"Better Call Saul", "As Arrepiantes Aventuras de Sabrina" e "After Life" tiveram o seu cancelamento anunciado em 2020 | ©Netflix

O guia das séries canceladas em 2020

Todos os anos, inúmeras são as séries que se despedem na televisão ou nos serviços de streaming.  Este guia das séries canceladas em 2020 permite manter a informação em dia, e descobrir se a tua série de eleição já não volta!

Centenas ou mesmo milhares de séries estreiam, ano após ano, na televisão norte-americana e em todo o mundo. É inevitável que nem todas elas estejam uma década no ar, e por isso, todos os anos, há um sem fim de cancelamentos. Uns doem mais, outros doem menos, outros já vinham mesmo a calhar. Neste primeiro trimestre de 2021, recordamos as séries canceladas em 2020.

Algumas destas séries fecharam a cortina até ao final do ano passado, outras têm ainda episódios a emitir em 2021 (ou até 2022), antes de dizerem adeus. Vamos então descobrir os grandes destaques de cancelamentos para a temporada de 2020/2021.

1 de 42

AFTER LIFE (NETFLIX) 

after life ricky gervais
“After Life” | ©Netflix

O britânico Ricky Gervais, co-criador de “The Office” tanto da versão inglesa como norte-americana), voltou a acertar em ouro com a série “After Life”. Este conteúdo situado algures entre o reino da comédia e do drama conta a história de um viúvo enlutado, incapaz de voltar a valorizar o mundo depois de perder a sua amada na luta contra o cancro.

A segunda temporada da série, um sucesso junto do público e da crítica, foi lançada na Netflix a 24 de abril de 2020. A terceira e última temporada já foi encomendada, com Gervais a voltar como produtor, argumentista e protagonista. Espera-se que venha a estrear ainda no final de 2021, fechando a cortina.

Tecnicamente a série não foi cancelada pela Netflix, tendo Gervais decidido que aqui se desenhava o ponto final perfeito para o arco narrativo da sua personagem Tony Johnson. De acordo com o criador e protagonista as gravações da temporada três deverão começar em abril de 2021.

1 de 42

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *