A Variety incluiu-o na sua famosa lista de 10 atores a manter debaixo de olho. Parece correto, tendo em conta como começou o seu trajeto e como tem evoluído. O seu primeiro papel foi, nada mais nada menos, do que interpretar o filho de Brad Pitt e Jessica Chastain em “A Árvore da Vida” (2011), de Terrence Malick. Fique frisado, este não foi o seu primeiro grande papel, foi o primeiro, no geral. Sem dúvida, uma enorme responsabilidade.

Entretanto, o ator interpretou um jovem Scott Summers/Ciclope no franchise X-Men. E, claro, foi o protagonista de “Ready Player One: Jogador 1” de Steven Spielberg.




HAILEE STEINFELD

Hailee Steinfeld
Hailee Steinfeld em “Bumblebee” (2018) |©Paramount Pictures

Vou “decretar” que atores com nomeações a Oscars no currículo também podem contar como promessas. Por isso, aqui fica Hailee Steinfeld. Mais uma “criança” de 1996 que já provou muito na indústria de Hollywood. A cantora e atriz teve já alguns singles de rádio, já se apresentou por terras lusas no palco mundo do Rock in Rio e, mais notoriamente, no campo do cinema, foi já nomeada ao Oscar de Melhor Atriz num Papel Secundário. A nomeação aconteceu em 2011, a propósito do filme “Indomável”, dos irmãos Coen. A jovem atriz viu-se assim nomeada aos 15 anos.

Desde então, Hailee tem vivido a trajectória “típica” de uma adolescente na indústria, tendo protagonizado filmes direcionados a essa faixa etária, como por exemplo “No Limiar dos 18”, em 2016. Entrou ainda no franchise “Pitch Perfect” e protagonizou “Bumblebee”, uma história situada no universo dos Transformers. Em 2019, poderemos vê-la a interpretar a escritora Emily Dickinson na web-série “Dickinson”.




BILLIE LOURD

Billie Lourd
Billie Lourd no 8ª capítulo da saga Star Wars – “O Último Jedi” (2017) | ©Walt Disney Pictures/Lucasfilm

Billie começou na indústria apenas em 2015, mas tem sido já uma forte presença em diversas produções cinematográficas e televisivas. Como filha da eterna Carrie Fisher, Billie Lourd tem uma estrelinha da sorte que a ajuda na indústria. O seu primeiro papel foi o de Tenente Connix, no episódio 7 de Star Wars. Em 2019, volta a encarnar esta mesma personagem recorrente na saga.

Lê Também:   TOP 10 Melhores Momentos de Han Solo em Star Wars

Entretanto, é também uma das novas “musas” de Ryan Murphy, tendo interpretado Chanel #3 em “Scream Queens” e personagens distintas em “American Horror Story”. Em 2019, teve um papel secundário mas marcante no primeiro filme realizado por Olivia Wilde – “Booksmart: Inteligentes e Rebeldes”. Este último chega às salas de cinema portuguesas a 8 de agosto, depois de ter sido um sucesso inesperado nos Estados Unidos da América.




FINN WOLFHARD

Finn Wolfhard
Finn Wolfhard em “Stranger Things” (2016) |©Netflix

Finn Wolfhard, jovem ator que completa este ano 17 primaveras, foi apresentado ao mundo em 2016, como o intérprete de Mike Wheeler, o líder informal do gangue de miúdos do enorme sucesso da Netflix “Stranger Things”.

Passado muito pouco tempo desta sua estreia, a série tornou-se uma das maiores conquistas de sempre do gigante de streaming, e rapidamente beneficiou deste sucesso. Em 2017, integrou um outro grupo de miúdos notórios – desempenhando o papel de Richie Tozier, um dos membros do “Loser’s Club” de “It”, a nova adaptação do romance de Stephen King.

Entre 2019 e 2020, poderemos ver Finn em cinco produções cinematográficas. A próxima, o segundo capítulo de “It”, em setembro deste ano. Integrará ainda o elenco de “O Pintassilgo”, juntamente com Nicole Kidman e Ansel Elgort, nas salas portuguesas a 10 de outubro. 

Será ainda o protagonista do filme de terror “The Turning”, onde partilhará o ecrã com outras grandes estrelas em ascensão: Mackenzie Davis e Brooklynn Prince. Dará ainda voz a uma personagem numa versão animada da Família Addams.

Lê Também:   Stranger Things, terceira temporada em análise

Por fim, protagonizará “Ghostbusters 2020”, realizado por Jason Reitman. Representará junto a Bill Murray, Paul Rudd, Sigourney Weaver, entre outras estrelas jovens. Um currículo muito recheado pela frente, alinhado com o género que tornou o jovem ator célebre.




BROOKLYNN PRINCE

Brooklyn Prince e Christopher Rivera
Brooklyn Prince e Christopher Rivera em “The Florida Project” (2017) | ©A24

Como Moonee em “The Florida Project”, Brooklyn Prince foi a grande revelação de 2017/2018. Aos 9 anos de idade, Brooklyn é a mais jovem estrela desta lista, de longe. É também uma das mais talentosas. Aliás, a sua prestação continha a intensidade dramática ausente do trabalho de muitos interpretes adultos. As nomeações para promessa da representação multiplicaram-se às dezenas, com destaque para a vitória do Critics Choice Award para Jovem Promessa da Representação em 2018.

Em 2019, deu voz a Bianca no “O Filme LEGO 2.” Em 2020, aparecerá em “ The Turning”, contracenando com Finn Wolfhard, como já mencionado nesta lista. No próximo ano, emprestará ainda a sua voz ao filme de animação “The One and Only Ivan”.




BILL SKARSGARD

it
Bill Skarsgård como Pennywise |©Warner Bros.

Bill é a mais jovem superestrela a emergir do clã Skarsgård. O ator de 28 anos é filho de Stellan Skarsgård, o ator sueco que há mais anos povoa os ecrãs de cinema norte-americanos. A sua célebre família produziu ainda as estrelas de televisão e cinema Gustaf Skarsgård (“Vikings”, “Westworld” e, claro, Alexander Skarsgård (“True Blood”, “Big Little Lies”).

A carreira de Bill já vai longa, tendo o seu primeiro crédito já 19 anos. Ainda assim, com sete filmes para sair entre 2019 e 2020, é certo dizer que o ator está agora a explodir no panorama. Vindo do “clã” de “vikings” de onde vem, o mais baixo dos irmãos, com 1, 92m, Bill promete incendiar o ecrã já no próximo mês de setembro, com a sequela de “It”, filme que lhe valeu a fama ao interpretar o palhaço Pennywise.

Lê Também:   Reacções prévias a It elogiam prestação de Bill Skarsgård

Em 2020, poderemos vê-lo a partilhar o ecrã com outro nome nesta lista, Tom Holland, no drama de guerra “The Devil all the Time”.




MILLIE BOBBY BROWN

millie bobby brown
Millie Bobby Brown no set de “Stranger Things” (2016) | © Netflix

Regressamos uma vez mais ao jovem elenco de “Stranger Things” para destacar a sua estrelinha mais brilhante. Millie Bobby Brown tem apenas 15 anos de idade, mas é detentora de uma carreira invejável. No topo destes seus 15 anos, conta já não com uma mas com duas nomeações aos Primetime Emmy, com possibilidade de mais para o futuro próximo, verdade seja dita.

A nossa Eleven é interpretada por uma jovem britânica que já deu provas do seu talento. Em 2019, deu um senhor salto para o grande ecrã e para o campo dos blockbusters, sendo uma das protagonistas de “Godzilla II: Rei dos Monstros”. Em 2020, volta a esse papel em “Godzilla Vs. Kong”, um filme pelo qual recebeu um suposto cache de três milhões de dólares.

Lê Também:   Millie Bobby Brown torna-se na produtora mais jovem de Hollywood

Millie é, no momento em que este artigo está a ser redigido, um mês depois da estreia de “Stranger Things 3”, a terceira pessoa mais popular no IMDB Star Meter da famosa base de dados. O que significa isso? Que neste portal, visitado diariamente por milhões, Millie Bobby Brown é, de momento, a terceira pessoa do showbiz, a nível mundial, mais procurada. O que atesta o sucesso do conteúdo que a tornou conhecida, mas também o próprio reconhecimento da sua interprete principal. Diz-se que as gravações da nova temporada arrancam já no outono. O que é certo é que em 2020 poderemos vê-la a protagonizar o filme “Enola Holmes”, onde encarna uma jovem detetive. Em pré-produção está o drama “The Thing About Jellyfish”, mais uma obra onde encarnará a protagonista.




CHLOE GRACE MORETZ 

carrie 2013
Chloë Grace Moretz em “Carrie” (2013) | © Sony Pictures Entertainment Inc.

Com 22 anos celebrados em fevereiro, Chloë Grace Moretz é uma das mais jovens atrizes a figurar nesta lista. Contudo, é fácil esquecer esse facto, devido à longuíssima carreira que já detém. Chloë tem 68 créditos associados, um número perfeitamente impressionante. Começou  com diversos pequenos papéis em séries televisivas entre 2004 e 2005, aos 7/8 anos de idade e nunca parou. O seu primeiro grande papel foi em “Kick-Ass: O Novo Super-Herói”, em 2010, mas por volta dessa altura, tinha já um currículo recheado. Ainda em 2010, protagonizou “Deixa-me Entrar”, o remake norte-americano do magnífico filme de terror sueco do mesmo nome.

Em 2011, o seu papel secundário em Hugo, de Martin Scorcese, ajudou a firmar uma carreira que prometia. Em 2013, foi Carrie e deu voz à princesa Kaguya de Takahata, na versão em inglês. Em 2014, continua a explorar um equilíbrio interessante entre indie e mainstream, ao entrar em “As Nuvens de Sils Maria”, e por contraste em “The Equalizer”, com Denzel Washington.

Lê Também:   Greta: Viúva Solitária, em análise

Tem mais de 6 filmes em fase de pré e pós-produção, e envolveu-se em tantas produções de peso que não são sequer todas aqui mencionadas. Chloë Grace Moretz não é uma promessa, é uma certeza que vamos continuar a acompanhar com entusiasmo.




COLE SPROUSE 

Cole Sprouse
Cole Sprouse em “Riverdale” (2017) |©CBS Television Studios/ The CW

Nascido em 1992, Cole Sprouse teve uma das jovens carreiras “Disney” mais impressionantes do panorama dos jovens da sua exacta idade, que incluem estrelas como: Miley Cyrus, Nick Jonas, Demi Lovato, entre outras.

Cole foi Ben, o filho de Ross Geller, na lendária sitcom “Friends” (1994-2004), ainda hoje um dos programas mais vistos (e revistos) no mundo. Foi também Cody em “As Aventuras de Zack e Cody” (2005), juntamente com o seu irmão gémeo. Com este irmão, começou a representar aos 6 meses de idade, em diversos filmes e séries. Depois do final da sua série no Disney Channel, dedicou-se à sua educação, e até 2015 estudou Arqueologia na  prestigiada NYU – New York University.

Hoje em dia, está nas bocas do mundo como uma das estrelas da série adolescente “Riverdale”, uma produção da CW Network mas que atingiu um sucesso global através da sua difusão na plataforma Netflix. Aos 27 anos, Cole passou de representar uma criança para representar um adolescente no decurso dos seus primeiros anos enquanto adulto. É assim, de facto, uma promessa da representação, pois esperamos para ver que tipo de papéis o esperam uma vez que deixemos de acompanhar as aventuras de Jughead Jones.




FREDDIE HIGHMORE

Freddie Highmore
Freddie Highmore em “The Good Doctor” (2017) |©ABC

Freddie Highmore, também com 27 anos de idade, é mais um caso de um miúdo que cresceu debaixo dos holofotes. Na sua infância, teve inúmeros papeis influentes, entre eles Charlie na versão de Tim Burton de “Charlie e a Fábrica de Chocolate”, realizada em 2005. Teve ainda papéis de destaque em filmes como “À Procura da Terra do Nunca” (2004), “August Rush” (2007) ou “As Crónicas de Spiderwick” (2008).

Contudo, a sua carreira evoluiu curiosamente do cinema para a televisão, e por lá ficou até agora. Entre 2013 e 2017, protagonizou o enorme sucesso “Bates Motel”, encarnando Norman Bates, junto a Vera Farmiga, numa prequela contemporânea de “Psycho” (1960), de Hitchcock.

Em 2017, começou uma nova aventura, protagonizando a série da ABC “The Good Doctor”, uma espécie de versão “bonzinha” do adorado Dr.House. Nesta narrativa, um jovem médico cirurgião autista brilha num hospital de renome. Tornou-se, rapidamente, uma das séries mais vistas da televisão norte-americana.




SHAILENE WOODLEY

big little lies
Shailene Woodley em “Big Little Lies” (2017) |©HBO

Nascida em 1991, e perto de completar 28 aninhos, Shailene Woodley é um dos nomes mais “senior” desta lista. É uma veterana da indústria, que já fez televisão, cinema, televisão de novo e de tudo um pouco. É, também, contudo, incontestavelmente uma força da indústria, que já liderou um franchise falhado e que vive para contar a sua história com uma carreira intacta e que se tem mantido bastante constante ao longo dos anos.

Shailene Woodley conta já com uma nomeação para Rising Star nos BAFTA, com uma nomeação ao Emmy pela série “Big Little Lies” (2017) e por duas nomeações a Globos de Ouro, uma por esta mesma série e outra, há mais tempo, em 2012, pelo seu papel no filme “Os Descendentes”.

Lê Também:   Big Little Lies Temporada 2 | Guia das Personagens

A trabalhar desde os 8 anos da idade, Woodley é uma verdadeira criança da indústria. O seu bilhete para a fama veio em 2008, há apenas 11 anos, embora pareça que a conhecemos há bem mais. Foi com “The Secret Life of an American Teenager”, uma série sobre uma adolescente de 15 anos que engravida por acidente. Terminada a série, foi altura de protagonizar “Divergente” (2014), numa altura em que a saga infando-juvenil distópica parecia infalível. Contudo, “Divergente” acabou em desgraça, mediante a ameaça de se tornar um filme para televisão e com os atores a desvincularem-se do contrato, Woodley incluída.

Contudo, sem problemas para esta atriz, que na altura protagonizava também “A Culpa é das Estrelas” (2014) , um drama romântico baseado num bestseller de John Green. Desde aí, o seu papel mais marcante foi Jane Chapman, em “Big Little Lies”, a premiada série da HBO. Com um currículo cheio de êxitos para o futuro, Shailene não parece ir a lado algum.




MARGOT ROBBIE

Margot Robbie
Margot Robbie em “Eu,Tonya” (2017) |©20th Century Fox/ LuckyChap Entertainment

Houve alguma resistência, da minha parte,  no que toca a incluir Margot Robbie nesta lista. Com 29 anos acabados de fazer, e ainda sem um Oscar na prateleira, certas pessoas que aparecerão em breve nesta lista não poderiam nela constar também se Margot merecesse ser excluída. Claro, já nomeada para inúmeros prémios (inclusive ao Oscar) e sendo a detentora da sua própria empresa de produção cinematográfica, Margot Robbie dificilmente é uma jovem promessa, mas antes uma das mais bem-sucedidas atrizes da indústria de Hollywood.

É fácil, inclusive, esquecer o quão jovem Margot Robbie é. Uma criança dos anos 90, Margot não teve direito a interpretar o papel da adolescente em Hollywood, e por isso sempre a vimos como alguém com trinta anos, embora ainda esteja para os alcançar.

Lê Também:   A Evolução de Margot Robbie e porque 'Eu, Tonya' prova o seu talento

O seu primeiro grande papel no cinema foi em 2013, no “Lobo de Wall Street” de Scorsese, onde interpretou a mulher de Leonardo Dicaprio. Na altura em que deu vida a esta personagem, a atriz não podia ter mais de 22 anos. Contudo, o visual altamente sexual nunca nos transmitiu essa informação. Lá está, certos atores praticamente da idade de Margot Robbie, como Cole Sprouse ou Freddie Highmore, estiveram até há pouco, ou ainda estão, associados a conteúdo juvenil. Já Margot, fez-se senhora em Hollywood bem cedo. Entre 2016 e 2017, e com filmes como “Tarzan”, “Esquadrão Suicida” e “Eu, Tonya”, a australiana consolidou-se como uma das principais protagonistas do seu meio.

Em 2019, interpreta Sharon Tate no novo filme de Quentin Tarantino, e, em breve, regressará ao papel de Harley Quinn em três filmes distintos: um filme em nome próprio protagonizado por Quinn, um novo “Suicide Squad” e ainda, um potencial terceiro projecto centrado em Harley Quinn e em Joker, o qual não está ainda confirmado. Será também Barbie, num filme centrado na boneca irónica da Mattel.  Tem entre os seus projectos anunciados “Marian”, onde interpretará a esposa de Robin Hood, e ainda o thriller de guerra  – “Ruin”.




LUCAS HEDGES

Lucas Hedges
Lucas Hedges em “Três Cartazes à Beira da Estrada” (2017) |©Film 4/ Fox Searchlight Pictures

Partimos agora para uma espécie de pódio bastante informal (onde na verdade, já nos encontrávamos com Margot), no que a esta lista diz respeito. Pelo menos, vamos caminhando cada vez mais para as estrelas abaixo dos 30 com mais “star power” e que mais reuniram consenso junto do público e crítica. Lucas Hedges, sem o carisma hollywoodesco de algumas das outras estrelas desta lista, é sem dúvida alguém que caiu a 100% no goto da academia, tendo sido protagonista de diversos papeis memoráveis entre 2016 e 2019.

Na indústria desde 2007, o seu verdadeiro primeiro grande papel foi “Manchester By the Sea” em 2016. Por este, foi nomeado ao Óscar de Melhor Ator Secundário, e, desde aí, seja como protagonista ou em papeis secundários recordáveis, Hedges não abandonou mais o grande ecrã. Ainda algo “preso” a papéis de adolescente, algo recorrente para um jovem da sua idade, 22 anos, , Lucas Hedges é uma verdadeira promessa, pois não sabemos ainda o que nos vai oferecer a sua carreira mais “adulta”.

Lê Também:   Manchester by the Sea, em análise

Desde “Manchester By the Sea” teve importantes papéis secundários em filmes nomeados para prémios “a potes”, como “Lady Bird” (2017) e “Três Cartazes à Beira da Estrada” (2017). Foi ainda o protagonista de “Boy Erased” (2018) e “Ben está de Volta” (2018). Em 2020, protagonizará “French Exit” ao lado de Michelle Pfeiffer.




TIMOTHÉE CHALAMET 

Writers Guild Awards
Timothée Chalamet em “Chama-me Pelo Teu Nome” (2017) | © Memento Films

Em 2017, estreou “Chama-me pelo Teu Nome”, do realizador italiano Luca Guadagnino. Chalamet, desconhecido do grande público até então, tinha desempenhado papeis pequenos em grandes produções, papéis grandes em filmes muito indie e tinha desempenhado um discreto arco de 8 episódios em “Homeland” (2012). O seu maior feito teria sido alguns minutos de ecrã como o filho de Matthew McConaughey em “Interstellar”(2014). Mas em 2017, tudo mudou para o jovem ator.

Na edição seguinte dos Óscars, Timothée Chalamet tornou-se, aos 22 anos, o nomeado mais jovem para Melhor Ator em quase 80 anos, pela sua interpretação de Elio no romance de verão LGBTI. Esta informação demonstra, acima de tudo, os duplos padrões de Hollywood. Para uma mulher, é comum vencer o Óscar na casa dos 20, para um homem não é comum haver sequer papéis que façam merecer a nomeação. Timothée é assim uma das excepções à regra, conquistando papel suculento atrás de papel suculento. Parece que ser um indie darling com direito a nomeação a Óscar é, de facto, um óptimo ponto de partida. Em 2018, foi o protagonista de “Beautiful Boy”, um conto “preventivo” sobre as experiências das metanfetaminas. Este papel não lhe valeu a nomeação ao Oscar, mas valeu para quase tudo o resto ao longo da “award season”.

Lê Também:   LEFFEST ’17 | Chama-me Pelo teu Nome, em análise

Prestes a completar 24 primaveras, Timothée Chalamet é um fenómeno de popularidade da internet e uma das grandes certezas da jovem Hollywood. Surge, ainda este ano, num novo filme de Woody Allen cujo lançamento foi adiado devido ao movimento #metoo, será o Rei Henrique V de Inglaterra numa produção onde contracenará com Robert Pattinson, será de novo o interesse romântico de Saoirse Ronan em “Little Women”(final de 2019 nos Estados Unidos), adaptação do livro “As Mulherzinhas”, que será trazida ao grande ecrã por Greta Gerwig.

Em 2020, mais e melhor o espera. Será um dos protagonistas de “The French Dispatch”, o novo filme de Wes Anderson, assinalando uma colaboração que parecia nada senão provável. E por fim, mas quem sabe o mais importante, será o protagonista da nova adaptação cinematográfica de “Dune”, o clássico de ficção científico amaldiçoado com o título “inadaptável”. Se alguém consegue  fazer esse tal impossível, é Denis Villeneuve com a ajuda deste jovem astro.




SAOIRSE RONAN

Saoirse Ronan
Saoirse Ronan em “Lady Bird” (2017) |©A24

Saoirse Ronan tem apenas 25 anos, e uma carreira em Hollywood absolutamente invejável. Alguém que talvez seja também menos uma promessa e mais uma certeza absoluta inegável, mas que ainda assim é um estrondo abaixo dos 30. A sua lista de prémios no IMDB cita 137 nomeações e 63 vitórias, o que não é de espantar, mas é ainda assim impressionante. Entre esta lista, constam três nomeações ao Óscar.

Ainda sem Óscar na mão, e ocasionalmente a interpretar ainda o papel da adolescente, Ronan merece estar nesta lista, pois a sua “idade adulta” em Hollywood está apenas a começar, e é certo que ainda trará consigo muitas batalhas e vitórias.

Foi Joe Wright ( “Orgulho e Preconceito”) que levou Saoirse até à fama. A sua primeira nomeação ao Óscar, como aconteceu com vários outros talentos desta lista, foi pelo seu primeiro grande papel – Briony Tallis em “Expiação”, de 2007. A obra, baseada no livro de Ian McEwan, foi um sucesso junto do público e da crítica, e Briony foi a infame antagonista da história, com a sua imaginação fértil, capaz de destruir vidas. Saoirse foi perfeita no papel.

Prosseguiu a sua carreira na infância e adolescência com papéis de protagonista, como foi o caso de “Visto do Céu” (2009). Foi também Hanna em “Hanna” (2011), uma criação também de Joe Wright. Em 2013, protagonizou “Nómada”, adaptação do romance de ficção científica de Stephanie Meyer, autora da saga Crepúsculo.

Desde então, as suas nomeações ao Óscar repetiram-se com “Brooklyn”, de 2015, e “Lady Bird”, de 2017. Ambas as prestações lhe valeram indicações na categoria de protagonista.  Tal como Timothée Chalamet, cujos currículos andam de mão dada, tem “Little Women” e “The French Dispatch” como projectos para o futuro próximo. Será ainda a protagonista de “Ammonite”, um romance LGBT da autoria de Francis Lee, criador do sucesso da crítica “God’s Own Country”. Neste, fará par romântico com Kate Winslet.

Uma das carreiras mais entusiasmastes e ecléticas, muito ainda haverá a dizer sobre esta irlandesa em Hollywood.

Que outros jovem atores merecem estar nesta lista?

[tps_footer]

Lê Também:   Subscreve a Newsletter MHD

[/tps_footer]



Também do teu Interesse:


About The Author


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *