Martin Scorsese | Editorial credit: taniavolobueva / Shutterstock.com

Estes são os 7 filmes favoritos de Martin Scorsese

Um dos melhores realizadores da história da sétima arte, Martin Scorsese, revelou quais são os seus filmes favoritos (não há nenhum depois dos anos 2000).

Para ser um dos melhores realizadores da história do cinema não basta fazer um ou dois filmes de sucesso e/ou vencer um Óscar.

Lê Também:   “Enough is Enough”: Christopher Nolan explica porque Michael Caine não entrou em “Oppenheimer”

É preciso ter uma filmografia única e Martin Scorsese tem de facto uma das melhores filmografias da história – “Tudo Bons Rapazes” (1990), “Taxi Driver” (1976), “O Lobo de Wall Street” (2013), “O Irlandês” (2019), “Shutter Island” (2010), “Assassinos da Lua das Flores” (2023), “Silêncio” (2016), “O Cabo do Medo” (1991), “Gangs de Nova Iorque” (2002), “O Aviador” (2004), “O Último Concerto de Rock” (1978), “A Invenção de Hugo” (2011), entre muitos outros.

O icónico realizador norte-americano voltou ao ativo depois de realizar “Assassinos da Lua das Flores”, que agora está disponível na Apple TV+. Este belo filme inspirado em factos verídicos não está a vencer tantos prémios quanto os que merecia mas foi um dos melhores filmes de 2023.

Lê Também:   Grandes Filmes na TV | Semana de 12 a 18 de Fevereiro

Enquanto caminhamos a passos largos para a cerimónia de entrega dos Óscares, Martin Scorsese revelou quais são os seus filmes favoritos de sempre.

VERTIGO (1958)

“Vertigo” ou em português “A Mulher que viveu Duas Vezes”, é um dos melhores filmes de Alfred Hitchcock. Com James Stewart e Kim Novak nos papéis principais, o filme segue “o reformado detetive John Scottie sofre de um terrível medo de alturas. Certo dia, um amigo pede a John que siga sua esposa. Ele aceita a tarefa e começa a segui-la por toda parte. Ela demonstra uma estranha atração por lugares altos, levando o detetive a enfrentar seus piores medos. John começa a acreditar que a mulher é louca, com possíveis tendências suicidas, quando algo estranho acontece nesta missão.” No agregador de críticas Rotten Tomatoes “Vertigo” tem 92% de classificação.

Lê Também:   Estes são atualmente os filmes mais vistos da Apple TV+ (há o regresso de um velho conhecido)



THE LEOPARD (1963)

Um filme inspirado em factos reais que segue os acontecimentos à unificação da Itália. Realizado por Luchino Visconti, este filme segue o declínio da aristocracia e aborda temas como o poder, a classe e a identidade.

Lê Também:   Esta obra prima da ficção científica com Alicia Vikander e Oscar Isaac venceu um Óscar e já está disponível na Prime Video



IKIRU (1952)

De Itália para o Japão, “Ikiru”, do lendário Akira Kurosawa, é um dos filmes favoritos de Martin Scorsese. O filme segue a história de um burocrata, que nos seus últimos dias de vida, descobre o significado e o propósito do seu último momento na Terra.

Lê Também:   A icónica digressão Taylor Swift: The Eras Tour já tem data de estreia na Disney+



DIARY OF A COUNTRY PRIEST (1951)

Realizado por Robert Bresson, é um filme que devia ser considerado de visionamento obrigatório. O filme segue um padre que é destacado para uma paróquia rural. Já na pequena terra, o padre começa a questionar-se da sua própria fé. “Diary of a Country Priest” explora de forma exímia os conceitos de fé, sofrimento e redenção como nenhum outro filme.

Lê Também:   Este é o filme de Michael Caine que Quentin Tarantino considera o seu favorito (não é Zulu)



8 1/2 (1963)

A obra prima do cinema italiano e de Federico Fellini. Esta comédia surrealista segue um realizador com um bloqueio criativo enquanto se debate com problemas pessoais e profissionais.

Lê Também:   Prime Video anuncia alterações nos seus planos para 2024



ASHES AND DIAMONDS (1958)

Agora com uma paragem na Polónia. “Ashes and Diamonds”, de Andrzej Wajda, acontece no final da Segunda Guerra Mundial quando um jovem resistente vai tentar matar um líder comunista no último dia da guerra.

Lê Também:   Como seria o Senhor dos Anéis se tivesse sido feito nos anos 80?



2001: A SPACE ODYSSEY (1968)

Para muitos, a obra prima da ficção científica. “2001: Odisseia no Espaço” revela a potencial interação do ser humano com a Inteligência Artificial, quando a situação é tudo menos amigável.

Lê Também:   Este popular filme com Brendan Fraser foi nomeado para um Óscar e já está disponível na Prime Video

Com 92% de classificação no Rotten Tomatoes, Charles Champlin, da Los Angeles Times, está rendido ao filme – “2001: Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick, é o filme que os entusiastas da ficção científica de todas as idades e em todos os cantos do mundo rezaram para que a indústria lhes desse um dia.” Ainda nos dias de hoje é um filme bastante acarinhado e utilizado como referência.

Concordas com a lista de Martin Scorsese?


Também do teu Interesse:


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *