Featureflash Photo Agency / Shutterstock.com | Kathy Hutchins / Shutterstock.com | Ga Fullner / Shutterstock.com

TIME | Estrelas de Cinema e TV nos 100 NEXT 2021

É sabido que a TIME costuma ter os maiores talentos debaixo de olho, e este ano não é excepção. Sabes que artistas conseguiram entrar nesta restrita lista?

A TIME 100 Next foi lançada pela segunda vez, e é um derivado do amplamente conhecido Time100, que costuma enaltecer os 100 líderes emergentes que estão a moldar o mundo da sociedade moderna. Este ano, a lista reúne personalidades de diferentes campos, desde médicos e cientistas, até jornalistas, artistas, activistas e actores, actrizes e cineastas em claro crescimento.

Lê Também:
30 abaixo de 30 | As grandes promessas da representação em Hollywood

Para Dan Macsai, o director editorial de TIME 100, cada pessoa desta lista tem tudo para fazer história no futuro, se é que já não fizeram e deixaram a sua marca. Por isso, vem connosco conhecer os nomes do cinema e da televisão que chegaram a esta restrita lista, assim como as palavras de alguns alumni das listas TIME 100, dos seus respectivos campos de actuação.

JOHN DAVID WASHINGTON

tenet
“Tenet” | © NOS Audiovisuais

Na categoria de Artistas, John David Washington recebeu palavras de produtor e cineasta, Spike Lee,

“Há um provérbio, A maçã não cai longe da árvore. Neste caso, as árvores são Denzel e Pauletta Washington, e a fruta é John David Washington, o meu jovem leão, que apareceu pela primeira vez no ecrã prateado com a tenra idade de 7 anos em Malcolm X. Poderia dizer-se que a sua carreira começou ali, mas nunca foi assim tão simples – não como o FILHO do MUNDIALMENTE FAMOSO Denzel. Filhos desses têm um caminho difícil. Pode ser uma benção, um fardo ou os dois. O jovem J.D. encontrou o seu próprio caminho (…). Quando J.D. aparecer o novo filme da Netflix, Malcolm & Marie em fevereiro, as pessoas vão gritar pelo novo ídolo do cinema, o nosso novo Dark Gable. A maçã não cai longe da árvore. Tal pai, tal filho. Amen.”

Os trabalhos mais recentes do actor: “Malcolm & Marie“, “Tenet“, “BlacKkKlansman: O Infiltrado




ANA DE ARMAS

ana de armas
“Sem Tempo Para Morrer” | ©NOS Audiovisuais

Tem se vindo a destacar aos poucos, mas foi como protagonista de “Knives Out” que ganhou outra fama. E Jamie Lee Curtis, que também entrou no filme, não deixou de falar com a TIME 100 para deixar umas palavras sobre Ana de Armas, que faz parte da categoria de Artistas.

“Conheci a Ana de Armas no primeiro dia de filmagens de Knives Out. Nessa primeira cena, olhei para os seus lindos olhos verdes, que estavam a transbordar de lágrimas pela perda que a sua personagem estava a sentir por um amigo e patrão. Nesse momento, lembro-me de pensar, Quem é esta rapariga? O talento dela era inconfundível (…) Uma mega estrela chegou, Que seas tú la estrella que brilla alto y fuerte, Ana de Armas.”

Os trabalhos mais recentes da actriz: “007 – Sem Tempo para Morrer” (ainda a aguardar estreia nos cinemas), “Knives Out”, “O Recepcionista”, “O Informador”




LAKEITH STANFIELD

LaKeith Stanfield Yasuke
“Knives Out” | © Pris Audiovisuais

Pode andar a ganhar destaque em papéis secundários, mas sem dúvida que LaKeith Stanfield é um artista que já chama a atenção em todos os projectos. E quem o corrobora é Boots Riley, o cineasta que escreveu e realizou “Sorry to Bother You” (2018).

“LaKeih Stanfield é um fantasma. Vejam-no a ‘assombrar’ Atlanta, Sorry to Bother You ou Judas and the Black Messiah – vocês vão ver. Os olhos procuram-nos e perfuram-nos. Somos dominados pela familiaridade e reconhecimento. (…)”

Os trabalhos mais recentes do actor: “Judas and the Black Messiah“, “Knives Out“, “Diamante Bruto




FLORENCE PUGH

Amy March
“Mulherzinhas” | © Big Picture Films

É uma das mais jovens da categoria de Artistas, mas Florence Pugh tem em si um talento inegável. E os talentos reconhecem-se, ou não tivesse sido Lena Headey, a sua co-protagonista, a deixar umas palavras de elogio à jovem actriz.

“Florence Pugh tem em si uma falta de vaidade que a deixa ocupar cada papel que assume, desde a histórica Amy March em Mulherzinhas até à sofrida Dani em Midsommar. Conhecemo-nos a trabalhar em Figghting With My Family, no qual ela se transformou numa estrela da WWE. (…) Ela é uma actriz maravilhosa, cheia de generosidade para os seus co-protagonistas, e curiosa sobre a experiência humana.(…) Quando ela não está no ecrã, Flo não sente a necessidade de fingir ser alguém que ela não é (…)”

Os trabalhos mais recentes da actriz: “Viúva Negra” (ainda a aguardar estreia nos cinemas), “Mulherzinhas“, “Midsommar – O Ritual




REGÉ-JEAN PAGE

TIME 100
“Bridgerton” | © Netflix

Ao contrário de outros nomes na lista, Regé-Jean Page anda a fazer furor no panorama televisivo e por isso a sua entrada na lista TIME Next 100 é na categoria Fenómenos. E sim, tudo em grande parte a “Bridgerton“, a série de Shonda Rhimes na Netflix que o trouxe para a ribalta; claro que as palavras para o destacar nesta categoria teriam de ser dela.

“Podem sonhar com ele, com aquele que chamamos Duke of Hastings. Mas na realidade, Regé-Jean Page é melhor do que a ficção e do que qualquer sonho. Ele é aquele actor raro, aquele que traz intensidade, inteligência e precisão ao seu trabalho, proporcionando profundidade a qualquer cena. (…) Poucos actores criam os seus momentos de forma tão bonita – ou roubam a nossa atenção tão depressa. E como evidenciado pela sua performance em Bridgerton, Regé é um talento único, cujas perspectivas são ilimitadas. (…)”

Os trabalhos mais recentes do actor: “Bridgerton”, “For The People” e “Engenhos Mortíferos




HUNTER SCHAFER

Hunter Schafer
Euphoria | © HBO Portugal

Foi uma das jovens estrelas a conquistar a televisão com o seu papel em “Euphoria“, e parece simplesmente adequado que tenha sido Zendaya a deixar umas palavras sobre Hunter Schafer.

“Qualquer pessoa que seja sortuda o suficiente em conhecer Hunter Schafer irá sentir uma luz imensa a irradiar constantemente dela. Ela faz todos à sua volta sentirem-se vistos. (…) Ela recentemente co-escreveu e co-produziu um episódio especial de Euphoria, centrada na sua personagem Jules, e apresentou um instinto natural de maturidade além dos seus anos. Ela visualiza algo e sabe exactamente como é que pode ser realizado (…) Hunter é tão especial, de maneiras tão diferentes que podia continuar para sempre, mas isto é verdadeiramente apenas o seu início. Não há limite para a beleza que ela consegue criar.”

Fun fact: Hunter Schafer destaca-se por entrar na categoria de Artistas da TIME Next 100, ainda que tenha apenas um crédito como actriz ; tem no entantou outros associados à escrita de episódios de “Euphoria”.




ANTHONY RAMOS

TIME 100
Anthony Ramos | © NOS Audiovisuais

Anthony Ramos ainda é um nome relativamente desconhecido a nível nacional, mas pelas suas terras tem-se destacado, seja no teatro ou no cinema. Com destaque na categoria de Inovadores, Ramos é um talento a proteger segundo Leslie Odom Jr, artista musical e actor vencedor de um Tony.

“Pela cultura, temos de proteger Anthony Ramos a todos os custos. Penso que os grandes artistas de qualquer idade são cumulativos. São tudo o que veio antes, e estão numa linha temporal que liga a audiência aos Grandes que vieram antes. Uma tradição de excelência está registada no seu trabalho. Ramos é um desses [artistas]. O alcance emocional e a facilidade de actuar, a sagacidade e o sentido de humor perverso, a voz de um em um milhão estão reunidos numa pessoa especial, cuja abundância de benções é combinada com uma humanidade sólida e um núcleo de integridade. (…)”

Os trabalhos mais recentes do actor: “Ao Ritmo de Washington Heights” (ainda a aguardar estreia nos cinemas), “Um Último Golpe”, “Hamilton”




SHIRA HAAS

TIME 100
“Unorthodox” | © Netflix

De nacionalidade israelita, Shira Haas faz parte da lista de Artistas da TIME Next 100. E pelo seu papel de destaque na série “Unorthodox“, as palavras de apreço vêm de Deborah Feldman, a autora da memória “Unorthodox: The Scandalous Rejection of My Hasidic Roots”, que deu origem à serie.

“Shira tem um mdo de trazer intensidade ao ecrã que é incrivelmente convincente, não interessa o quão rebuscado ou estranha possa a narrativa parecer. Quando Shira entra no mundo de Esty (a sua personagem de Unorthodox), (…) ela destroí os clichés de como percebemos aqueles que são diferentes de nós. Podemos confiar nele para um trabalho que, noutras mãos, se poderia tornar unidimensional. (…) E isso é o que ela cosnegue alcançar como actriz. É uma magia rara.”

Os trabalhos mais recentes da actriz: “Unorthodox”, “Asia” e “Broken Mirrors”




ANYA TAYLOR-JOY

Anya Taylor-Joy
“The Queen’s Gambit” | © Netflix

Não é uma novata na representação, mas 2020 foi um ano de mudança para ela. E talvez por isso Anya Taylor-Joy tenha sido destacada na categoria de Fenómenos. Dado o seu percurso, e o seu boom com “Queen’s Gambit”, faz todo o seu sentido que a sua influência seja vista pelos olhos de alguém que trabalhou com ela na série, Garry Kasparov, campeão mundial de xadrez.

“Anya Taylor-Joy explode como a caricatura de um jogador de xadrez misantropo (…) Ela fê-lo enquanto abraçou o jogo de xadrez, com toda a sua dificuldade e tensão. Ela aprendeu a mover as peças e o seu corpo de uma forma que um jogador profissional faz, algo semelhante a aprender uma nova linguagem. (…) Não me surpreenderia se o seu retrato fenomenal [de Beth] fizesse mais pela promoção do xadrez a nível mundial do que todos os verdadeiros campeões do mundo. Alguém que consiga fazer isso consegue fazer tudo.”

Os trabalhos mais recentes da actriz: “The Queen’s Gambit“, “Os Novos Mutantes“, “Emma” e “Peaky Blinders”




MISHA GREEN

lovecraft country
Misha Green criou a série “Lovecraft Country”, estreada em 2020 | © HBO Portugal

Argumentista, Misha Green já criou diversas séries, incluindo a recente “Lovecraft Country“, presente no catálogo HBO Portugal. Sobre ela, quem falou foi Jurnee Smollett, protagonista da série mencionada mas que também já trabalhara com a argumentista em “Underground”.

“Misha Green é como uma cientista maluca – intransigente e inovadora, movida por uma curiosidade radical e pelo conhecimento de que a sua imaginação vasta e selvagem pode perturbar o status quo. Tive a sorte de colaborar com ela em ambos as séries que ela criou [Underground Lovecraft Country]. Os projectos de Misha nascem do seu profundo, e ela luta com tudo para que ninguém tome conta da sua visão. Como seus colaboradores, somos convidados a ser tão criativos e ousados quanto possível. (…) A forma como ela utilizou a arte do storytelling para iluminar a humanidade sobre os afro-americanos tem sido mágico. Eu sei que ela tem décadas de magia disruptiva à frente dela.”

Os trabalhos mais recentes da argumentista: “Lovecraft Country”, “Underground”, “Helix”




CHLOÉ ZHAO

TIME 100
Frances McDormand com Chloé Zhao no set de “Nomadland” | © NOS Audiovisuais

É uma cineasta e um dos nomes do cinema de 2020. Chloé Zhao é destacada como Inovadora pela TIME Next 100, e Frances McDormand, actriz e estrela do seu filme “Nomadland“, é quem deixa umas palavras na edição deste ano,

“Quando navegamos pelas incógnitas de uma produção cinematográfica de guerrilha improvisada, e de baixo orçamento, com um realizador, esperamos que exista uma mão firme a segurar a bússola. E é isso que temos com Chloé Zhao. Uma mão firme e um bom mapa de guia. Com o nosso filme, Nomadland, e os seus primeiros, Song My Brothers Taught MeThe Rider, ela ganhou a confiança das pessoas que lhes ofereceram histórias de vida íntimas. Ela tem uma habilidade incrível de andar no fio da navalha entre o sentimento e o sentimentalismo – e isso enriquece a sua narrativa de maneiras muito autênticas e originais. (…)

Os trabalhos mais recentes da cineasta: “Nomadland”, “The Rider” ; é a responsável também pelo antecipado “Eternals“, da Marvel

Marta Kong Nunes

Fanática de cinema e séries por pura paixão, sou da geração Disney mas também das Tartarugas Ninjas, Motoratos e afins. Já passei pela obsessão de vários géneros de cinema e apesar de me considerar eclética, nada me tira o gozo de um bom filme de acção (por muito irrealista que seja). Séries também se devoram por cá, mas a magia de um filme, será sempre a magia de um filme!

Marta Kong Nunes has 3070 posts and counting. See all posts by Marta Kong Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.