Bill Skarsgard como Pennywise | ©Warner Bros.

Halloween | 30 Filmes para assinalar a data

O Halloween, o Dia das Bruxas, é uma das celebrações pagãs mais celebradas em todo o mundo. De origem celta, mas abraçada com maior ênfase atualmente pela cultura anglo-saxónica, a temática do Halloween domina o mês de outubro, culminando na noite de 31 de outubro. Em Portugal, o feriado torna-se cada vez mais popular com a passagem dos anos. Temos também a sorte de ter um feriado no dia 1.

Por isso, e se procurares um plano mais caseiro para a Noite das Bruxas, fica então com esta lista de 30 títulos indicados para uma sessão de cinema neste Halloween. Todos estes títulos estão disponíveis ou em plataformas de streaming ou em DVD ou VOD em território nacional.

Procuramos assim sugerir um conjunto de títulos que possam ser encontrados em múltiplas plataformas a nível nacional. Recordamos que a plataforma de streaming Netflix dedicou uma secção do seu portal ao Halloween, intitulada “Netflix and Chills”, a qual recuperaremos para garantir assim alguns dos nomes nesta lista. Outros filmes surgirão a partir de fontes diversas.  Tudo para a noite perfeita de Halloween!

IN THE TALL GRASS  (2019)

Halloween
In the Tall Grass (2019) |©Netflix

Começamos esta galeria com um filme que a Netflix lançou este ano, tendo em mira precisamente esta época festiva. “In the Tall Grass” (2009) é realizado por Vincenzo Natali (realizador de um dos excertos de “Paris, Je T’Aime”, de 2006),  e baseia-se num romance de Stephen King.

Aqui, uma mulher grávida e o seu irmão ouvem os gritos de uma criança e deslocam-se até um campo com ervas altas e impenetráveis, onde uma força implacável e sinistra os desorienta e separa. Conta com Laysla De Oliveira, Avery Whitted e Patrick Wilson nos papéis principais.

Para acrescentar à longa lista de adaptações de Stephen King de momento nos cinemas e videoclubes, como os filmes “It”, capítulos 1 e 2, bem como “Doutor Sono“, que estreia a 31 de outubro.




A FAMÍLIA ADDAMS (1991)

A Família Addams na versão de 1991 | ©Paramount Pictures

“A Família Addams” não só é um clássico essencial de Halloween, a história de uma família de monstros encantadora encabeçada por Anjelica Huston, como está de momento bastante em voga. A versão animada, terminada em 2019, estreia nos cinemas esta semana, a 31 de outubro e foi há pouco tempo anunciado que existirá uma nova sequela do famoso filme de culto.

Para quem nunca viu, ou para quem pretende apenas rever esta encantadora comédia, é a altura perfeita. A tempo de comparar com a nova versão!




ANNABELLE 2: A CRIAÇÃO DO MAL (2017) 

Annabelle 3
Annabelle | © NOS Audiovisuais

A HBO Portugal tem, entre as suas tendências atuais, alguns filmes bem indicados para assinalar esta altura do ano. E porque não fazê-lo com um dos filmes do universo “Conjuring”, mais especificamente o spin off Anabelle?

Em 1943, o fabricante de bonecas Samuel Mullins e a sua esposa, Esther, choram a perda da sua filha de sete anos, Annabelle “Bee”, que morreu num acidente de carro. Doze anos depois, em 1955, os Mullins abrem a sua casa para dar abrigo à Irmã Charlotte e às seis meninas que foram deixadas sem abrigo com o encerramento do seu orfanato. Apesar de lhe ter sido dito para não entrar no quarto fechado de Bee,  Janice, uma jovem órfã que ficou aleijada devido a uma poliomielite, é acordada por um barulho, encontra uma nota a dizer “encontra-me”, e esgueira-se para dentro do quarto, que misteriosamente foi destrancado. Encontra a chave do armário de Bee e abre-o, onde vê uma boneca de porcelana assustadora.

É esta a história de origem da boneca amaldiçoada que aparece em diversos dos filmes da saga.




IT (2017) 

Stephen King
© Warner Bros. Pictures

Talvez pareça uma solução um pouco redundante, mas numa altura em que o segundo capítulo de “It” se encontra em exibição desde o início de setembro, ainda com várias salas em mais que uma cidade portuguesa, há que recomendar. Quem ainda não viu o enorme fenómeno que é “It: Capítulo 1” (2017) tem inúmeras formas de o fazer. O filme está disponível na Netflix, na HBO Portugal, e em vários videoclubes de operadoras nacionais de TV por cabo.

Pennywise era já um enorme fenómeno da cultura popular, se considerarmos o livro e o filme da década de 90. Contudo, a reinvenção criada por Andy Muschietti leva esta criação de Stephen King a novos patamares.




DOUTOR SONO (2019) 

De Stephen King – Doutor Sono
De Stephen King – Doutor Sono | © NOS Audiovisuais

Embora esta seja uma lista de filmes que podemos ver em casa na noite de Halloween, é importante deixar aqui também as propostas para assinalar a data que as estreias comerciais em sala nos deixaram, especialmente porque não são de ignorar. “The Shinning” recebe finalmente a sua sequela, encabeçada por Ewan McGregor, que dá vida a um Danny adulto, a criança do filme original que agora cresceu.

Com “The Shinning” e a sua sequela literária e no cinema “Doctor Sleep”, voltamos, uma vez mais, ao universo de Stephen King. Um universo prolífico, e por isso muito mencionado neste âmbito. Dan é agora adulto, traumatizado e alcóolico, mas mantém o seu talento especial, o seu “shinning”, o seu “brilho”. Quando conhece uma jovem com o mesmo dom, descobre que existe um perigosos grupo que persegue quem tem este dom.

O antecipado “Doutor Sono” está entregue na realização a Mike Flanagan, responsável pelo sucesso “The Haunting of Hill House” (2018).




UMA RAPARIGA REGRESSA DE NOITE SOZINHA A CASA (2014) 

realizadoras
” Uma Rapariga Regressa de Noite Sozinha a Casa” (2014) |©Kino Lorber

A FilmIn tem uma colecção dedicada ao Halloween “Dos Mortos e dos Vivos”, com 31 títulos, que colocamos também em destaque neste artigo.

“Uma Rapariga Regressa de Noite Sozinha a Casa” é um filme de terror norte-americano muito especial, com uma premissa fora do comum. O primeiro western de vampiros, segundo a sua realizadora, Ana Lily Amirpour, de origem iraniana. O filme situa-se na “Cidade Malvada”, uma cidade fantasma iraniana, terra de prostituição e drogas, um lugar que tresanda a morte e onde uma vampira solitária persegue os habitantes mais nefastos e repugnantes da cidade.




CRIANÇAS LOBOS (2012)

Halloween
Crianças Lobos | © 2012 Mamoru Hosada & FUNimation

E porque a ocasião não precisa de ser assinalada apenas com filmes assustadores, porque não povoá-la também com algum sobrenatural representado em Anime? Ao fim de contas, que melhor meio artístico para representar a estranheza tão vital para a data?

Na secção de anime da Netflix podemos encontrar o sucesso japonês de animação “Crianças Lobos” ou, no seu título internacional, “Wolf Children”, um filme que não é assustador, mas que nos fala sobre diferença e “otherness”, o outro.

Este é um drama familiar fantástico sobre uma mulher que tem filhos com um lobisomem. O seu amante morre durante uma caçada, e cabe à jovem mulher criar os seus dois filhos, lobisomens, tentando manter o seu segredo seguro.




A NOITE DOS MORTOS VIVOS (1968) 

night of the living dead
“A Noite dos Mortos-Vivos” (1968) |©Living Dead Media

Um clássico é um clássico certamente por razões legítimas. Por isso, neste Halloween, é altura de também ver pela primeira vez, ou recordar, alguns dos filmes essenciais dentro da temática de terror. E dentro do género do Zombie, nenhum filme é mais fundador do que “Night of the Living Dead”. Por isso, o clássico de George A. Romero não podia escapar a esta lista.

Aqui, o vírus zombie resulta de uma radiação, provocada por um satélite. É esta que faz com que os mortos sejam capazes de se erguer para perseguir os vivos. Encontramos Bárbara (Judith O’Dea), que foge para uma fazenda depois de ser atacada pelos mortos-vivos. Este filme foi uma influência estrutural para muito do terror que surgiu depois, para realizadores incontornáveis e outros clássicos que se lhe seguiram.

Pode ser encontrado na FilmIn.




SUSPIRIA (2018)

leffest suspiria critica
Suspiria | ©NOS Audiovisuais

Uma produção original da Amazon Studios, a mais recente interpretação do clássico “Suspiria”, da autoria de Luca Guadagnino, pode ser encontrado entre o catálogo do Prime Video. Aqui, fica uma sugestão, ver o filme original de Dario Argento, e depois comparar com esta nova versão, encabeçada por Dakota Johnson e Tilda Swinton.

“Suspiria” leva-nos até ao coração de uma companhia de dança de renome, situada na Berlim do pós-guerra, ainda a lamber as suas feridas. Uma jovem  bailarina é confrontada com o culto que parece estar bem no centro desta companhia.




CANDYMAN – O ASSASSÍNO EM SÉRIE (1992) 

Halloween
Candyman (1992) |© PolyGram Filmed Entertainment

Os canais TVCine preparam a sua própria programação especial de Halloween, e no seu âmbito, podemos, entre outros, encontrar o filme de 1992 “Candyman”. O filme de terror realizado por Bernard Rose (“Frankenstein”) baseia-se no mito urbano do mesmo nome. O Candyman é uma presença homicida com um gancho em vez de uma mão, a qual é acidentalmente evocada por um estudante que, descrente, se encontra a investigar a mitologia ligada ao monstro.

Para ver no dia 30 de outubro pelas 23h00, ou dia 31 pelas 09h55, no TVCine 4.




A LOJINHA DOS HORROTES (1960)

Halloween
Jonathan Haze em “A Lojinha dos Horrores” (1960) |©The Filmgroup

A nostalgia obriga a muito, e por isso, porque não deixar aqui um clássico da comédia de terror que todos deveríamos ver. “The Little Shop of Horrors”, de 1960, conta a história de um florista, que, prestes a ir à falência, cria um novo tipo de planta. Uma planta que se alimenta de seres humanos para crescer.  O jovem empregado vê-se obrigado a manter o segredo e alimentar a planta para não perder o seu trabalho.

Este filme de culto que conta com a realização do ator e realizador Roger Corman. Foi este um dos primeiros  papéis de Jack Nicholson.

Em 1986, uma nova versão musical desta comédia de terror foi lançada. Na era da recuperação de conteúdos, uma nova versão está já em desenvolvimento.




O ESTRANHO MUNDO DE JACK  – EDIÇÃO DE COLECIONADOR (1993)

Nightmare Before Christmas
O Estranho Mundo de Jack (1993) |© Disney Enterprises

É verdade, “O Estranho Mundo de Jack” ou “The Nightmare Before Christmas” não é um filme de terror, não é tão pouco assustador de todo, mas é uma das criações mais importantes e coerentes que saíram da mente de Tim Burton. O realizador não assinou o filme nesses termos, mas criou o mundo, os seus personagens e produziu a obra. O filme conta com a encantadora e memorável música de Danny Elfman, e também com a sua voz no papel de Jack.

Aqui, Jack Skellington, Rei da Cidade do Halloween, descobre a Cidade do Natal, mas as suas tentativas de incorporar o Natal nas celebrações da sua bizarra e gótica cidade correm muito, muito mal. Com músicas memoráveis como “This is Halloween” ou “What’s This”, Jack e a sua namorada, a boneca de trapos Sally, são das figuras mais reproduzidas em merchandise, e verdadeiros ícones da cultura popular, mencionados em inúmeras ocasiões, ou quiçá, até em músicas, quando os Blink 182 cantam sobre ” viver como o Jack e a Sally, comemorando o Halloween no Natal”, na sua famosa “I Miss You”.

Um filme tão perfeito para o Halloween e para o Natal. Se já o viste, não tem mal nenhum rever, envelheceu muito bem desde os anos 90 e inspirou toda uma geração de Emos no século XXI!




O QUE FAZEMOS NAS SOMBRAS (2014) 

what we do in the shadows
Taika Waititi, Ben Fransham, Jemaine Clement eJonny Brugh em “O que Fazemos nas Sombras” (2014) |©Paramount

Porque o Halloween merece várias sugestões capazes de casar a comédia com o terror, porque não ver, ou mesmo rever, o hilariante mockumentary “O que Fazemos nas Sombras” (2014)? E o que é um mockumentary? É o formato de falso documentário em estilo de paródia, que podemos encontrar em diversas séries de comédia como por exemplo “The Office” ou “Parks and Recreation”.

Em “O Que Fazemos nas Sombras” uma equipa de documentários teve acesso a uma casa onde vivem quatro vampiros. Esta reportagem é o primeiro passo para registar o principal evento onde todas as criaturas da noite se reúnem na Nova Zelândia. Realizado por Jemaine Clement (Série televisiva “What We Do in the Shadows “e  Taika Waititi (“Thor: Ragnarok”).




SUPER 8  (2011)

Super 8 Halloween
© 2011 Paramount Pictures
“Super 8” é um thriller de ficção científica protagonizado por crianças. Uma produção com uma onda associável à de “Stranger Things”, o filme, realizado por J.j. Abrams e produzido por Spielberg, “Super 8” conta a história de seis amigos que testemunham um acidente de comboio enquanto fazem um filme em super 8, acabando por descobrir que algo inimaginável fugiu durante o acidente.




ELI (2019)

Halloween
© Netflix

“Eli” é mais uma produção Netflix, colocada cá fora no âmbito do Halloween deste ano. No filme, um rapaz recebe tratamento para a sua doença auto-imune e descobre que a casa onde vive não é tão segura como pensava. Filme realizado por Ciarán Foy, autor de “Sinister 2”. 




ANIQUILAÇÃO (2018)

Aniquilação
Natalie Portman |©Netflix

De Alex Garland, realizador de “Ex_Machina” (2014), chega uma produção de ficção científica que dança na corda bamba entre o fantástico e o terror. O filme, protagonizado por Natalie Portman, narra a história de uma bióloga cujo marido desaparece. Desloca-se assim até ao interior de uma zona onde aconteceu um suposto desastre ambiental para aí o localizar, mas não encontra aquilo que esperava. A expedição é composta apenas por mulheres: uma bióloga, uma antropóloga, uma psicóloga, uma linguista e uma exploradora de terrenos.




RASTEJANTES (2019) 

Rastejantes
Kaya Scodelario, “Rastejantes” | © 2019 Paramount Pictures Corporation. All rights reserved.

“Rastejantes”, protagonizado por  Kaya Scodelario (“Skins”, “Maze Runner”) é um filme de terror motivado pela presença de crocodilos. Um filme que combina o género dos desastres naturais com o terror animal. Kaya é uma autêntica “scream queen” nesta obra, que se situa durante um furacão de categoria 5. A sua personagem Haley tenta salvar o pai, e acaba por ficar presa numa casa inundada, cercada por jacarés.

É esta fusão de géneros que acresce  à peculiaridade de “Rastejantes”.

Realizado pelo francês Alexandre Aja, criador de “Piranha 3D” (2010) e “Terror nas Montanhas” (2006).




A MULHER VESPA (1959)

halloween
A Mulher Vespa (1959) |©Scream Factory

Saímos mais uma vez do convencional com o invulgar “A Mulher Vespa”, de Roger Corman (“A Pequena Loja dos Horrores”  e Jack Hill (“Foxy Brown”).

O bizarro filme é protagonizado por uma proprietária de uma empresa de cosméticos, que cria uma fórmula de juventude, usando geleia real extraída de vespas rainhas. Contudo, não consegue evitar os efeitos colaterais: a transformação numa vespa…

Mais um delicioso filme de série B de Roger Corman, mestre do sensacionalismo.

Este sarcástico filme de ficção científica e terror segue a sugestiva tagline: “Uma bela mulher durante o dia…uma rainha vespa à noite”.




A MORTE FICA-VOS TÃO BEM (1992)

death becomes her
Goldie Hawn e Meryl Streep em “A Morte Fica-vos Tão Bem” (1992) |©Universal Pictures

“Death Becomes Her” é uma encantadora comédia de terror, que acaba por andar muito à volta da mesma temática de “A Mulher Vespa”. O limite dos actos cometidos em nome da beleza. Protagonizado por Goldie Hawn e Meryl Streep, o filme conta a história de uma atriz que sente a pressão do envelhecimento e leva a cabo um acto desesperado para contrariar o seu destino – cair no esquecimento.




SOU A CARA BONITA QUE VIVE NESTA CASA (2016) 

Halloween
Sou a Cara Bonita que Vive Nesta Casa |©Netflix

Mais uma produção original da Netflix, um thriller de terror sobre uma jovem enfermeira que trata de um idosa que escrevia romances de fantasmas. Contudo, a casa tem os seus próprios fantasmas bem reais…

O filme, protagonizado por Ruth Wilson, foi realizado por Oz Perkins, que em breve lançará “Gretel & Hansel”, uma nova interpretação do conto clássico.




A FLORESTA DAS ALMAS PERDIDAS (2017) 

Halloween
A Floresta das Almas Perdidas (2017) |©Anexo 82/ Legendmain Films

E agora, tempo para a inclusão de algum cinema português nesta lista. José Pedro Lopes é um jovem realizador do Porto. “A Floresta das Almas Perdidas” foi a sua primeira longa-metragem, destacado no festival de cinema fantástico de Manchester.

Numa floresta densa e remota, o local mais popular para a prática do suicídio em Portugal, dois estranhos conhecem-se. Ele é um pai de família à procura do local onde a sua filha morreu. Ela é uma jovem com uma paixão  pela morte. Mas um deles não é quem diz ser.

Uma densa e cativante narrativa, numa obra que atingiu ainda alguma internacionalização no circuito de festivais dentro do género, tendo sido premiado em diversos países diferentes, nomeadamente nos Estados Unidos, no Brooklyn Horror Film Festival.




HOSTEL (2005) 

hostel
Hostel, de Eli Roth |©Next Entertainment Raw Nerve

De Eli Roth ( “O Mistério da Casa do Relógio”), “Hostel” é um filme de 2005 que se situa dentro de um dos universos mais comuns e icónicos da lógica de terror, quartos de hotéis ou hosteis assombrados ou que escondem assassinos em série.

Em “Hostel”, três estudantes americanos visitam um albergue eslovaco, onde são alvo de tortura e horrores sem fim. Este slasher foi um grande sucesso de bilheteira, e deu origem a uma série de sequelas. Um clássico reconfortante para esta época festiva.




10 CLOVERFIELD LANE (2016)

Halloween
Mary Elizabeth Winstead em “10 Cloverfield Lane ” | Michele K. Short – © 2016 Paramount Pictures

“10 Cloverfield Lane” foi escrito por uma equipa de cinco argumentistas, entre eles Damien Chazelle (“La La Land”). A realização ficou a cargo de Dan Trachtenberg (“The Boys”), e conta com os conceituados John Goodman e Mary Elizabeth Winstead nos papéis principais. Este é um filme que combina terror com ficção científica, como diversos do que constam desta lista.

Este filme de mistério foi um enorme sucesso de bilheteira, facturando mais de 100 milhões de dólares, a partir de um pequeno orçamento de 10 milhões. Foi também um premiado sucesso junto dos circuitos de críticos e festivais, tendo inclusive vencido Melhor Thriller no nos Prémios de Ficção Científica.




MANDY (2018) 

mandy
“Mandy” (2018) | ©Films4You

De Panos Cosmatos, chega-nos um regresso à forma de Nicolas Cage, com o premiado e bem-recebido filme de terror indie “Mandy”.

Em 1983, algures próximo às isoladas Montanhas das Sombras, o lenhador Red Miller (Nicolas Cage) e sua namorada Mandy Bloom (Andrea Riseborough) vivem uma vida tranquila. No entanto, isto tudo muda quando após uma seita religiosa hippie invadir o local e raptar Mandy. Sem o amor da sua vida, Red vive apenas por um único objectivo: caçar os maníacos e exigir vingança.

Estreado em Sundance, presente na Quinzena dos Realizadores de Cannes, o muito aguardado segundo filme de Panos Cosmatos (“Beyond the Black Rainbow”).



O MISTÉRIO DE SILVER LAKE (2018) 

O Mistério de Silver Lake
O Mistério de Silver Lake |©Filmes 4you

David Robert Mitchell transformou-se numa sensação com o seu “Vai Seguir-te”, uma alegoria às doenças sexualmente transmissíveis da idade moderna. Assim, foi com muita antecipação que o mundo do cinema recebeu a sua nova obra, o neo-noir “Under The Silver Lake”. Este não é propriamente um filme de terror, mas é lynchiano, negro, bizarro, misteriosos. Mistura filmes de detetives, cultos e a vaidade de Hollywood num cocktail explosivo. Divisivo para a crítica e para as audiências, é uma obra à qual é difícil ficar indiferente e que se enquadra na perfeição no “mood” do Halloween.

Sam, o nosso protagonista, interpretado por Andrew Garfield, conhece uma encantadora nova vizinha, Sarah (Riley Keough). Quando Sarah desaparecesse misteriosamente, o jovem sem rumo mergulha numa jornada que ameaça descobrir as maiores conspirações da “Cidade dos Anjos”.




EM CHAMAS (2018)

@Cannes Film Festival

“Agora diz a verdade.” Jongsu, que trabalha como estafeta, sai para um serviço e encontra Haemi, uma jovem que outrora foi sua vizinha e que num instante o seduz. Quando ela regressa de uma viagem a África, apresenta-lhe Ben, um jovem rico e enigmático. Certo dia, Ben fala-lhe do seu passatempo secreto. Pouco tempo depois, Haemi desaparece…

“Burning” é um drama de mistério estreado no Festival de Cannes, vencedor do FIPRESCI Prize e indicado à Palma de Ouro. Extremamente bem recebido no circuito de festival e critico, foi indicado pela Cahiers du Cinéma como o quarto melhor filme do ano. Não é um filme de terror, mas é uma perturbadora narrativa de cortar a respiração, baseada num existencialista conto do famoso escritor Haruki Murakami. 




MÃE! (2017) 

canais tvcine e séries
Mãe! | ©Paramount Pictures

O lançamento mais recente de Darren Aronofsky (“Cisne Negro”, “O Wrestler”)  dividiu totalmente a crítica e o público. Entregou-nos uma das mais intensas interpretações da carreira de Jennifer Lawrence, também ela pouco consensual. Muitos a elogiam, muitos outros a deitam abaixo. Foi nomeada ao Razzie por este papel, os prémios dos maus filmes, mas ainda assim, quer gostemos ou não de “Mother!”, ninguém fica indiferente a esta marcante alegoria.

O elenco conta ainda com outros nomes marcantes como Javier Barden, Michelle Pfeiffer e Ed Harris. “Mother!” não é um filme clássico do género de terror, mas apresenta imagens horripilantes que teimam em não nos abandonar.




MOEBIUS (2013) 

Halloween
Moebiuseu – título original (2013) |©Kim Ki-Duk Film

Um infame e perturbador filme, “Moebius” é um pesado drama de terror, sul-coreano. Extremamente violento e desprovido de diálogo, o filme foi inicialmente banido na Coreia do Sul e apresentado pela primeira vez em Veneza, inserido na selecção oficial.

Conta a história de uma mulher que, transtornada pelo ódio ao seu marido infiel, acaba por mutilar o seu filho como forma de vingança. Realizado por Kim Ki Duk. Uma viagem rumo aos confins da indiscrição, vingança, incesto, luxúria…tudo em silêncio.




HALLOWEEN (2018) 

Halloween estreias 2018
© NOS Audiovisuais

Porque por cada “Em Chamas”, precisamos de contrabalançar com alguns clássicos de terror. “Halloween” (2018) , o Halloween que aqui é apresentado é o mais recente capítulo da longa, longa saga, uma das mais lucrativas da história do terror no cinema.

“Halloween” atingiu uma ambicionada lógica de continuidade. O primeiro filme foi realizado por um dos mestres do terror, John Carpenter, e contava com Jamie Lee Curtis num dos papéis centrais. Em 2018, é ainda Jaime Lee que protagoniza a saga, algo raro e, portanto, valioso. O filme original conta a história de Michael Meyers, que 15 anos depois de matar a sua irmã na noite de Halloween escapa de um hospício e regressa à sua cidade natal, onde começa a matar de novo.

Desde o primeiro filme, há mais de 40 anos, foram realizadas 10 sequelas da obra, e não parece que o franchise vá fechar em breve. No bem-recebido filme de 2018, Laurie Strode, a personagem de Jamie Lee Curtis, volta a ser confrontada com Michael Myers.  O filme foi escrito e realizado por David Gordon Green. John Carpenter ainda é vivo, mas não está no ativo. 

Jamie Lee Curtis, uma das mais famosas e mais capazes de sobreviver “Scream Queens” vai regressar para Halloween Kills (2020) e “Halloween Ends” (2021), este último marcando o fim da gigante saga.




LIGHTS OUT – TERROR NA ESCURIDÃO (2016) 

Lights Out (2016) |©Warner Bros. Pictures

Terminamos com um clássico filme de terror, o qual brinca agilmente com um dos nossos maiores medos infundados, o medo do escuro, O medo daquilo que não conseguimos ver, tocar, saber. Protagonizado por Teresa Palmer, “Light Out” é uma criação bastante comum, mas ainda assim garante-nos um bom bocado.

Da autoria de David F. Sandberg (“Shazam!”) , “Lights Out – Terror na Escuridão” é o tipo de filme que nos situa numa casa onde existe uma presença sobrenatural. Baseado na curta-metragem do mesmo nome.

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Maggie Silva has 492 posts and counting. See all posts by Maggie Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.