"Era Uma Vez em... Hollywood" © Big Picture Films | "Parasitas" © Alambique

Óscares 2020 | O que nos dizem os Globos de Ouro?

“1917” e “Era Uma Vez em… Hollywood” foram os grandes vencedores dos Globos de Ouro, mas será que triunfam nos Óscares 2020? 

Uma semana depois dos Globos de Ouro, o mundo ficará finalmente a conhecer os nomeados aos Óscares 2020, revelados na segunda-feira (a cerimónia acontecerá este ano mais cedo do que o normal, a 9 de fevereiro). Com o fim de mais uma cerimónia dos globos norte-americanos, já se faziam apostas, mesmo que exageradas, para os eventuais candidatos e vencedores das tão cobiçadas estatuetas douradas.

A energia dos vencedores como “1917” (Melhor Filme – Drama) e de “Era Uma Vez em… Hollywood” (Melhor Filme – Comédia ou Musical), como dos principais derrotados como “Marriage Story” e “O Irlandês” é ainda mais relevante, porque curiosamente dois dias após à entrega dos prémios pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA) terminava a votação para os prémios da Academia. Mas até que ponto terão os Globos de Ouro algo a dizer para os Óscares 2020?

1 de 8

Será que “1917” conquista o Óscar da Academia?

1917
1917 | © NOS Audiovisuais

Os especialistas na comparação entre estas cerimónias dizem que os Globos de Ouro não estão configurados para ser um prenunciador dos Óscares. No entanto, quando ligamos a televisão e conhecemos os vencedores em canais generalistas é essa a informação que passa para os telespectadores portugueses. Será que conhecemos realmente os efeitos que uma cerimónia tem na outra? Primeiro, há que saber que os responsáveis pela votação dos Globos de Ouro são distintos dos Óscares e que a HFPA não tem qualquer vínculo ou parceria com a Academia. Mesmo assim, a situação é bastante complexa de analisar.

1 de 8

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *