Nick Wall / Netflix © 2023

Estas são as 8 melhores minisséries de 2023

Com o ano mesmo, mesmo a chegar ao fim, é altura de conhecermos as melhores minisséries dos últimos 12 meses.

Em 2023 foram várias as minisséries que se destacaram. Um pouco por cada uma das diferentes plataformas de streamingNetflix, Prime Video, Disney+, HBO Max e AppleTV+ –, nos últimos dozes há várias produções de qualidade suprema que conquistaram tanto o público como a sempre exigente crítica! Desde dramas intensos a thrillers, as minisséries de 2023 atraíram uma audiência ávida por histórias cativantes e inovadoras.

Estas obras exibiram uma excelente qualidade tanto no argumento como nos protagonistas. A lista das melhores minisséries de 2023, baseada nas avaliações dos críticos do Rotten Tomatoes, é uma celebração da excelência artística e da criatividade. Cada uma destas produções apresentou-se como uma experiência única, explorando temas complexos e apresentando reviravoltas verdadeiramente surpreendentes que não deixaram o público indiferente.

Lê Também:   Este filme com Jennifer Lopez foi um dos mais vistos do ano da Netflix mas não convenceu a crítica



8.º – LIÇÕES DE QUÍMICA – 84%

Ambientada nos anos 50, esta adaptação literária de Bonnie Garmus segue Elizabeth (Brie Larson) cujo sonho de se tornar cientista é colocado em espera por uma sociedade que considera que a mulher apenas pertence à esfera doméstica, e não à profissional. Grávida, sozinha e despedida do laboratório onde trabalhava, ela coloca em prática o engenho que uma mãe solteira desenvolve.

Ao aceitar um trabalho como anfitriã de um programa de culinária, Zott vai usar a plataforma para ensinar uma nação de donas de casa – e os homens que começam a ouvir o programa – sobre muito mais que receitas… ao mesmo tempo que procura regressar à sua paixão: a ciência. Está na Apple TV+.




7.º – UM HOMICÍDIO NO FIM DO MUNDO – 88%

Uma produção do FX que junta ficção científica e mistério, num cenário futurista na Islândia. A protagonista é uma hacker especialista que também se aventura como detetive amadora, Darby Hart (interpretada por Emma Corrin). No enredo desta minissérie, Hart e mais oito outras pessoas são convidadas por um multimilionário para participar num retiro.

No entanto, quando um dos convidados aparece assassinado, Hart tem de colocar em prática as suas capacidades de forma a resolver aquele mistério antes que o homicida volte a atacar. Está no Disney+.




6.º – A QUEDA DA CASA USHER – 90%

O enredo desenrola-se num cenário em que a Farmacêutica Fortunato, outrora uma modesta empresa, foi transformada num império de riqueza, privilégio e poder à conta dos implacáveis irmãos Roderick e Madeline Usher. Contudo, à medida que a história avança, segredos há muito enterrados começam a emergir e os herdeiros da dinastia Usher começam a sucumbir um por um às mãos de uma misteriosa mulher. Disponível na Netflix.




5.º – JUSTIFIED: CIDADE PRIMITIVA – 91%

Oito anos depois de ter deixado o Kentucky, Givens está agora em Miami, equilibrando a vida de xerife e pai a tempo parcial de uma rapariga de 14 anos. Um encontro casual numa autoestrada da Flórida leva-o a Detroit e cruza-se com Clement Mansell, também conhecido por The Oklahoma Wildman, um sociopata violento que já escapou uma vez por entre os dedos dos melhores de Detroit e quer voltar a fazê-lo. Disponível no Disney+.




4.º – RAINHA CARLOTA: UMA HISTÓRIA BRIDGERTON – 95%

Nesta série de época, que é um spinoff de “Bridgerton“, somos apresentados ao casamento da Rainha Carlota e do Rei Jorge de Inglaterra. Esta união desencadeia uma história de amor tão intensa que transforma a alta sociedade inglesa do final do século  XVIII. Os espectadores podem acompanhar a trajetória da monarca, interpretada por India Amarteifio, desde a sua infância numa província alemã até se tornar a Rainha da Inglaterra, proporcionando uma visão da jornada que tornou isso possível. Está na Netflix.




3.º – TRANSATLÂNTICO – 95%

Em 1940, Varian Fry viajou para Marselha com três mil dólares e uma lista de artistas e escritores em perigo que esperava ajudar a fugir em poucas semanas. Porém, acabou por ficar mais de um ano a trabalhar para obter documentos falsos, reunir fundos de emergência e organizar viagens através de Espanha e Portugal, onde os refugiados embarcariam para portos mais seguros.

Lê Também:   Este novo filme da Netflix é favorito aos Óscares mas está a ser ignorado pelos utilizadores

Os seus muitos clientes incluíam Hannah Arendt, Max Ernst, Marcel Duchamp e Marc Chagall. A corrida contra o tempo para os salvar é uma história de amor proibido, aventura de alto risco e coragem inimaginável. Inspirada na história verídica de Varian Fry, Mary Jayne Gold e o Comité de Resgate de Emergência. Mais uma grande produção original da Netflix!




2.º – I’M A VIRGO – 96%

Uma comédia sobre Cootie, um jovem negro de 3 metros de altura que vive em Okland, Califórnia. Tendo crescido afastado do mundo, passando o tempo a ler bandas desenhadas e séries, escapa para experimentar a beleza e as contradições do mundo real. Podes ver na Prime Video.




1.º – RIXA – 98%

É altura de conhecer o grande vencedor! Esta minissérie acompanha o rescaldo de uma discussão de trânsito entre dois desconhecidos. Danny Cho (Steven Yeun), um empreiteiro nas lonas e zangado com o mundo, enfrenta Amy Lau (Ali Wong), uma empreendedora por mérito próprio com uma vida idílica. Nesta série de comédia negra da Netflix profundamente comovente, a intensidade do conflito entre os dois arrasa-lhes as vidas e as relações pessoais.

Viste alguma(s) desta(s) minissérie(s)? Quais?

Sobre o Autor



Também do teu Interesse:



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *