Crédito editorial: nikkimeel / Shutterstock.com

Do Spotify à Apple Music, estas são as melhores plataforma de streaming de Música da atualidade

Os tempos modernos tornaram o streaming a ferramenta ideal para ouvir as nossas músicas favoritas em qualquer lado. Estas são as melhores plataformas!

Sumário:

  • A versatilidade do streaming permite-nos ouvir qualquer música em qualquer lado;
  • Existem várias plataformas de música, onde encontramos as nossas músicas favoritas com diferentes funcionalidades à mistura;
  • Spotify, Apple Music, Amazon Music e YouTube Music são as melhores plataformas de música da atualidade.

Lê Também:   Festivais de Verão 2024 | Todas as confirmações já conhecidas

Com mais de um século de existência a indústria musical está em constante mutação – dos discos de vinil e os CD’s à atual era do streaming. Num mundo cada vez mais acelerado e em constante mudança, o streaming tornou-se uma “ferramenta” essencial na vida da maioria das pessoas.

Habitualmente referenciado para as plataformas como Netflix, Prime Video, Max e Apple TV+, com uma simples ligação à internet (ou com o download antecipado do conteúdo que queremos ver), estas plataformas de streaming permitem-nos ver qualquer programa disponível em qualquer lado, seja na ida para o trabalho ou numa esplanada durante as férias. O mesmo acontece no campo musical.

As plataformas como o Spotify permitem-nos ouvir as nossas músicas favoritas em qualquer lado. Apesar desta ser a plataforma de música mais conhecida, existem outras que merecem ser mencionadas, com funcionalidades igualmente interessantes. Assim sendo eis as melhores plataformas de streaming de música da atualidade.

Tidal

Foi lançado em 2014 pela empresa sueca Aspiro, passou pelas mãos de Jay-Z e acabou no domínio de Jack Dorsey, o fundador da antiga rede social Twitter (hoje conhecida como X). Disponível para Windows Phone, iOS e Android, o Tidal ficou conhecido pela sua excelente capacidade de som, que combina o áudio com compressão sem perda de dados e vídeos musicais de alta definição. Ao todo os subscritores têm mais de 90 milhões de músicas e 600 mil vídeos para explorar. O grande foco desta plataforma é a qualidade Hi-Fi e o serviço está disponível de forma gratuita (sem o melhor som) mas também com subscrição paga, que permite ouvir todas as músicas com uma qualidade acima da média.

Lê Também:   De Norte a Sul de Portugal, estes são os concertos em maio a não perder




Amazon Music

À semelhança do que o streaming representa no mundo, há outro meio que também chegou a quase todo o lado – a Amazon. Apesar de ter ficado conhecida pelas entregas rápidas, o serviço Prime da empresa fundada por Jeff Bezos tem muito mais do que se diga como a Prime Video, a Prime Gaming e também a Amazon Music. O principal aspeto positivo desta plataforma de música é o preço, consideravelmente mais barato em relação às plataformas de música mais conhecidas. Mas para usufruir é preciso ser assinante Prime. Disponível para Sony 360 Reality Audio e Dolby Atmos sem qualquer custo extra, a Amazon Music deve ser aproveitada para quem tem Prime. No entanto não consegue chegar, nem de perto, ao número elevado de música que as outras plataformas dispõem.

Lê Também:   Esta é a banda mais “porreira” da história para Bono




Spotify

E agora o Rei das plataformas de música – o Spotify. É de longe a plataforma de streaming mais utilizada no mundo. Foi pioneiro neste ramo e desde então ficou no topo da lista. Mas para ficar no topo da lista também é preciso saber inovar e estar sempre a par das tendências e do que os utilizadores procuram. Desde do início, a grande premissa do Spotify foi dar a possibilidade de descarregar as músicas e ouvirmos onde quisermos. Com isto, ao descarregar os nossos álbuns favoritos e as playlists feitas ao nosso gosto, não ocupamos a memória do telemóvel, que por vezes pode ser escassa. A qualidade do som é sólida mas é a grande oferta que distingue o Spotify dos demais – oferece vários serviços para descobrir novas músicas com curadorias, incluindo a lista de reprodução Discover Weekly, além de implementar novos serviços, como Stations, um DJ com IA, audiobooks e podcasts.

Lê Também:   Rock in Rio Lisboa 2024 revela últimas novidades a três semanas do início do festival




Apple Music

Para muitos é o principal rival do Spotify. Oferece essencialmente as mesmas funcionalidades que a plataforma de música sueca e pelo mesmo custo mas tem um aspeto que consegue superar. A Apple Music tem álbuns de áudio espacial e sem perdas de alta resolução e uma aplicação de música clássica sem custos adicionais.

Lê Também:   John Lennon considerava esta banda como os Filhos dos Beatles




YouTube Music

É o sucessor da Google Play Music e é gratuito para quem tem YouTube Premium. Apesar de não ser tão utilizado como as outras plataformas acima descritas, o YouTube Music tem os seus pontos fortes. A plataforma oferece uma interface simples e mais de 100 milhões de músicas à escolha. Em vez de listas de reprodução, o YouTube Music oferece estações de rádio bem selecionadas que tocam sem parar e são atualizadas frequentemente. A capacidade adicional de criar listas de reprodução a partir de clips de música do YouTube também faz com que seja uma opção interessante a reter.

Lê Também:   Taylor Swift e a The Eras Tour: Inesquecível marco na história dos concertos em Portugal

Qual é a tua plataforma favorita?



Também do teu Interesse:


About The Author


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *