© Denis Makarenko via ShutterStock (ID: 46578907)

Os 5 filmes de Horror favoritos de Martin Scorcese

Martin Scorsese é um apaixonado pelo cinema no seu todo. Estes são os seus cinco filmes de terror favoritos desta icónica produtora. 

Martin Scorsese ficou conhecido pelos filmes de gangsters mas a sua filmografia mostra que é muito mais do que esse género – “Taxi Driver” (1976), “O Lobo de Wall Street” (2013), “O Irlandês” (2019), “Shutter Island” (2010), “Assassinos da Lua das Flores” (2023), “The Departed – Entre Inimigos” (2006), “A Invenção de Hugo” (2011), “A Idade da Inocência” (1993), “Silêncio” (2016), entre muitos outros.

Lê Também:   A descuidada pergunta do Rei Carlos a Natalie Portman na estreia de Star Wars Episódio 1

Ao longo da sua carreira apenas conseguiu uma vitória nos prémios mais importantes da indústria cinematográfica –  venceu na categoria de Melhor Realizador com “The Departed – Entre Inimigos”.

Quando se fala em gostos pessoais, há um género que se sobressai dos demais – o terror. De todos os filmes deste género, existe uma produtora que fez alguns dos filmes de terror favoritos de Martin Scorsese – “os filmes da Hammer Film Productions eram visualmente mais sombrios, um pouco mais perturbadores, elegantes mas extremamente enervantes, parecia haver um grande conforto com o mal e a morbidez nesses filmes e uma grande carga sexual. Esses filmes significavam muito para nós. Havia tanta coisa a acontecer em todo o mundo no cinema na altura e, esses filmes, juntamente com o ciclo Poe de Corman e os filmes de Mario Bava de Itália, davam a sensação de que as coisas estavam a mudar e a evoluir também.”

Lê Também:   Martin Scorsese considera estes 3 filmes os melhores de Stanley Kubrick

Fundada nos anos 30 do século passado, a Hammer Film Productions ficou conhecida pelo seu estilo gótico que influenciou por completo o género. Nesse sentido estes são os filmes da produtora que Martin Scorsese considera os seus favoritos.

THE DEVIL RIDE OUT (1968)

Com uns impressionantes 96% de classificação no Rotten Tomaotes, este clássico de terror protagonizado por Christopher Lee (“O Senhor dos Anéis“), é um dos melhores filmes do género. Chris Bennion, da Times (UK), escreve, “a música é estridente, os gritos das protagonistas ainda mais estridentes são e o diálogo é satisfatoriamente banal”.

Lê Também:   Melhores Filmes na TV (11 a 18 de Dezembro) | Spider-Man: No Way Home e muito mais

Para quem não viu o filme, a história segue “Duc de Richleau (Christopher Lee) e seu amigo Rex Van Ryn (Leon Greene), que decidem visitar Simon Aron (Patrick Mower), Duc suspeita que algo está errado. Simon está a hospedar 13 pessoas e todas elas são, supostamente, entusiastas em astronomia. Quando Duc encontra galinhas vivas no armário, ele descobre que Simon está a praticar magia negra e tenta impedir que Simon termine o seu ritual satânico.”




THE STRANGLERS OF BOMBAY (1959)

Um filme de terror que segue acontecimentos verídicos. Só isto torna a obra ainda mais assustadora. O filme segue a investigação da Companhia Britânica das Índias Orientais sobre o culto de estranguladores de Thuggee na década de 1830. E quem são os Thugee? Eram um grupo de assassinos que se faziam passar por guias levando as suas vitimas para locais escondidos, onde roubam os seus pertences e, por fim, estrangular os “escolhidos”.

Lê Também:   Esta obra prima do terror foi a única neste género de Cinema a vencer o Óscar de Melhor Filme



THE MUMMY (1959)

Não é tão animado como o filme protagonizado por Brendan Fraser. Mas despertou o interesse de Martin Scorsese. A premissa também é idêntica – “arqueólogos britânicos descobrem o túmulo de uma princesa egípcia morta há quatro mil anos. Acidentalmente, um deles faz voltar à vida o guardião da tumba, Kharis, que recebe a ajuda de um egípcio na missão de matar os profanadores da tumba”, pode ler-se na sinopse oficial.

Lê Também:   Quentin Tarantino considera este filme espanhol de 1986 a maior inspiração da sua filmografia

Com 91% de classificação no Rotten Tomatoes, Jennie Kermode, da Eye for Film, destaca a performance de Christopher Lee, “é o desempenho de Lee que dá alma ao filme.”




HORROR OF DRACULA (1958)

Mais que um filme de terror, é um filme pioneiro na imagem que se criou em torno dos vampiros, com uma certa conotação sexual. Sean Axmaker, da Stream on Demand, escreve, “este é o primeiro filme a explorar verdadeiramente o apelo erótico dos vampiros: Drácula seduz Mina e Lucy como um demónio que leva o bem para o lado negro através do sexo, mais sugestivo do que explícito, mas ousado para o ano de 1958.”

Lê Também:   House of the Dragon 2: Os Stark regressam finalmente

Na sinopse oficial, lê-se, “numa busca pelo seu amigo desaparecido Jonathan Harker (John Van Eyssen), o caçador de vampiros Dr. Van Helsing (Peter Cushing) é conduzido ao castelo do Conde Drácula (Christopher Lee). Ao chegar, Van Helsing encontra Harker num autêntico morto-vivo na cripta de Drácula e descobre que o próximo alvo do conde é a noiva de Harker, Lucy Holmwood (Carol Marsh). Com a ajuda do irmão dela, Arthur (Michael Gough), Van Helsing luta para proteger Lucy e pôr fim ao reinado de terror parasitário do Conde Drácula.”




THE GORGON (1964)

Equipa vencedora não se mexe, e Christopher Lee e Peter Cushing protagonizam mais um clássico de terror da Hammer Films. Segundo a sinopse oficial, “na cidade de Yandorf estão a acontecer vários assassinatos e as vítimas são transformadas em pedra. Um grupo de moradores começa uma investigação para encontrar o assassino, sem suspeitar que enfrenta a fúria de uma estranha criatura.”

Lê Também:   Quentin Tarantino considera este filme espanhol de 1986 a maior inspiração da sua filmografia

Grant Watson, da Fiction Machine, escreve, “em grande medida, The Gorgon representa o habitual trabalho no terror da Hammer: há uma aldeia europeia, um castelo em ruínas nas proximidades, assassinatos durante a noite e aldeões receosos sobre os estranhos.”

Conhecias estes filmes? Concordas com Martin Scorsese?



Também do teu Interesse:


About The Author


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *