Tim Burtom | © Warner Bros / © Twentieth Century Fox

Tim Burton | Os 10 Piores Filmes da sua carreira

Em mais de 30 anos de carreira, Tim Burton realizou filmes amplamente conhecidos pelo mundo. Entre eles, apresentamos-te aqueles que estiveram aquém das nossas expectativas.

Tim Burton, que completa 61 anos, é reconhecido por desenvolver filmes icónicos, desde o emocionante “Eduardo Mãos de Tesoura” e a melancólica “A Noiva Cadáver” até ao delicioso “Charlie e a Fábrica de Chocolate”. Contudo, há aqueles projetos que não foram tão bem-sucedidos ou que, por diversas razões, não apresentaram o impacto e a destreza que se espera de Burton. A equipa da MHD contabilizou todos os filmes que Burton realizou e elegeu os dez piores filmes da sua carreira (sendo o número 1 o pior). Concordas com a nossa escolha?

1 de 10

10. A GRANDE AVENTURA DE PEE WEE (1985)

A Grande Aventura de Pee Wee
A Grande Aventura de Pee Wee | © 1985 – Warner Bros. All rights reserved.

O bizarro Pee-Wee é uma criança presa no corpo de um homem, que acaba por embarcar na maior aventura da sua vida em busca do seu bem mais precioso: a sua bicicleta. Ela, que fora roubada em plena luz do dia, desapareceu na imensidão dos Estados Unidos, e Pee-Wee vai percorrer o país para a tentar encontrar. No meio do caminho ele depara-se com pessoas e situações deveras invulgares. Motoqueiros, um camião fantasma, um cowboy, uma empregada de mesa sonhadora e o seu namorado invejoso… Todos eles cruzam o caminho de Pee-Wee, que, no final, descobre o improvável lugar onde estava a sua amada bicicleta.

“A Grande Aventura de Pee Wee” foi a primeira longa metragem que Tim Burton realizou. Embora original e animada, é, talvez, demasiado infantil para cativar o público adulto, carecendo de alguma coerência e consistência. Como a intenção de ser um filme dos 8 aos 80 (e não dos 6 aos 15 anos), tenta ser cómico e é capaz de roubar algumas gargalhadas.

Três estrelas nasceram com “A Grande Aventura de Pee Wee”. Um à frente da câmara (Paul Reubens), outro por trás dela (Tim Burton) e o terceiro na banda sonora (Danny Elfman).

1 de 10

Luis Telles do Amaral

Escritor de O Diário da Pandemia, administrador do blogue Para Lá da Kapa e a licenciar-se em Microbiologia. Considero-me um devorador de livros nato e fã assíduo do grande ecrã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *