©NOS Audiovisuais

Há novidades sobre a saga Planeta dos Macacos, a mais longa de ficção científica, e são das boas

O realizador de “O Reino do Planeta dos Macacos”, Wes Ball, fala sobre o futuro da saga e outros projetos.

Sumário

  • “Planeta dos Macacos” é a mais longa saga de ficção científica da atualidade, expandido-se em 10 filmes, livros, bandas desenhadas e até séries.
  • O mais recente capítulo desta saga é  conta com uma das estrelas da série da Netflix “The Witcher”, onde estamos num mundo onde os macacos é que mandam.
  • Wes Ball, realizador da trilogia “Maze Runner”, é o responsável por este filme e falou sobre o futuro da saga e sobre outros projetos.
Lê Também:   Planeta dos Macacos: A Guerra, em análise

“Planet of the Apes”, ou “Planeta dos Macacos”, é a mais longa saga de ficção científica, onde conta com dez filmes, para além de livros, séries ou bandas desenhadas. A saga é baseada no livro de Pierre Boulle, onde temos humanos e inteligentes macacos a lutarem pela supremacia do planeta.

Em 1968 surge a primeira adaptação cinematográfica do livro, “O Homem que Veio do Futuro” com Charlton Heston, Roddy McDowall e Kim Hunter. Durante os anos 70 surgiram quatro sequelas: “O Segredo do Planeta dos Macacos”; “Fuga do Planeta dos Macacos”; “A Conquista do Planeta dos Macacos”; e “Batalha pelo Planeta dos Macacos”. Devido ao pobre sucesso que alguns destes filmes, a saga entrou em hiatus, pelo menos com as suas longas-metragens, até que em 2001, Tim Burton lançou “Planeta dos Macacos” com Mark Wahlberg, Helena Bonham Carter e Tim Roth.

Grandes filmes na tv planeta dos macacos
Planeta dos Macacos: A Revolta | © 2014 Twentieth Century Fox Film Corporation and TSG Entertainment
Finance LLC. All rights reserved.

Contudo, só passados 10 anos é que voltamos a ver algo da saga  com “Planeta dos Macacos: A Origem” com James Franco, Andy Serkis e Freida Pinto, “Planeta dos Macacos: A Revolta” com Gary Oldman, Keri Russell e Andy Serkis, e “Planeta dos Macacos: A Guerra” com Andy Serkis, Woody Harrelson e Steve Zahn.


Este ano chega o novo capítulo da saga, realizado por Wes Ball, onde o enredo decorre 300 anos após os eventos do último filme, onde os humanos são as presas e os macacos são os caçadores. O elenco conta com Owen Teague, Freya Allan e Kevin Durand.

Durante uma entrevista com a Variety, Wes Ball e os produtores Rick Jaffa e Amanda Silver falaram sobre o futuro da saga. Ball revelou que o filme original de 1968  teve um peso enorme neste filme, embora continuasse a seguir a história de César, e que gostava de poder ligar a sua história ao original. Isso levou à questão de possíveis sequelas, ao qual o realizador revelou que existe a intenção de fazer mais dois filmes.

O Reino do Planeta dos Macacos
©NOS Audiovisuais
Lê Também:   2017, o ano das sequelas (Parte 5)

Contudo, isso pode ser um pouco complicado para Ball já que o realizador está a desenvolver uma adaptação cinematográfica do jogo “Legend of Zelda”, algo que o realizador está muito entusiasmado e acha que não será um problema em trabalhar nos dois projetos. Christopher Nolan até foi usado como exemplo, pois o realizador britânico trabalhou em “A Origem” e “O Terceiro Passo” entre os seus filmes Batman.

Para lembrar, que Wes Ball começou a sua carreira com a trilogia “Maze Runner”, disponível no Disney+, protagonizado por Dylan O’Brien sendo baseado nos livros de James Dashner.

Trailer | Trailer de O Reino do Planeta dos Macacos

És fã desta saga? Já foste ver o mais recente capítulo aos cinemas?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *