Quentin Tarantino | © Georges Biard, via Wikimedia Commons (CC-BY-SA-3.0)

As 2 comédias que Quentin Tarantino considera “Perfeitas”

Quentin Tarantino é um ávido consumidor de cinema. O lendário realizador revelou as suas comédias favoritas.

Pulp Fiction” (1994), “Sacanas sem Lei” (2009), “Reservoir Dogs” (1992), “Era uma vez em Hollywood” (2019), “Kill Bill Vol.1” (2003), “Django Unchained” (2012), entre muitos outros, fizeram de Quentin Tarantino um dos melhores realizadores da história do cinema.

Lê Também:   Ganha exemplares do livro de Quentin por Tarantino

O realizador de 60 anos consome todo o tipo de filme, desde do mais amador até ao blockbuster mais conhecido.

Nesse sentido Quentin Tarantino tem os seus gostos bem definidos –  western favorito, a comédia romântica perfeita, o filme de contracultura idealseu filme menos favorito, remake que menos gosta e a comédia romântica que o fez chorar.

Lê Também:   Grandes Filmes na TV | Semana de 26 de Fevereiro a 3 de Março

Os seus filmes, embora tenham uma grande quota parte de violência, também contêm cenas humorísticas, apesar do realizador nunca se ter aventurado no género. E sobre a comédia, o icónico realizador revelou, quais são para si, as comédias perfeitas do início ao fim.




ANNIE HALL

Quentin Tarantino é um grande fã do filme, uma história de amor complicada. No entanto Woody Allen não gosta nada de um dos seus melhores filmes – “quando Annie Hall começou, não era suposto o filme ser o que eu acabei por fazer. O filme era suposto ser o que acontece na mente de um homem. Ninguém percebia nada do que se passava. A relação entre mim e a Diane Keaton era tudo o que interessava a toda a gente. Não era isso que me interessava. No final, tive de reduzir o filme apenas a mim e à Diane Keaton e a essa relação, por isso fiquei bastante desiludido com o filme”.

Lê Também:   Margot Robbie está rendida a Quentin Tarantino: "Adoro os teus filmes"

Apesar da opinião do próprio Woody Allen, “Annie Hall” é considerada uma das melhores comédias da história do cinema. Recebeu cinco nomeações nos Óscares e venceu em quatro das categorias – Melhor Filme, Melhor Atriz Principal, Melhor Realizador e Melhor Argumento Original. Ficou a faltar o Óscar de Melhor Ator Principal para Woody Allen para fazer o pleno.




YOUNG FRANKENSTEIN

O filme conta com Mel Brooks, Gene Wilder, Peter Boyle, entre outros, “Young Frankenstein” (1974), é a outra comédia favorita de Quentin Tarantino.

Lê Também:   "É simplesmente magnífico": Quentin Tarantino adora este clássico de Martin Scorsese

Com 94% de classificação no Rotten Tomatoes, Sean Axmaker, da Stream on Demand, escreve, “Mel Brooks e Gene Wilder criam algo que nunca mais se repetiu na legião de filmes de imitação que se seguiram: um filme real com personagens dinâmicas, uma história que se sustenta por si só e uma comovente corrente subjacente de pathos no meio da paródia.”

Conhecias estes dois filmes?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *