Cr. CAROLE BETHUEL/NETFLIX © 2020 | © Amazon Prime

Emmys 2021 | As maiores surpresas e snubs

1 de 12

A lista dos nomeados aos Emmys de 2021 já saiu, mas será a Academy of Television Arts & Sciences não deixou alguns nomes de fora? E incluiu outros que talvez não fizessem tanto sentido? Descobre as maiores surpresas e snubs (ignorados/esquecidos) da 73ª edição dos Primetime Emmy Awards!

A Academy of Television Arts & Sciences revelou no passado dia 13 de julho a lista dos nomeados aos Emmys de 2021. E, todos os anos, existem sempre nomes – quer de séries, quer de atores, realizadores – que ou nos surpreendem, ou nos deixam boquiabertos… no mau sentido. Ainda assim, 2021 antecipava uma ‘competição’ um pouco mais aberta face às anteriores, isto porque graças à Covid-19, séries como “Insecure,” “The Marvelous Mrs. Maisel,” “Ozark,” “Succession” ou “Westworld” ficaram de fora da competição.

Lê Também:
Emmys 2020 | E os grandes vencedores são…

Contudo, as opções eram ainda mais que muitas (principalmente na categoria das Séries Limitadas ou Antológicas) o que deu origem a  algumas surpresas e ainda maiores sunbs. Conhece aqueles que para nós foram os mais marcantes de ambas partes:

netflix emily in paris
Cr. STEPHANIE BRANCHU/NETFLIX © 2020

Vamos começar pelo “elefante na sala”: “Emily in Paris.” Embora a série tenha sido um sucesso praticamente instantâneo da Netflix (mais um para o ‘monte’), não foi adorada pela crítica. Ainda assim, parece que a plataforma fez jus ao ditado “quem ri por último, ri melhor” com esta nomeação na categoria de Melhor Série de Comédia nos Emmys de 2021.

A comédia romântica, que acompanha uma jovem americana que se muda para Paris em trabalho, é um conteúdo perfeito para um binge-watching de fim de semana, mas poderia, por exemplo, ter sido substituída por “Zoey’s Extraordinary Playlist”, mas já lá vamos…

1 de 12

Inês Serra

Cresci a ir ao cinema, filha de pais que iam a sessões duplas...Será genético? Devoro livros e algumas séries. Fã incondicional do fantástico e do sci-fi. Gostaria de viver todos os dias com o mote Spielbergiano - "I dream for a living"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *