© Nattapol Meechart via ShutterStock (ID: 1467123872)

Os 10 discos vinil obrigatórios em qualquer coleção de amantes de música

Os discos de vinil estão cada vez mais populares, uma prova que o clássico nunca morre. Eis os 10 discos vinil obrigatórios em qualquer coleção!

O disco de vinil já existe desde dos anos 40 do século passado e foi uma das principais formas de levar a música até a casa dos consumidores. A própria forma do disco ficou para sempre no imaginário da cultura popular e quando se refere à música, o símbolo do disco de vinil costuma estar associado à mesma.

Lê Também:   Festivais de Verão 2024 | Todas as confirmações já conhecidas

Com a evolução da tecnologia surgiram outros meios para levar a música a mais pessoas – os discos compactos (CD) e atualmente o streaming. Os CD’s dominaram por completo os anos 80 e 90 do século passado, aliado à preciosa ajuda do Walkman, que permitia ouvir as músicas favoritas em praticamente qualquer lugar.

Nos últimos anos o streaming facilitou a expansão da música e, desde que haja ligação à internet, é possível ouvir qualquer música a partir do nosso smartphone. Mas claro, nenhum dos outros meios deixaram de existir. Nos últimos anos os discos de vinil começaram a ganhar outra vez mais popularidade e muito graças às várias edições especiais que os melhores artistas atuais fazem.

Lê Também:   Rock in Rio Lisboa 2024 | Novidades sobre o novo recinto do maior festival de música em Portugal

Por exemplo o álbum “1989 (Taylor’s Version)” vendeu no ano passado 1,4 milhões de cópias. É o único disco de vinil a ultrapassar a marca de um milhão e um claro sinal que o formato físico não morreu. O clássico nunca morre e há milhões de fãs de música que optam pelo formato físico. Eis os 10 discos vinil obrigatórios em qualquer coleção!

“NEVERMIND” – NIRVANA (1991)

Entre o final dos anos 80 e o início dos anos 90 do século passado, surgia um novo género musical que cativou milhões de jovens. O grunge era um género inspirado pelo hardcore punk, metal e indie rock. Uma combinação única que deu origem a diversas bandas importantes na história da música.

Lê Também:   LEGO revela 7 sets fantásticos para celebrar o Dia do Star Wars, "May The 4th Be With You"

Uma das mais importantes, os Nirvana, que estiveram no ativo entre 1987 e 1994, até à morte de Kurt Cobain, ainda hoje marcam gerações. Todos os álbuns dos Nirvana merecem ser destacados, mas “Nevermind” consegue destacar-se ainda mais. Da icónica capa às músicas (“Come as You Are” e “Smell Like Teen Spirit“, dois dos temas mais conhecidos) que estão presentes no álbum, é um disco de vinil obrigatório em qualquer coleção.




LONDON CALLING – THE CLASH (1976)

Os The Clash ficaram eternamente conhecidos pelo clássico tema “London Calling“, mas a banda é foi muito mais que isso ao escrever várias páginas da história do panorama musical no Reino Unido. Formados em 1976, a banda fez parte da primeira onda do punk britânico. Joe Strummer, Mick Jones, Paul Simonon e Topper Headon misturavam muitos outros géneros nas suas criações como o reggae, ska, dub, funk e rap.

Lê Também:   Grandes Filmes na TV (Semana de 15 a 21 de Abril)

Este disco de vinil é muito mais divertido do que o tema que dá título ao álbum faz crer parecer, “London Calling” é uma celebração da música punk britânica em todas as suas formas do final dos anos 70.




“PET SOUNDS” – THE BEACH BOYS (1966)

Fundados em 1961 por Brian, Carl e Dennis Wilson, Mike Love e Alan Jardine, os Beach Boys foram um sucesso instantâneo. A banda vendeu mais de 100 milhões de cópias em todo o mundo e ficou para sempre no imaginário popular. Além disso é aclamada por toda a crítica especializada, sobretudo este álbum em específico. Para a Rolling Stone é o segundo melhor álbum de todos os tempos (só isto já é razão para o ter na coleção.

Lê Também:   Mad Max | O realizador George Miller pretende não se ficar por Furiosa

“Pet Sounds” teve um enorme impacto na música, o disco contribuiu para a aceitação cultural da música popular, para uma maior apreciação pública dos álbuns, para a popularidade dos sintetizadores (um instrumento bastante popular no final do século passado) e para o desenvolvimento da música psicadélica e do rock progressivo.




“PURPLE RAIN” – PRINCE AND THE REVOLUTION (1984)

Os anos 80 do século passado foram, provavelmente, uma das melhores épocas musicais de toda a história da humanidade. E não é por acaso, algumas das figuras mais importantes da música surgiram nesta década – Madonna, Cyndi Lauper, George Michael, Kate Bush, Lionel Richie, Bruce Springsteen, Michael Jackson, entre muitos outros. Estes são somente os artistas solo, porque se incluíssemos bandas, a lista seria praticamente interminável. Mas no meio de tantos artistas talentosos, Prince destaca-se pela sua irreverência e audácia. A sua música “Darling Nikki” levou-a à criação do conhecido símbolo “Parental Advisory – Explicit Content”.

Lê Também:   O mais recente filme da Disney já está disponível também na Apple TV+.

Purple Rain” foi o seu maior sucesso de sempre, com mais de 20 milhões de cópias vendidas. O álbum fez-se acompanhar de um filme com o mesmo título mas sem grande sucesso nas bilheteiras com apenas 80 milhões de dólares nos Estados Unidos da América, mas Prince continuou a ser um nome incontornável.




“RUMOURS” – FLEETWOOD MAC (1977)

Álbum do ano de 1976, em “Rumours” encontramos algumas das melhores harmonias vocais alguma vez gravadas. O soft-rock foi um fenómeno e género único nos anos 70. A banda sofreu várias entradas e saídas ao longo dos 50 anos de existência mas as mudanças trouxeram sempre bons ventos à banda. Ao todo venderam mais de 120 milhões de álbuns em todo o mundo.

Lê Também:   Christopher Nolan deve a decisão de realizar Batman ao seu estimado irmão




“ABBEY ROAD” – THE BEATLES (1969)

Falar em música e em discos de vinil sem falar nos Beatles é quase crime. Mesmo passados 50 anos do fim da banda, a música dos Beatles ainda é extremamente popular e muito provavelmente há um disco da banda britânica na coleção.

Lê Também:   Sequela de O Senhor dos Anéis tem data de estreia confirmada e está a chegar aos cinemas portugueses

Quando se fala em discos de vinil, “Abbey Road” é um dos mais icónicos de sempre, a começar pela super reconhecida capa. Este álbum inclui temas como “Come Together” e “Here Comes the Sun“.




“KIND OF BLUE” – MILES DAVIS (1959)

Este disco de vinil é obrigatório em qualquer coleção. Sem descurar todo o contributo dos artistas presentes nesta lista, Miles Davis destaca-se pela vida que deu à música. O trompetista e compositor norte-americano é considerado um dos mais influentes músicos do século XX. Além disso esteve na vanguarda de quase todos os desenvolvimentos no jazz desde a Segunda Guerra Mundial até a data da sua morte, em 1991.

Lê Também:   Trailer de Joker: Folie à Deux está a chocar a internet e mostra um lado nunca visto de Joaquin Phoenix e Lady Gaga

“Kind of Blue” é uma viagem sem qualquer transporte, fechados os olhos e é possível navegar pela melodia do jazz. Miles Davis juntou o pianista Bill Evans, o baterista Jimmy Cobb, o baixista Paul Chambers e os saxofonistas John Coltrane e Julian “Cannonball” Adderley para a composição do álbum. “Kind of Blue” foi gravado em pouco mais de um mês – entre 2 de Março e 22 de Abril de 1959.




“DARK SIDE OF THE MOON” – PINK FLOYD (1973)

Outra banda e outro álbum que é obrigatório falar, ouvir e ter na coleção. Os Pink Floyd são, para muitos, a melhor banda de sempre. Gostos discutem-se, mas o talento de David Gilmour, Nick MasonRoger Waters e Richard Wright tornam qualquer debate difícil.

Lê Também:   Este acessório deixou Margot Robbie a sofrer com dores em Suicide Squad

A banda foi fundada com outro líder, Syd Barrett, mas a sua personalidade deixou todos os restantes membros incomodados, levando à sua substituição por David Gilmour, um dos talentos por de trás de “Dark Side of the Moon”, mas sendo que Roger Waters foi o verdadeiro “obreiro” do disco. O álbum explora as temáticas da cobiça, doença mental e envelhecimento. Da mesma forma contém sons bastantes invulgares – o som de alguém a correr à volta de um microfone e a gravação de múltiplos relógios a tocar ao mesmo tempo.




LED ZEPPELIN II – LED ZEPPELIN (1969)

Apesar de terem tido várias influências, como o folk, a música psicadélica e o blues, os Led Zeppelin são frequentemente reconhecidos como uns dos fundadores do heavy metal. Isto por conta do som pesado e violento da guitarra. Fundados por Jimmy Page, Robert Plant, John Paul Jones e John Bonham, a banda britânica é uma das bandas mais bem sucedidas de sempre, estima-se que tenham vendido perto de 200 milhões de cópias.

Lê Também:   Woody Allen desiludido e nostálgico: “O prazer em fazer filmes acabou”

Jimmy Page foi o grande responsável de “Led Zeppelin II”, em todo o álbum é possível ver um claro domínio da guitarra. Um disco de vinil obrigatório em qualquer coleção, dos amantes de músicas e aspirantes a guitarrista.




BLONDE ON BLONDE – BOB DYLAN (1966)

“Blonde on Blonde” é o sétimo álbum de estúdio do lendário Bob Dylan. O disco demorou pouco mais de um ano a ser gravado por conta de vários contratempos e indecisões, mas no final saíram algumas das melhores músicas da carreira do artista – “I Want You“, “Rainy Day Woman #12 & 35” e “Just Like a Woman”.

Lê Também:   O tão aguardado Argylle com Henry Cavill e Dua Lipa está a chegar ao Streaming

Tens algum destes álbuns em vinil? Qual é o teu disco de vinil favorito?



Também do teu Interesse:



9 thoughts on “Os 10 discos vinil obrigatórios em qualquer coleção de amantes de música

  • Muito bom, mas… Muito rock e pouco groovy!

  • Show de bola!! 👏👏👏👏👏👏

  • David Gilmour o talento por detrás de dark side of the moon? Não interpretem mal: o gilmour é um enorme guitarrista, mas o dsotm é waters.

  • David Gilmour. O talento por de trás do Dark Side Of The Moon? Como?
    Que eu saiba, é o Roger Waters, pois é dele, o conceito, produção, TODAS as letras, tem músicas q são só dele, e psrticipou de quase todas as outras, salvo On The Run e Any Colour You Like. Por favor seja verdadeiro…e…correto!

  • Tenho Abbey ROAD e The Dark Side of the Moon

  • Um dos álbuns mais vendidos de sempre não faz parte da lista? o thriller do Michael Jackson é um dos obrigatórios

  • Falta Modern Talking e Blue System.

  • Nenhum rolling stones?

  • Olá Angela,

    O álbum mais vendido dos Rolling Stones, Sticky Fingers, vendeu “apenas” 22 milhões de cópias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *