Onde ver os filmes nomeados para a 95ª edição dos Óscares? O guia essencial |© NOS Audiovisuais, Cinemundo

Óscares 2023 | Onde ver os filmes nomeados

As 23 categorias competitivas da 95 ª edição dos Óscares foram finalmente anunciadas, fazendo com que esta empolgante temporada de prémios cinematográficos se precipite para a sua rota final. Com a cerimónia dos Óscares 2023 a decorrer já a 12 de março, está na altura de colocar a lista em dia. Para isso, trazemos agora toda a informação essencial sobre onde ver os filmes nomeados. 

Lê Também:   Óscares 2023 | Os destaques e as surpresas

Do streaming às salas de cinema, do videoclube aos filmes que ainda não estrearam sequer em solo nacional, fiquem a saber tudo sobre onde ver os filmes nomeados para os Oscars 2023.

TUDO EM TODO O LADO AO MESMO TEMPO – 11 NOMEAÇÕES

onde ver os filmes nomeados para os oscares
Tudo Em Todo O Lado Ao Mesmo Tempo © Allyson Riggs/A24

Escrito e realizado por Daniel Kwan e Daniel Scheinert, conhecidos como Daniels, eis uma hilariante e emocionante aventura de ação e ficção científica acerca de uma exausta mulher chinesa de cidadania americana que parece não conseguir terminar os seus impostos.

O filme-sensação da temporada de prémios entrou no circuito de sala em abril de 2022 e, contra todas hipóteses, e como filme de reduzido orçamento que é, estreado completamente fora da temporada de prémios, conseguiu chegar aos Óscares com hype para dar e vender e ainda com o maior número de nomeações, o que inclui Filme, Argumento, Realização e indicações para todos os seus quatro intérpretes centrais.

Onde ver? Naturalmente já fora das salas de cinema, depois de uma honrosa jornada, “Everything Everywhere All At Once” está disponível para comprar na Rakuten TV e estreia em televisão este mês, no canal TVCine Top, no dia 27 de janeiro, pelas 21h30. Posteriormente ficará disponível para streaming na plataforma TVCine +.




A OESTE NADA DE NOVO – 9 NOMEAÇÕES

BAFTA 2023 Finalistas
All Quiet on the Western Front (A Oeste Nada de Novo) ©Reiner Bajo

Quando Paul, de 17 anos, se junta à Frente Ocidental na Primeira Guerra Mundial, o seu entusiasmo inicial é abalado pela dura realidade da vida nas trincheiras.

Filme de guerra situado temporalmente na Primeira Grande Guerra, “All Quiet on the Western Front” era uma das certezas para a categoria de Melhor Filme Internacional, em representação da Alemanha, mas certamente nada antevia a enorme quantidade de indicações, que tornam este o segundo filme mais nomeado da noite – com uma clara ênfase nas categorias técnicas, mas ainda assim com uma presença inesperada em categorias como Melhor Filme do Ano ou ainda Melhor Argumento Adaptado.

Onde ver? “A Oeste Nada de Novo” é uma produção Netflix, quiçá a mais badalada do ano e é precisamente por lá que se pode encontrar a longa-metragem.




OS ESPÍRITOS DE INISHERIN – 9 NOMEAÇÕES

Óscares 2023 - onde ver os filmes nomeados.
Os Espíritos de Inisherin © NOS Audiovisuais

Empatado em segundo lugar com mais nomeações para os Óscares 2023 temos “Os Espíritos de Inisherin” , uma narrativa acerca de amizade, que valeu também ela nomeações aos seus quatro principais intérpretes – algo que só aconteceu, nos Óscares deste ano, com apenas mais um filme, “Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo”.

Onde ver? A obra de Martin McDonagh estreia nos cinemas já no próximo dia 2 de fevereiro, com distribuição pela mão da NOS. Posteriormente, o filme chegará à Disney+.




ELVIS – 8 NOMEAÇÕES 

 onde ver os filmes nomeados aos Óscares
Elvis © 2022 Warner Bros. Entertainment Inc. All Rights Reserved

“Elvis”, um musical biográfico realizado por um dos cineastas mais essenciais e arrojados dentro do género, Baz Luhrmann, vê Austin Butler (“The Carrie Diaries”) a assumir a pele do Rei do Rock, Naturalmente, uma obra com tal temática, e tendo em conta o historial de biografias musicais como “Bohemian Rhapsody” ou “Rocketman”, não tinha como não se sair bem nas nomeações aos Óscares 2023. Todavia, a nomeação em 8 categorias sem dúvida superou as expectativas.

Onde ver? Em setembro de 2022, depois de uma passagem bem-sucedida pelas salas de cinema, o filme chegou à HBO Max.




OS FABELMANS – 7 NOMEAÇÕES

os fabelmans critica
© NOS Audiovisuais

“Os Fabelmans” é, possivelmente, o filme mais pessoal da carreira de Steven Spielberg. Uma ode à paixão pelo cinema, mas também uma adaptação das suas próprias memórias e uma evocação das experiências do seu crescimento, este retrato dos pais do realizador, argumentista e produtor, segue com 7 nomeações para os Óscares 2023, quiçá um número um pouco abaixo do esperado para um filme de tão alto gabarito.

Entre os “snubs” mais notáveis, encontramos a prestação de Paul Dano na pele do pai de Spielberg.

Onde ver? De momento, no final de janeiro de 2023, “Os Fabelmans” encontra-se ainda nas salas de cinema.




TÁR – 6 NOMEAÇÕES

Tar cate blanchett
© 2022 Focus Features, LLC.

“Tár”, de Todd Field (“Pecados Íntimos”), segue para a 95ª edição dos Óscares somando 6 nomeações, entre elas Argumento Original, Realização, Filme do Ano e Melhor Atriz para Cate Blanchett, que segue como uma das favoritas à vitória (disputando a categoria com Michelle Yeoh):

Conhecemos Tár no auge da sua carreira, enquanto se preparara para o lançamento de um livro e para uma extremamente antecipada performance ao vivo da Sinfonia n.º 5 de Mahler. Ao longo das semanas subsequentes, a vida de Tár começa a desenrolar-se de uma maneira singularmente moderna. O resultado é uma abrasadora análise do poder e do seu impacto e durabilidade na sociedade contemporânea.

Onde ver? Com distribuição a cargo da Cinemundo, “Tár” chega às salas de cinema nacionais já no dia 9 de fevereiro de 2023.




TOP GUN: MAVERICK  – 6 NOMEAÇÕES

Top Gun: Maverick
Top Gun: Maverick © 2022 Paramount Pictures Corporation. All rights reserved.

Com o mesmo número de nomeações que “Tár” segue “Top Gun: Maverick”, sequela antecipada do filme protagonizado por Tom Cruise. A obra é para lá de bem-recebida nesta cerimónia dos Oscars, embora Cruise não consiga chegar à indicação pelo seu já icónico Maverick.

Onde ver? O filme encontra-se, desde 22 de dezembro de 2022, e exclusivamente na nova plataforma nacional – SkyShowtime.




BLACK PANTHER: WAKANDA PARA SEMPRE – 5 NOMEAÇÕES

Black Panther Wakanda Para Sempre
Photo by Annette Brown. © 2022 MARVEL.

Um “dark horse” nesta corrida, a sequela de “Black Panther”, continua uma tradição de sucesso nos Óscares para este franchise da Marvel – isto depois do primeiro filme ter vencido em três categorias – Design de Produção, Banda Sonora, e ainda Guarda-Roupa. Em 2023, o universo “Black Panther” vai mais além com “Wakanda para Sempre”, o filme que conseguiu a primeira nomeação da Marvel numa categoria de representação – para Angela Bassett.

Onde ver? Como enorme sucesso que é, esta sequela estreou em novembro nos cinemas e ainda mantém algumas sessões nos grandes ecrãs. A 2 de fevereiro, esta produção da Marvel Studios chegará ao streaming na Disney+.




AVATAR: O CAMINHO DA ÁGUA – 4 NOMEAÇÕES

Óscares 2023
Avatar: O Caminho da Água © 20th Century Studios

Também com uma prestação ligeiramente acima do esperado nas nomeações para os Óscares em 2023 encontramos a bem-sucedida sequela de “Avatar”, o filme mais lucrativo de todos os tempos. Eis que a sua sequela conquista uma algo inesperada nomeação a Melhor Filme, seguindo com 4 indicações para esta corrida.

Onde ver?Avatar: The Way of Water” continua nos cinemas e é já um dos filmes mais vistos dos últimos meses (somando já mais de 2 biliões de dólares de faturação à escala planetária).




TRIÂNGULO DA TRISTEZA – 3 NOMEAÇÕES 

Triângulo da Tristeza
©Plattform Produktion

Uma das histórias mais arrojadas do ano, enquadrada num universo à lá “eat the rich”  – narrativas que colocam ênfase nas emoções mais elementares e animalescas que unificam os ricos e os pobres – “Triângulo da Tristeza” é uma produção vencedora, em 2022, da Palma de Ouro (assinada e realizada por Ruben Östlund, que havia já vencido esta honra por “O Quadrado”, um filme mais cerebral que aborda algumas temáticas afins).

Apesar de a obra “só” somar” três nomeações, são precisamente em categorias essenciais – Melhor Filme, Melhor Realização e Melhor Argumento Original. Östlund soma aqui duas das indicações.

Onde ver? O filme já passou pelas salas de cinema, e está disponível para aluguer a um valor modesto na Filmin.




A BALEIA – 3 NOMEAÇÕES

79º Festival de Veneza
via 79º Festival de Veneza/Brandon Fraser em ‘The Whale’.

O novo drama da autoria de Darren Aronofsky fez furor nas suas primeiras estreias em festival, tanto em Veneza como em Toronto, com Brendan Fraser prometido à nomeação ao Óscar há vários meses. A tal nomeação concretizou-se, e quiçá se possa até traduzir numa vitória, à medida que Hollywood se apaixonou pela sua narrativa de “comeback”.

Todavia, o novo filme de Aronofsky, não sendo de longe o seu mais controverso, não deixou de não conseguir atingir um sentido de opinião unificada. A história sobre um homem obeso mórbido que tenta reconectar com a filha antes de partir segue assim nomeada para Melhor Ator, Melhor Atriz Secundária (Hong Chau) e, como não podia deixar de ser, Melhor Caracterização.

Fora da corrida fica em categorias centrais como Filme, Argumento ou Realização, como já era, aliás, de esperar. Vimos o filme em vários festivais, de Veneza ao  BFI London Film Festival (LFF), passando pelo LEFFEST e deixámos as nossas impressões em cada um.

Onde ver? Nas salas nacionais a partir de 2 de março, 10 dias antes dos Óscares.




BABYLON – 3 NOMEAÇÕES

Babylon Damien Chazelle
Babylon © 2023 PARAMOUNT PICTURES

Sim, é verdade que esperávamos que “Babylon”, mais uma homenagem que Damien Chazelle presta à sua amada Hollywood, fosse um dos grandes filmes da award season. O filme não conseguiu agradar a gregos e troianos e acabou por se tornar uma presença bastante discreta discreta nesta temporada de prémios, mas ainda assim conseguiu conquistar nomeações nas categorias de Melhor Banda Sonora Original, Design de Produção e Guarda-Roupa. ´

Onde ver? “Babylon” estreou nos cinemas em janeiro, mesmo a tempo para podermos desfrutar, em sala, dos nomeados aos Óscares.




ONDE VER OS FILMES NOMEADOS – THE BATMAN – 3 NOMEAÇÕES

The Batman HBO Max
© 2021 Warner Bros. Entertainment Inc. All Rights Reserved.

 

Como seria de esperar, esta versão mais recente da história do vigilante de Gotham, que acompanha um confronto entre Bruce Wayne (Robert Pattinson) e o Riddler (Paul Dano),  segue para os Óscares de 2023 com algumas nomeações reunidas nas categorias técnicas –  Melhor Caracterização, Melhores Efeitos Especiais e Melhor Som . Quanto ao sucesso comercial do filme, foi imenso e por isso uma sequela foi já anunciada.

Onde ver? Disponível, para streaming, na HBO Max e na Apple TV para aluguer.




WOMEN TALKING – A VOZ DAS MULHERES – 2 NOMEAÇÕES 

women talking a voz das mulheres critica
“Women Talking – A Voz das Mulheres” | © Orion Pictures

Da talentosa Sarah Polley (realizadora do emotivo documentário “Stories We Tell”), chega-nos o drama “Women Talking”, um dos favoritos do circuito de festivais em 2022, numa narrativa acerca de um grupo de mulheres que vivem numa comunidade religiosa isolada, alheias à sociedade moderna, e submetidas a uma enorme brutalidade por parte dos homens da comunidade.

Com grandes nomes a liderar o elenco, como Claire Foy (“The Crown”), Rooney Mara (“Os Homens que Odeiam as Mulheres”), Jessie Buckley (“Men”) e Frances McDormand (“Nomadland“), “Women Talking” tem vindo a ser um dos filmes mais badalados da temporada de prémios. A omissão em categorias como realização e também representação deixaram um “travo” de insatisfação.

Onde ver? “A Voz das Mulheres”, com distribuição a cargo da NOS Audiovisuais, chega aos cinemas a 9 de março, precisamente na semana dos Óscares.




VIVER – 2 NOMEAÇÕES

living critica leffest
“Living” | © Sony Pictures Classics

Um daqueles casos menos “favoráveis”, “Viver” é um dos nomeados mais discretos desta temporada de prémios e, como tal, inicialmente a sua data de distribuição nacional era apenas a 30 de março, já depois da cerimónia dos prémios. Mas entretanto surgiram boas novas, a estreia foi antecipada para 9 de março, 3 dias antes da cerimónias!

A obra baseia-se num romance do aclamado escritor Kazuo Ishiguro (“Nunca me Deixes”, “Os Vestígios do Dia”). O autor, já galardoado com a maior honra literária, o Prémio Nobel, é agora nomeado pela primeira vez pelo seu argumento adaptada a partir da obra  de Kurosawa. Também Bill Nighy, ator britânico com uma longuíssima carreira, alcança aqui a sua primeira indicação aos óscares.

Onde ver? Nos cinemas, a 9 de março, com distribuição assegurada pela NOS Audiovisuais. O filme passou também, em novembro, pelo LEFFEST, e por aí tivemos oportunidade de o ver e deixar as nossas impressões.




AFTFERSUN – 1 NOMEAÇÃO 

Aftersun
Aftersun © via Cinemundo

 

O belíssimo, tocante e drenante “Aftersun”, a muito aclamada estreia da escocesa Charlotte Wells, segue para os Óscares com uma só nomeação – o primeiro papel de Paul Mescal (“Normal People”) como protagonista. A indicação para Melhor Ator é mais que merecida, por esta prestação intimista e contida e que nos parte, pela calada, o coração.

Aparentemente muito simples, “Aftersun” é um mergulho no reino da memória, recordando umas férias que uma filha passou com o seu pai.

Onde ver? “Aftersun” estreou nos cinemas nacionais a 26 de janeiro de 2023, distribuído pela Leopardo Filmes.




BLONDE – 1 NOMEAÇÃO

Ana de Armas
Blonde © 2022 Netflix

Um filme em geral bastante mal recebido, e também o mais nomeado para os infames Prémios Razzie em 2023, “Blonde”, a narrativa fictícia acerca da vida de Marilyn Monroe, conseguiu ainda assim uma nomeação aos Óscares.

Entre as 8 nomeações aos Razzies acumuladas pelo filme, Ana de Armas até pode aparecer na categoria “Pior Dupla no Grande Ecrã”, mas encontra-se notavelmente ausente na categoria de “Pior Atriz”. Num filme capaz de dividir profundamente quem o vê, provocando reações intensas (e habitualmente negativas), Ana de Armas e a sua excelente prestação como Norma Jean acabam por ser a única constante. A talentosa cubana acumula, em 2023, a primeira nomeação ao Óscar na categoria de Melhor Atriz.

Onde ver? “Blonde” está disponível, para streaming, na Netflix.




TO LESLIE – 1 NOMEAÇÃO

To leslie
“To Leslie” (2022) |© Momentum Pictures

A nomeação mais polémica deste ano, e certamente dos últimos anos, que inclusive originou uma investigação por parte da Academia, foi a de Melhor Atriz para Andrea Riseborough, pelo seu papel em “To Leslie”, a história de uma mulher que vence a lotaria e rapidamente rebenta com o seu prémio. A campanha da atriz aconteceu nas redes sociais, suscitada não por um estúdio mas pelo seu marido, com várias celebridades “a-listers” a promoverem a sua prestação com os Óscares em mente. Agora, resta saber se as regras para as nomeações foram respeitadas.

Onde ver?  “To Leslie”, um filme independente com pouca bilheteira nos EUA, nunca foi pensado como um nomeado aos Óscares e portanto não foi distribuído como tal. Não é por isso de estranhar que a obra ainda não esteja disponível nos cinemas ou no streaming. Mal o filme consiga a sua distribuição, iremos atualizar esta informação. 




THE BOY, THE MOLE, THE FOX AND THE HORSE  – 1 NOMEAÇÃO

onde ver os filmes nomeados aos oscares
“The Boy, the Mole, the Fox and the Horse” (2022) ©NoneMore Production

 

“The Boy, the Mole, the Fox and the Horse”  segue com uma nomeação na categoria de Melhor Curta Metragem de Animação. Como o título indica, esta é a história de um menino, uma toupeira, de uma raposa, e ainda de um cavalo, que viajam juntos e forjam uma inesperada amizade.  Deixamos  a nossa análise desta bela obra de animação.

Onde ver? Disponível com a subscrição da Apple TV+.




CAUSEWAY – 1 NOMEAÇÃO

LFF 2022
Causeway © AppleTV

“Causeway”, um drama sobre uma mulher que regressa do exército com TSPT, protagonizado por Jennifer Lawrence, conseguiu conquistar uma nomeação para Melhor Ator Secundário para um dos grandes destaques do filme, Brian Tyree Henry.

Onde ver?  A narrativa encontra-se disponível na Apple TV+, sendo esta precisamente uma produção Apple Studios, numa co-produção com a A24, distribuidora independente norte-american que, em 2023, está em altas nos Óscares.




ARGENTINA, 1985 – 1 NOMEAÇÃO

79º Festival de Veneza
via 79º Festival de Veneza/’Argentina, 1985′.

Na categoria de Melhor Filme Internacional e vindo da Argentina, encontramos nomeado “Argentina, 1985“, um drama de época afim ao género do thriller. “Argentina, 1985” saiu vencedor na categoria de Filme em Língua Estrangeira nos Globos de Ouro, o que sem dúvida lhe pode ter dado um empurrão para a tão cobiçada categoria, uma das mais repletas de candidatos, não fossem eleitos candidatos de todo o mundo, ano após ano.

Onde ver? “Argentina, 1985” está disponível na Amazon Prime Video, desde outubro de 2022.




ÓSCARES 2023 | ONDE VER OS FILMES NOMEADOS – ALL THAT BREATHES – 1 NOMEAÇÃO

All that Breathes - onde ver os filmes nomeados aos Óscares em 2023
All that Breathes |©HBO

Um sucesso em Sundance – onde venceu o Prémio do Júri na secção documental –  e uma obra nomeada na categoria de Melhor Documentário (longas), “All that Breathes” é uma produção HBO que acompanha a história de dois irmãos que dedicam as suas vidas à proteção do milhafre preto, uma ave de rapina essencial para o ecosistema de Nova Deli.

Onde ver? Este documentário estreia a 8 de fevereiro na HBO Max.




EO – 1 NOMEAÇÃO

eo critica leffest
© Nitrato Filmes

Um drama introspectivo da autoria de Jerzy Skolimowski, “EO” é o representante da Polónia nos Óscares 95, nomeado para a categoria de Melhor Filme Internacional.

Invulgar e reflexivo, o filme segue a história de um burro que, ao longo da sua viagem, encontra más e boas pessoas, e expressa uma visão da Europa moderna.

Vimos a obra em Cannes e também no LEFFEST, e deixamos as nossas impressões.

Onde ver? Nas salas de cinema, já a 16 de fevereiro de 2023 – menos de 1 mês antes da cerimónia dos Óscares.




ELEPHANT WHISPERERS/ RAGHU, O ELEFANTE ADOTADO – 1 NOMEAÇÃO

ELEPHANT WHISPERERS Raghu, O Elefante Adotado
“Raghu, O Elefante Adotado” |©Netflix

Filme documental com 40 minutos de duração, sobre um casal do sul da Índia que dedica a sua vida a um elefante órfão. Nomeado aos Óscares na categoria Melhor Documentário Curta-Metragem.

Onde ver? Incluído na subscrição à Netflix.




PINÓQUIO DE GUILLERMO DEL TORO – 1 NOMEAÇÃO

pinoquio guillermo del toro critica
“Pinóquio de Guillermo del Toro” | © Netflix

Uma bela obra que, no final de 2022, se especulou poder vir a marcar presença em categorias adicionais, como Argumento, Realização ou mesmo Melhor Filme, o Pinóquio de Guillermo del Toro acabou por se ficar pela nomeação para Melhor Filme de Animação. Não obstante, esta versão notável da história não deixa de merecer todo o destaque possível.

Onde ver? Na Netflix, também responsável pela produção desta obra.




ONDE VER OS FILMES NOMEADOS – LE PUPILLE – 1 NOMEAÇÃO

Le Pupille
Le Pupille © Disney

 

“Le Pupille” avança nomeado na categoria Melhor Curta-Metragem na 95ª edição dos Óscares, que acontece a 12 de março de 2023. Este é um conto de Natal que decorre durante a Segunda Guerra Mundial.

Onde ver? Na Disney+.




VULCÃO: UMA HISTÓRIA DE AMOR – 1 NOMEAÇÃO

Documentário Óscares
Vulcão: Uma História de Amor (Fire Of Love) © National Geographic Documentary Films

O segundo indicado para Melhor Documentário encontrado nesta lista sobre onde ver os filmes nomeados para os Óscares em 2023 é o estupendo espectáculo visual de “Fire of Love”, ou, em português, “Vulcão: Uma História de Amor”, uma produção da National Geographic.

Onde ver? Disponível na Disney+.




CLOSE – 1 NOMEAÇÃO

Close no Leffest 22
Close ©LEFFEST

Representante da Bélgica em 2023, “Close” –  de Lukas Dhont, o realizador de “Girl” –  esta é a bela história de uma amizade de infância, a qual mereceu o Grande Prémio do Júri no Festival de Cannes em 2022 e que agora compete na categoria de Melhor Filme Internacional na próxima edição dos Óscares.

Onde ver? “Close” estreia nos cinemas nacionais já depois da cerimónia dos Óscares a 12 de março, no dia 6 de abril, pela mão da Leopardo Filmes.




BARDO, FALSA CRÓNICA DE UMAS QUANTAS VERDADES – 1 NOMEAÇÃO

Bardo
Cr. SeoJu Park/Netflix © 2022

Um aclamado jornalista e documentarista embarca numa épica viagem introspetiva para se reconciliar com o passado, o presente e a sua identidade.

Alejandro Iñarritu já dominou os Óscares com obras como “Birdman” ou “O Renascido” e acumula já quatro estatuetas nas suas estantes, mas em 2023, “Bardo” é uma proposta menos consensual, uma tapeçaria complexa que bebe das suas próprias memórias. A narrativa marca o seu regresso ao México e compete na categoria de Melhor Fotografia.

Onde ver? Na Netflix, sendo uma produção própria da plataforma.




IMPÉRIO DA LUZ – 1 NOMEAÇÃO

O Império da Luz
Império da Luz é uma homenagem de Sam Mendes às velhas salas de cinema. ©Searchlight Pictures

Outro filme não particularmente consensual, de um realizador bem aclamado e previamente amado pela Academia, que segue para os próximos Óscares com apenas uma nomeação, é “Empire of Light“, de Sam Mendes (“1917”, “Beleza Americana”). Como no filme apresentado antes, essa nomeação única é para a categoria de Fotografia – aqui assumida pelo icónico e incontornável Roger Deakins.

Esta obra, com Olivia Colman no papel central, passa-se numa cidade britânica costeira, na década de 1980, e retrata a vida e a saúde mental de uma gestora de cinema e do seu novo funcionário, Stephen (Micheal Ward). Juntos, descobrem como podem exorcizar os seus demónios através da música e do cinema.

Onde ver? O filme é distribuído pela NOS Audiovisuais e estreia nas salas a 23 de fevereiro.




O GATO DAS BOTAS: O ÚLTIMO DESEJO – 1 NOMEAÇÃO

O Gato das Botas
O Gato das Botas: Último Desejo © 2022 Universal Studios. All Rights Reserved.

Pela primeira vez em mais de uma década, a DreamWorks Animation apresenta uma nova aventura do universo Shrek, onde o ousado fora-da-lei Gato das Botas descobre que a sua paixão pelo perigo, e o seu desrespeito pela segurança, têm consequências. O Gato já gastou oito das suas nove vidas, embora tenha perdido a conta pelo caminho. Recuperar essas vidas vai fazer com que o Gato das Botas embarque na sua maior aventura de sempre.

Com antigo Banderas, o Zorro do cinema, a dar voz ao mais sedutor gato do cinema, “O Último Desejo” é uma aventura nomeada ao Óscar de Melhor Filme Animado.

Onde ver? “O Gato das Botas: O Último Desejo” está em exibição nas salas de cinema nacionais, com distribuição Cinemundo, desde 8 de dezembro de 2022.




GLASS ONION: UM MISTÉRIO KNIVES OUT – 1 NOMEAÇÃO

Glass Onion Knives Out 2
Glass Onion: Um Mistério Knives Out Cr. John Wilson/Netflix © 2022.

O célebre detetive Benoit Blanc viaja até à Grécia para desvendar um mistério que rodeia um multimilionário da tecnologia e o seu eclético grupo de amigos.

“Knives Out” é um dos “Whodunit” mais famosos da atualidade cinematográfica, e depois do enorme sucesso, nas salas, do primeiro filme, a Netflix adquiriu os direitos e depressa começou a produzir novas aventuras protagonizadas por Daniel Craig na pele de um detetive que evoca o Sherlock Holmes, com um toque de humor negro.

Onde ver? “Glass Onion” é um dos maiores sucessos Netflix dos últimos meses.




TODA A BELEZA E A CARNIFICINA – 1 NOMEAÇÃO

toda a beleza e a carnificina critica leffest
© Praxis Films

O documentário sensação de Laura Poitras, sobre a vida da ativista Nan Goldin, concorre na categoria de Melhor Documentário em 2023 e terá estreia nas salas de cinema:

Toda a Beleza e a Carnificina é um épico e emocionante documentário sobre a vida da artista e activista Nan Goldin e as suas tentativas de responsabilizar a gigante farmacêutica Purdue Pharma, propriedade da família Sackler, pela epidemia dos opióides.

Onde ver? Para ver, nos cinemas nacionais, a partir de dia 9 de março, a quinta-feira que antecede o domingo dos Óscares 2023.




TURNING RED  – 1 NOMEAÇÃO

Turning Red
© Disney/Pixar

Um filme acerca do crescimento, e uma aposta da Pixar novamente capaz de apresentar situações quotidianas com roupagens bem-distintas, “Turning Red – Estranhamento Vermelho” é uma obra audaz sobre a puberdade e o início da menstruação.

Onde ver? “Turning Red” foi um lançamento Disney/ Pixar relativamente discreto, tendo estreado diretamente na Disney+. Não obstante, conquistou o seu lugar nos Óscares de 2023 como nomeado na categoria de Melhor Animação.




NAVALNY – 1 NOMEAÇÃO

Navalny - onde ver os filmes nomeados aos Óscares em 2023
Navalny| ©HBO Max

Este documentário biográfico segue com uma nomeação na categoria de longas documentais e narra a experiência de Alexei Navalny, um adversário de Putin que já sofreu uma tentativa de assassinato por envenenamento. Aqui acompanha-se a sua jornada e história de recuperação.

Onde ver? Para descobrir na HBO Max.




ONDE VER OS FILMES NOMEADOS – RRR – 1 NOMEAÇÃO 

RRR Globos Ouro 2023
RRR © DVV Entertainment

Um guerreiro corajoso numa missão perigosa encontra um policial durão que serve ao exército britânico nesta saga épica ambientada na Índia pré-independência.

Na temporada de prémios de 2022/2023, a grande música-revelação é “Naatu Naatu”, do filme “RRR: Revolta, Rebelião, Revolução”, uma narrativa de ação e aventura. Este incrivelmente popular filme indiano, erroneamente não indicado pela Índia como candidato para Melhor Filme Internacional, é um enorme sucesso e segue com nomeação aos Óscares pela sua Canção Original.

Onde ver? Disponível na Netflix.




O EFEITO MARTHA MITCHELL – 1 NOMEAÇÃO

Onde ver os filmes nomeados aos oscars 23
©Netflix

“O Efeito Martha Mitchell” segue para os Óscares de 2023 com uma nomeação, na categoria de Melhor Documentário (Curta-Metragem):

Este documentário retrata a esposa de um político dos EUA que ousou falar durante o escândalo Watergate — e a campanha da administração Nixon para a silenciar.

Onde ver? Este documentário de 40 minutos pode ser visto na Netflix.

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Maggie Silva has 545 posts and counting. See all posts by Maggie Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *